segunda-feira, 17 de março de 2014

Vida de Desafios - Amar Como Cristo Amou

Nisto todos conhecerão que sois Meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. João 13:35.

Se fôssemos verdadeiras luzes no mundo, devíamos manifestar o amorável e compassivo espírito de Cristo. Amar como Cristo amou, quer dizer que devemos praticar o domínio próprio. Quer dizer que devemos revelar abnegação em todas as ocasiões e em todos os lugares. Quer dizer que temos de espalhar, ao nosso redor, palavras bondosas e olhares de simpatia. Estas coisas não custam nada ao doador, mas deixam atrás de si uma preciosa fragrância. Sua influência para o bem não pode ser calculada. Não somente para o que as recebe, mas para o doador, elas são uma bênção, porque reagem sobre eles. O genuíno amor é um precioso atributo de origem celestial, o qual aumenta em fragrância, à proporção que é transmitido aos outros. ...
Deus deseja que Seus servos se lembrem que, a fim de O glorificarem, têm que demonstrar sua afeição aos que mais necessitam dela. Ninguém, entre as pessoas que entram em contato conosco, deve ser negligenciado. Nenhum egoísmo por expressão, nem por palavra, nem por ato, deve ser manifestado para com o próximo, seja qual for sua posição, seja ela elevada ou baixa, de rico ou de pobre. O amor que só dirige palavras bondosas a uns, ao passo que outros são tratados com frieza e indiferença, não é amor, mas egoísmo. Não atuará, de maneira alguma, para o bem da humanidade, nem para a glória de Deus. Não podemos limitar nosso amor a um ou a dois objetos.
Aqueles que recolhem para si o brilho da justiça de Cristo e recusam permitir que este resplandeça sobre a vida de outros, logo perderão os suaves e brilhantes raios da graça celestial, egoistamente reservados para serem prodigamente concedidos sobre alguns. ... Não devemos permitir que o indivíduo congregue ao seu redor uns poucos escolhidos, não dando coisa alguma aos que são mais necessitados. Nosso amor não se deve restringir a pessoas especiais. Quebrai o vaso, e o perfume encherá toda a casa. The Youth's Instructor, 12 de abril de 1900.
Ellen White
Minha Consagração Hoje - MM 1989 Pag 80

Postagens de Destaque