terça-feira, 8 de abril de 2014

Homem acha dinheiro e boletos… e paga as contas

Nem tudo esta perdido. Ainda há pessoas honestas que vivem os valores cristãos. Atitudes assim deveria ser a regra, entre todos os que dizem seguir a Cristo

Homem acha dinheiro e boletos… e paga as contas

Karine Peyrot e Marco Antonio ficaram amigos 
Você está em um ponto de ônibus e vê alguém deixar cair um envelope com R$ 600 e duas contas para serem pagas. O que faria?

Em um país onde é socialmente aceito levar vantagem em tudo, muita gente ficaria com a grana.

Não foi o que fez Marco Antonio da Silva, 32, que mora em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. Ele voltava de um evento onde tinha trabalhado como segurança quando viu a cena descrita acima.

Em seguida, Marco Antonio pagou as contas, bateu fotos dos boletos e foi para o Facebook (veja aqui) contar a história e tentar achar a dona das contas – tinha que devolver o troco.

“E aí o pessoal foi compartilhando, compartilhando… até que achei a moça. Ela era amiga de uma amiga minha”, disse Marco Antonio. “Eu fui lá entregar e ela não acreditava no que tinha acontecido”. Os dois viraram amigos.

Perguntei se a grana não faria diferença para ele. “Seria uma boa grana para mim, mas não pensei duas vezes. Peguei as contas e paguei”, respondeu. “Eu já perdi R$ 50 de uma prestação que tinha que pagar, e tive que fazer um empréstimo. Sei como é ruim”.

A moça que perdeu os boletos, Karine Peyrot, também agradeceu pelo Facebook (veja aqui). (Folha de São Paulo)
Agora é preciso que reflitamos a respeito da seguinte questão: Qual seria a nossa atitude se estivéssemos no lugar daquele rapaz?. Lançaríamos mão da honestidade ou faríamos o contrário? Os princípios cristãos prevaleceriam naquele momento tentador?. Creio que estas perguntas confrontam a muitos de nós, certo? São nessas horas que provamos até onde valorizamos nossas convicções; até onde Cristo é importante para nós; até que ponto a Palavra é importante em nosso dia a dia. São nessas horas que demonstramos se, de fato, inculcamos em nossa mente o Sermão da Montanha pronunciado por Jesus, em cujos ensinos, aprendemos: "Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam." (Mt 7:12a)
Com o Evangelho, aprendemos a fazer o bem. Ele nos ensina que se não o fizermos, estaremos cometendo pecado (Tg 4:17). Em outras palavras, nada de “puxar o tapete” do outro; nada de pisar nas pessoas; nada de desprezar o próximo. É hora de mostrarmos porque somos sal e luz neste mundo. É tempo de pregarmos o Evangelho de Cristo por meio de nossas atitudes exemplares. Desse modo, as pessoas poderão dizer: “Ainda há pessoas honestas nesse país”. E Deus abençoará aqueles que assim procederem (Pv 10:3, 24 e 25).
"A honestidade deve caracterizar cada ato de nossa vida." - Conselhos Sobre Mordomia, 142.

"A maior necessidade do mundo é a de homens – homens que se não comprem nem se vendam; homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos; homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato; homens, cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao pólo; homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus." - Educação, pág. 57

Fonte - http://megaphoneadv.blogspot.com.br/

Postagens de Destaque