quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Vida Consagrada - O Toque da Fé

Porque dizia consigo mesma: Se eu apenas lhe tocar a veste, ficarei curada. E Jesus, voltando-Se e vendo-a, disse: Tem bom ânimo, filha, a tua fé te salvou. E, desde aquele instante, a mulher ficou sã. Mat. 9:21 e 22.
Falar das coisas religiosas de maneira casual, orar pelas bênçãos espirituais sem real anseio de coração e fé viva, pouco vale. A multidão maravilhada que se comprimia bem junto a Cristo não experimentou vigor vital algum do contato que com Ele tiveram. Mas quando, em sua grande necessidade, a mulher pobre e sofredora estirou a mão e tocou a orla das vestes de Jesus, sentiu em si virtude curadora. Seu toque fora o toque da fé. Cristo o reconheceu e decidiu então dar a todos os Seus seguidores uma lição que perdurasse até ao fim do tempo. Sabia que saíra dEle virtude e, voltando-Se para a multidão, disse: "Quem tocou nas Minhas vestes?" Mar. 5:30. Surpreendidos com essa pergunta, os discípulos responderam: "Vês que a multidão Te aperta, e dizes: Quem Me tocou?" Mar. 5:31.
Jesus fixou o olhar naquela que assim procedera. Ela ficou temerosa. Estava regozijante de alegria; mas houvera ela ultrapassado o seu dever? Sabendo o que nela acontecera, chegou-se, tremente, e atirou-se aos pés de Jesus, contando-Lhe toda a verdade. Cristo não a reprovou. Disse-lhe com brandura: "Vai em paz e sê curada deste teu mal." Mar. 5:34.
Fora feita distinção entre o toque casual e o contato da fé. A oração e a pregação sem o exercício da fé viva em Deus, serão vãos. Mas o toque da fé abre-nos a casa do tesouro do poder e da sabedoria; e assim, por meio de instrumentos de barro, Deus realiza as maravilhas de Sua graça.
Nossa grande necessidade hoje é essa fé viva. Precisamos saber que Jesus é verdadeiramente nosso; que Seu Espírito nos está purificando e sublimando o coração. Se os seguidores de Cristo tivessem fé genuína, com humildade e amor, que obra poderiam realizar! Que fruto se veria para a glória de Deus! Review and Herald, 13 de dezembro de 1887.

Ellen White

Minha consagração Hoje - MM 1989/1953 - Pag. 13

Postagens de Destaque