terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Vida Cheia de Espírito - À Espera do Poder

Ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder. Luc. 24:49.

Toda pessoa verdadeiramente convertida sentirá intenso desejo de conduzir outros, das trevas do erro para a maravilhosa luz da justiça de Jesus Cristo. O grande derramamento do Espírito de Deus, que ilumina o mundo inteiro com a Sua glória, não se dará sem que tenhamos um povo esclarecido, que saiba por experiência própria o que significa ser colaborador de Deus. Quando nossa consagração ao serviço de Cristo for completa e de todo o coração, Deus reconhecerá esse fato mediante um derramamento, sem medida, de Seu Espírito; mas isso não ocorrerá enquanto a maior parte dos membros da igreja não forem cooperadores de Deus. Ele não pode conceder o Seu Espírito quando o egoísmo e a condescendência pessoal são manifestados; quando prevalece o espírito que, se transformado em palavras, corresponda às palavras de Caim: "Sou eu guardador do meu irmão?" Gên. 4:9. E Recebereis Poder (Meditações Matinais, 1999), pág. 310.
Quando o coração dos crentes estiver aquecido com o amor de Deus, eles farão trabalho contínuo para Jesus. Manifestarão a mansidão de Cristo e demonstrarão propósito decidido que não falhará nem desencorajará. Deus usará os homens humildes para fazerem a Sua obra, pois existe uma grande vinha que precisa de obreiros. Review and Herald, 21 de julho de 1896.
A promessa do Espírito Santo não é limitada a algum século ou raça. Cristo declarou que a divina influência do Espírito deveria estar com Seus seguidores até o fim. Desde o dia do Pentecoste até ao presente, o Confortador tem sido enviado a todos os que se rendem inteiramente ao Senhor e a Seu serviço. ... Quanto mais intimamente os crentes andam com Deus, tanto mais clara e poderosamente testificam do amor do Redentor e da Sua graça salvadora. Os homens e mulheres que através dos longos séculos de perseguição e prova desfrutaram, em larga escala, a presença do Espírito em sua vida, permaneceram como sinais e maravilhas no mundo. Atos dos Apóstolos, pág. 49.

Postagens de Destaque