domingo, 29 de dezembro de 2013

Nem Cru, Nem Assado / Efraim um Bolo Que Não Foi Virado



Efraim um bolo que não foi virado

Oséias 7:8


Uma das tribos mais importante em Israel era a tribo de Efraim. Tão numerosa e poderosa, que muitas vezes foi confundida com o reino do norte. O profeta Oséias, em algumas das suas mensagens ao reino do norte, dirigiu-se à tribo de Efraim, sendo que a mensagem era para toda a nação.
Quem era Efraim?
Efraim foi o filho mais novo de José, ( o José do Egito) e o patriarca Jacó o pôs como primogênito em lugar de Manasés, o filho mais velho. E seus descendentes  tornaram-se uma grande tribo, substituindo a tribo de Levi, que se dedicou ao ministério sacerdotal.
Aquela tribo tornou-se problemática. Por ser numerosa, e talvez, por que Josué, o substituto de Moisés, fosse efraimita, aquela tribo se sentia superior às demais, e exigia tratamento diferenciado.
Cometiam os mesmos erros, as mesmas idolatrias, as mesmas apostasias, eram tão errados quantos seus irmãos, porem sentiam-se superior aos demais.
Alguns versos do livro de Oséias descreve a opinião de Deus sobre aquela tribo.
“Efraim está entregue aos ídolos; é deixá-lo”. Oseias 4:17.
Em outras palavras:
“Efraim está corrompido pela idolatria, não tem mais jeito, deixa pra lá.  Esquece”
Outra opinião de Deus sobre Efraim.
“Por que Efraim é como pomba enganada, sem entendimento; chamam o Egito e vão para a Assíria”. Oséias 7:11
Era assim a nação efraimita, sem noção, sem rumo. O chamado era para um lado eles iam para o outro
Há muito crente assim. Você diz uma coisa ele entende outra. Você faz o apelo para um determinado programa da igreja, e ele promove outro que não tem nada a ver.
Mais um conceito de Deus sobre a tribo de Efraim.
“Efraim se mistura com os povos e é um pão que não foi virado” Oseias 7:8
No passado, quando não havia a tecnologia do forno, mesmo o forno tradicional de barro, as mulheres assavam pães e bolos em panelas,quando a parte de baixo estava assada, o bolo ou pão, era virado para que o lado de cima fosse assado também.  Havia também os que acendiam o fogo da pedra, e quando a pedra estava bastante quente, a vasilha com o pão era colocada na pedra quente, e o processo era o mesmo, quando o lado de baixo estava assado, o pão era virado para que o outro lado fosse assado.
A expressão usada por Deus “um pão que não foi virado”, significava a situação de tribo de Efraim. Pois um pão que não foi virado, não presta para comer, mas dá dó jogar fora.
Há muita gente na igreja na mesma situação. A gente não sabe o que fazer com elas. Dá dó tirar da igreja, mas não prestam para nada. São inúteis. São como um bolo que não foi virado.
Dois fatos demonstram o caráter do povo de Efraim.

1.     Gideão e os trezentos. Juízes capítulos 6,7 e 8

Houve guerra entre o povo de Israel e os midianitas. Estes últimos viviam oprimindo o povo de Deus a tempos. Gideão, orientado por Deus, convocou voluntários para fazer a guerra contra os midianitas e se livrarem da opressão. Trinta e dois mil voluntários, de várias tribos, compareceram. Porém dos efraimitas, nenhum. Sabem por quê?... Por que o convite não foi pessoal, personalizado, específico a eles.
Gente que se julga importante é assim. Na igreja você faz uma convocação, a maioria comparece, mas um grupo não aparece e fica reclamando que não foram convidados. Dizem que as coisas da igreja são feitas para todo mundo menos para eles, que nunca são convidados.
Esses entendem que o convite para eles tem que ser especial, por a mão no ombro e implorar. “ Irmão, eu preciso que você venha, se não a festa não será a mesma” ai ele se sente honrado e vem.
Foi assim com a tribo de Efraim. Gideão depois de dispensar, vinte e dois mil voluntários, depois dispensou mais dez mil, e com apenas trezentos homens venceu a guerra.
Depois da guerra vencida, os efraimitas apareceram, não para parabenizar Gideão, mas para reclamar.
“Então, os homens de Efraim disseram a Gideão: Que é isto que nos fizestes, que não nos chamastes quando fostes pelejar contra os midianitas? E contenderam fortemente com ele” Juízes 8:1
Gideão, que era diplomático, não quis brigar com eles, mas os elogiou pelo fato de terem matado alguns do liderem inimigos que passaram pelo território deles. Disse que a colheita dele, Gideão, tinha sido inferior à dos efraimitas, pois os cem mil que Gideão e seus trezentos venceram, não se comparava a meia dúzia dos chefes que eles, efraimitas mataram. Assim os efraimitas se sentiram valorizados e voltaram para casa se achando os melhores.

