quarta-feira, 19 de março de 2014

Prefeitura do Rio faz acordo com espírito do Cacique Cobra Coral contra chuvas na copa

Esta faltando um Profeta da estirpe de Elias, para ir na prefeitura e por o dedo no nariz desse prefeito imbecil, que fica usando o dinheiro do povo em rituais de besteiras e dizer: "Vagabundo vou te provar que esse tal cacique coral não poder nenhum, e como prova, o mês de Junho até terminar a copa,  vai chover todos os dias, segundo a minha palavra"


 Prefeitura do Rio faz acordo com espírito do Cacique Cobra Coral contra chuvas na copa
Acordo é mantido há quase 15 anos. SP também já manteve convênio.

*Para consultar estados e contratos é só clicar aqui.



Todo evento realizado a céu aberto, como um jogo de futebol ou um show de música, está sujeito a danos causados pelas chuvas. Mas talvez não no Rio de Janeiro. A cidade encontrou uma fórmula para evitar que temporais estraguem a festa de encerramento da Copa do Mundo, em 13 de julho, e os Jogos Olímpicos, em 2016. E, para isso, conta com a ajuda do espírito de um índio norte-americano, que seria capaz de interferir nos fenômenos meteorológicos.

A Prefeitura do Rio mantém, desde 2005, um convênio de custo zero com a FCCC (Fundação Cacique Cobra Coral). A organização é administrada pela médium Adelaide Scritori, que afirma ser capaz de receber o espírito do próprio cacique desde os 7 anos. Por meio de suas habilidades mediúnicas, Adelaide trabalha para "minimizar catástrofes que podem ocorrer em razão dos desequilíbrios provocados pelo homem na natureza", segundo suas próprias palavras.
Os trabalhos espirituais de Adelaide, chamados de "operações" pela FCCC, levam o espírito do cacique a fazer algo como um bloqueio atmosférico, que impede, por exemplo, que nuvens de chuva cheguem a determinada região e sejam desviadas para outro lugar. Toda operação, porém, deve ter um motivo maior do que evitar a chuva em um evento, segundo o diretor de assuntos corporativos da fundação e marido de Adelaide, Osmar Santos.
"Fomos chamados para atuar no carnaval do Rio. Os desfiles aconteceram no domingo e na segunda. O carnaval, por si só, não interessa à fundação. Qual o problema de chover no desfile? Mas pensamos em aproveitar a oportunidade para mandar chuvas para São Paulo, que está enfrentando problemas de estiagem. E foi o que foi feito", afirma Santos. Segundo ele, a operação da FCCC fez com que chovesse perto da cabeceira do sistema Cantareira.
A prefeitura de São Paulo também já teve convênio com a FCCC, em 2005. Mas, segundo Santos, o governo municipal não fez sua parte, o que levou a fundação a suspender o acordo. É assim que a FCCC mantém seus contratos com o poder público: eles são gratuitos, mas o governo precisa se comprometer a e investir em obras anti-enchente. O Ministério de Minas e Energia e os governos do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina já foram clientes do cacique.
Atualmente, segundo Santos, a FCCC tem contratos em 17 países. Os clientes privados, sim, têm que pagar pelos serviços. Os valores não são revelados. Na lista figura, por exemplo, o COI (Comitê Olímpico Internacional). Foi esse contrato que levou Adelaide e seu marido para Sochi, na Rússia, para assegurar que não haveria chuva na cerimônia de abertura das Olimpíadas de Inverno.
O mesmo serviço foi prestado em Londres, em 2012, de acordo com o diretor de assuntos corporativos da FCCC. "Havia risco de chuva, mas fizemos uma intervenção. Em volta do estádio, só tinha nuvens negras, mas não caiu chuva na abertura. A chuva foi desviada para a Espanha, onde os agricultores estavam passando por um período de estiagem", afirma Santos.
"Com o Rio já trabalhamos para diminuir as chuvas na época da reforma do Maracanã, para não atrasar os trabalhos", diz o porta-voz da fundação. "Vamos atuar no encerramento da Copa no Rio, com certeza. E, depois, nas Olimpíadas." A Prefeitura do Rio confirmou que mantém o contrato com a FCCC, já que o convênio é gratuito. A administração municipal disse que "consulta" a fundação antes de grandes eventos, como réveillon e carnaval. Mas não admitiu que os serviços serão usados na Copa e nas Olimpíadas.
Bush, Galileu e Abraham Lincoln
A FCCC não é só uma organização religiosa. A fundação mantém um departamento de meteorologia para monitorar as mudanças climáticas. Por outro lado, as habilidades mediúnicas de Adelaide extrapolam o possível controle sobre o tempo. O site da fundação mostra um email que a médium diz ter enviado à Casa Branca em 3 de agosto de 2001, alertando o então presidente George W. Bush de uma possível catástrofe que aconteceria em Nova York e Washington nos próximos dias. Em 11 de setembro, as Torres Gêmeas foram atacadas.
Segundo Adelaide, antes de ajudar a coordenar eventos meteorológicos, o espírito foi parte de uma lista de encarnações que inclui o físico e matemático italiano Galileu Galilei, que viveu no século XVI, e o presidente norte-americano Abraham Lincoln, que aboliu a escravidão no século XIX. A FCCC foi criada em 1931 pelo pai de Adelaide, Ângelo Scritori, que também era médium.

Mais uma razão para se boicotar a Copa!

Comentário do Blog do Pastor Manoel Barbosa da Silva
No tempo do Rei Acabe, e Jesabel, sua mulher, que levaram o povo de Israel a pior idolatria de todos os tempos, a adoração principal era ao deus Baal, uma versão do tal cacique cobra coral daqueles dias. O tal deus Baal dizia ter o poder de controlar os fenômenos da natureza, e só chovia quando ele ordenava, também controlava o fogo.
O profeta Elias, para provar que quem controla os fenômenos meteorológicos e Deus e não baal, ou o tal cacique coral, desafiou o rei Acabe, que cria nas baboseiras dos profetas do deus falso e disse que não choveria durante três anos, e não choveu.
Depois reunião os 450 pais de santo, ou médiuns, profetas ou sacerdotes (o título não importa) do tal baal, e mais 400 médiuns que invocavam outro espírito o espírito da de astarote, e os desafiou para que invocassem o deus deles para mandar descer fogo do céu. Os deus deles não foi capaz de acender nem um palito de fósforo. eram tão falso quando o cacique cobra coral. Só gente imbecil para acreditar neles.
Resultado, todos os falsos profetas foram linchados pelo povo
Esta faltando um Elias nos dias de Hoje para desmascarar esse deus falso, cobra coral  e essa falsa profetisa, médium Adelaide.


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2014/03/prefeitura-do-rio-faz-acordo-com.html#ixzz2wQ8AYWBW
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

Postagens de Destaque