sábado, 9 de novembro de 2013

A ansiedade dificulta muito a intuição e o poder de decisão das pessoas

Posted on by Francisco Castro

A ansiedade é um estado de inquietude que atinge a maior parte das pessoas. A ansiedade acontece porque acreditamos que no futuro não vamos conseguir resolver determinados problemas. Descartes devia ser um ansioso, ele uma vez escreveu: ” minha vida estava cheia de desgraças e muitas delas nunca aconteceram” . 
O pior da ansiedade é que ela dificulta o nosso raciocínio e tira o nosso poder de intuição. Louco isso né? Queremos tanto decidir, resolver e encontrar as respostas e é justamente essa ansiedade pelo caminho a seguir que nos distancia da rota. 
Quanto a ansiedade “surge” em estado elevado, um efeito do tipo ” apagão cerebral” acontece e não importa o quanto inteligente você é, em estado de ansiedade nossas habilidades evaporam. Você já experimentou o “branco” em uma reunião, prova, palestra, encontro? Ou mesmo nas operações no mercado, agiu por ansiedade e depois percebeu que estava “burro”? 
E o que gera essa ansiedade? Todas as emoções que sentimos não aparecem do nada, elas tem uma origem clara. Identificar qual a origem vai ajudar você a interromper o padrão.  Da próxima vez que a ansiedade surgir, questiona-se. O que eu acredito que faz com que eu me sinta ansioso? Por exemplo: Eu me sinto ansiosa porque eu acredito que não vou passar no teste. E em seguida, pergunte-se: Esse pensamento me leva na direção de passar na prova ou me gera ansiedade, medo e preocupação? é produtivo ficar pensando que eu não vou passar? 
E alguns me dizem: ” Laura, mas a pessoa precisa estudar e pode ser importante ela ter medo de não passar”. 
Concordo que a pessoa precisa estudar e que um certo nível de ansiedade pode gerar iniciativa e ser muito positivo. Mas, quando a ansiedade passa a gerar medo, isso produz bloqueios mentais e não motivam para o estudo. Acreditar que eu vou passar e, para isso eu estou estudando, é muito mais eficaz. 

Compartilhe:
 

Postagens de Destaque