2.     Jefté e os filisteus.  Juízes, 10 e 11

O segundo episódio que retrata o comportamento da tribo de Efraim foi com Jefté.
Estavam os filisteus oprimindo o povo de Israel, especialmente as tribos de Judá, Benjamim e os próprios efraimitas. juízes 10;9.
O povo clamou a Deus por livramento. V. 10. Deus atendeu  o clamor e levou o povo a escolher  Jefté como líder para lutar contra os filisteus. Juízes. 11: 5-11
Jefté convocou um exercito voluntário, gente de todas as tribos atendeu o chamado, porém os efraimitas não apareceram.
O motivo? O mesmo. Não receberam convite especial,
Depois que Jefté venceu a guerra, inclusive com a perda de uma filha, por causa de um voto impensado que fez, os efraimitas apareceram. Também não vieram parabenizar Jefté, mas reclamar que não foram convidados e ameaçar queimar a casa de Jefté com ele dentro. Juízes 12: 1

Jefté que não tinha a diplomacia de Gideão, respondeu que os convidou sim, que eles foram covardes e não os ajudou, nem os livrou, e ao se sentir ameaçado, partiu para violência. Vs. 2-15.
Quando os efraimitas se viram apertados, resolveram fugir. Jefté, pôs guardas nos lugares por onde os efraimitas passariam na fuga, e os fugitivos a serem pegos, pediam para passar, e mentiam dizendo que não eram efraimitas, mas gileaditas, povo que vivia do outro lado do rio.
Os soldados de Jefté pediam que pronunciassem a palavra chibolete, eles, traídos pelo sotaque, só diziam sibolete, eram identificados como efraimitas e mortos. Morreram quarenta e dois mil homens.

Lições

Efraimitas ainda existem.
Podemos encontrá-los em todas as partes. Nas famílias, nas empresas, nas escolas, e também nas igrejas.

1.     Efraimita é todo aquele que não tem iniciativa para fazer algo pela comunidade onde vivem.
E quando outros resolvem fazer, eles não ajudam com o argumento que não vai dá certo, que é perca de tempo etc., mas quando o feito termina com resultado positivo, ele reclama que não foi convidado, por isto que não ajudou.
Efraimita só ajuda se o convite for personalizado, especial. Convite no boletim da igreja, não lhes interessa. Tem que ser pessoal, mão no ombro, e pedir, por favor. Irmão preciso de você.  Se não for assim ele não ajuda, fica com raiva e parte para a briga. Argumentam. “Nesta igreja, (ou empresa, família etc.) eu sou desprezado, ninguém me valoriza, as coisas acontecem eu nem fico sabendo”.

2.     Efraimita só faz aquilo que lhe foi pedido. Nada mais.  Se alguém cobra. “irmão o senhor deixou o ventilador da igreja ligado” ele responde:  “ Me pediram para ligar, não falaram que eu tinha que desligar no final do culto”. Ainda se considera o máximo por ter feito só aquilo que lhe pediram. Esquece o verso da Bíblia que diz que quem faz só aquilo que foi pedido é um inútil.  Lucas 17:10.

3.     Outra característica de um efraimita é que ele adora brigar.

Mas brigar com os irmãos.
Os inimigos do povo de Deus, falam mal da igreja, levam heresias à casa dos irmãos mais novos, que ainda não tem conhecimento suficiente da verdade, e o efraimita não se importa. Mas quando é para desacatar os líderes da igreja, sempre está pronto e tem argumentos. Se o líder é diplomático igual Gideão, tudo bem, mas quando encontra um líder, com a “paciência” de Jefté, o efraimita, geralmente sai da igreja, e culpa o líder que foi duro com ele.

4.     Efraimita não sabe dizes chibolete.

Quando Jefté pôs guarnições, nas estradas e passagens dos efraimitas, este para se livrarem, mentiam dizendo que era de Gileade, porém são sabiam falar igual aos gileaditas. Não conseguiam dizer, chibolete, diziam, sibolete.

O mesmo ainda acontece.
Há nas igrejas muitos que se dizem adventistas, mas não falam a mesma língua. Leva uma vida de aparência, um faz de conta.
Se lhe perguntam: - Você é adventista? – Sim, Ele responde. - Quantos e quais são as doutrinas da igreja? – Não sei. É a resposta.
São crentes, que está há anos estão na igreja, mas nada sabe da mesma. Não dão estudos bíblicos, não são fieis nos dízimos, vem à igreja apenas para ver os defeitos dos outros, e estão sempre dispostos a criticar. Dizem ser de Gileade, mas são mesmo e efraimitas. Tentam dizer chibolete, mas o máximo que conseguem é dizer apenas sibolete.

5.     Deus tem promessas aos efraimitas.

“Não executarei o furor da minha ira; não tornarei para destruir Efraim, porque eu sou Deus e não homem, o Santo no meio de ti; não voltarei em ira”.  Oséias 11:9
“Converte-te ao teu Deus, guarda o amor e o juízo e no teu Deus espera sempre”. Cap. 12:6
“Quem é sábio que entenda estas coisas; quem é prudente, que as saiba, porque os caminhos do Senhor são retos, e os justos andarão neles, mas os transgressores neles cairão”. Cap. 14:9 



Postagens de Destaque