quarta-feira, 12 de março de 2014

Vida de Desafios - Cristo Era Fiel aos Princípios

Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro está escrito de Mim: Deleito-Me em fazer a Tua vontade, ó Deus Meu; sim, a Tua lei está dentro do Meu coração. Sal. 40:7 e 8.

A vida de Cristo foi diferente da vida comum das crianças. Sua força de caráter moral e Sua firmeza sempre O levaram a ser leal à noção que Ele tinha do dever, bem como a aderir aos princípios da justiça, dos quais não havia motivos, por mais poderosos que fossem, que O afastassem dele. O dinheiro ou o prazer, o aplauso ou a censura, nada disto podia comprá-Lo ou induzi-Lo a consentir numa ação má. Ele era forte no sentido de resistir à tentação. ...

Os maus e sem princípios poderiam lisonjeá-Lo e apresentar-Lhe os prazeres da condescendência pecaminosa, mas Sua força de princípio era forte para resistir às sugestões de Satanás. Sua percepção havia sido cultivada, para que Ele pudesse discernir a voz do tentador. Ele não Se desviava do dever, para obter o favor de quem quer que fosse. Não trocaria Seus princípios pelo louvor dos homens, nem para evitar censura, inveja e ódio daqueles que eram inimigos da justiça e da verdadeira bondade. The Youth's Instructor, abril de 1872.

Ele sentia prazer em Se desobrigar de Seus deveres para com Seus pais e para com a sociedade, sem abrir mão de Seus princípios, nem Se contaminar com a impura influência que O rodeava em Nazaré. The Youth's Instructor, setembro de 1873.
Cristo nunca Se desviou da lealdade aos princípios da lei de Deus. Nunca fez nada contrário à vontade de Seu Pai. Testimonies, vol. 8, pág. 208.

Jesus não nos deixa, depois de dar instruções gerais, a adivinhar a estrada, no meio de caminhos e de entradas perigosas. Ele nos guia num caminho reto e, enquanto O seguirmos, nossos passos não deslizarão. Signs of the Times, 7 de novembro de 1906.
Toda pessoa deve viver em comunhão constante com Cristo; pois diz Ele: "Sem Mim nada podeis fazer." João 15:5. Seus princípios devem ser nossos princípios, porquanto estes princípios são a verdade eterna, proclamada em justiça, bondade, misericórdia e amor. 

Ellen White

Carta 21, 1901.
Minha Consagração Hoje - MM 1989/1953 Pag. 74

Postagens de Destaque