segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Vida consagrada - Orar Sempre

Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas essas coisas que hão de acontecer e de estar em pé diante do Filho do homem. Luc. 21:36.

Lembrai que Jesus orava seguidamente, e Sua vida era constantemente sustentada por inspirações novas do Espírito Santo. Sejam tais os vossos pensamentos, e a vossa vida íntima que vos não envergonheis de ver o seu registro no dia de Deus.
O Céu não está fechado para as orações fervorosas dos justos. Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós, no entanto o Senhor, de maneira extraordinária lhe ouviu as petições e a elas atendeu. O único motivo de nossa falta de poder para com Deus, terá que ser achado em nós mesmos. Se a vida interior de muitos que professam a verdade lhes fosse apresentada, eles não se gabariam de ser cristãos. Não estão crescendo em graça. Uma oração apressada é proferida de quando em quando, mas não existe real comunhão com Deus.
Se queremos fazer progresso na vida divina, precisamos orar muito. No início da proclamação da mensagem da verdade, quanto oramos! Com que freqüência era ouvida a voz de intercessão dentro de casa, no celeiro, no pomar ou no bosque! Freqüentemente empregávamos horas inteiras em orações fervorosas, em grupos de dois e três, requerendo a promessa; ouvindo-se muitas vezes palavras de agradecimento e o som de cânticos de louvor. O dia de Deus está agora mais próximo do que no início de nossa crença, e deveríamos ser mais sinceros, mais zelosos e fervorosos do que naqueles dias primitivos. Nossos perigos atuais são maiores do que então. As pessoas estão mais insensíveis. Precisamos estar agora cheios do Espírito de Cristo, e não devemos descansar sem que O recebamos. Testimonies, vol. 5, págs. 161 e 162.
Cultivai o hábito de falar com o Salvador quando sós, quando estais caminhando e quando ocupados com os trabalhos diários. Que vosso coração se eleve de contínuo, em silêncio, pedindo auxílio, luz, força, conhecimento. Que cada respiração seja uma oração. A Ciência do Bom Viver, págs. 510 e 511.

Postagens de Destaque