segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Adventistas de Curitiba aguardam aprovação do Dia do Vegetarianismo

Fonte - ASN Notícias

Câmara de Vereadores já aprovou o projeto de Lei do Dia Municipal do Vegetarianismo (Fotos: Assessoria de Imprensa – Professor Galdino)
Curitiba, PR… [ASN]  Em sessão realizada na quarta-feira, 14 de agosto, na Câmara Municipal de Curitiba, no Paraná, foi votado o projeto de lei para a criação do Dia Municipal do Vegetarianismo, a ser comemorado em 1º de outubro. A proposta agora segue para aprovação pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT).
A proposta do vereador professor Galdino (PSDB) pretende criar mobilizações educativas pela capital paranaense, como a montagem de barracas em locais de grande circulação de pessoas, alertando sobre os malefícios do consumo de carne, tanto os relacionados à saúde quanto ao meio ambiente. Na oportunidade da apresentação do projeto, o vereador exibiu um vídeo que mostra os maus-tratos sofridos pelos animais que são abatidos para consumo humano.
“Como eu já trabalho com questões ambientais há um tempo e também percebi o pedido do povo de Curitiba, que já notou os malefícios que a carne traz, decidi formalizar este projeto como forma de conscientizar para a prevenção das doenças e promoção da saúde”, declara.
O vereador também acrescentou em sua justificativa que a Igreja Adventista do Sétimo Dia defende o vegetarianismo como elemento para a qualidade de vida. “Tenho uma grande admiração pelos adventistas que tem um estilo de vida pautado pela alimentação saudável e natural. Fiz questão de citá-los em meu pronunciamento por saber da responsabilidade que a instituição leva nos ensinamentos”, pontou.
A proposta recebeu a apoio dos vereadores Dirceu Moreira (PSL) e Jorge Bernardi (PDT), que aproveitou o momento para lamentar os maus-tratos aos animais, mas acredita que a situação não ocorra no Brasil. “No nosso país, um dos maiores produtores de carne do mundo, existe um cuidado com o abate dos animais”, ressaltou.
2º lugar em vegetarianos no Brasil
Para Fonseca, vegetarianismo traz benefícios à saúde daqueles que optam por este estilo de vida
Curitiba foi classificada como a segunda capital nacional em número de pessoas que se declararam vegetarianas. Segundo a pesquisa do grupo Target Group Index, do IBOPE Media, 8% da população brasileira das principais capitais e regiões metropolitanas se declara vegetariana. Os moradores da capital cearense, Fortaleza, ficaram em primeiro lugar na pesquisa com 14%. Já Curitiba ficou com 11%.
Para o pastor Francisco Fonseca, responsável pela área de Saúde da Igreja Adventista do Sétimo Dia para a região Central do Paraná, o estilo de vida vegetariano é o melhor a ser seguido pela pessoa que quer ter saúde. “Quando deixamos de comer carne, trazemos múltiplos benefícios ao nosso organismo. Deixamos tanto de ingerir as toxinas vindas da carne do animal abatido, quanto conhecemos a variedade das frutas, cereais, verduras e legumes, os verdadeiros remédios naturais e potencializadores da atividade física”, afirma.
Dia Mundial do Vegetarianismo
Hoje já existe o Dia Mundial do Vegetarianismo, que é comemorado no dia primeiro de outubro. A data foi estabelecida em 1977 pela Sociedade Vegetariana Norte Americana, que serve para chamar a atenção da comunidade em geral para os problemas causados pelo consumo de carne e ainda para informar sobre as vantagens de uma alimentação vegetariana. [Equipe ASN, Mairon Hothon]

Postagens de Destaque