segunda-feira, 28 de abril de 2014

Pesquisa realizada na USP analisa a saúde dos adventistas do Brasil

Assunto foi tratado em palestra no Seminário da União Sul-Brasileira que acontece em Santa Catarina entre 23 e 26 de abril.

Mais de vinte anos após o estudo que analisou a saúde de 34 mil adventistas na Califórnia, Estados Unidos, e que concluiu que esse grupo vive mais que os demais habitantes da região, uma pesquisa realizada pela USP também está dissecando o estilo de vida de membros da denominação no Brasil com idade entre 35 e 74 anos. Trata-se da "Análise de Dieta e Hábitos de Vida na Prevenção de Eventos Cardiovasculares em Adventistas do Sétimo Dia", financiada pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e apoiada pela organização adventista.
A pesquisa, coordenada pelo cardiologista Everton Padilha, foi tema de uma palestra realizada neste sábado, 26 de abril, pelos médicos Luis Fernando Sella e Daniela Tiemi Kanno, que também colaboram com o estudo. Eles falaram aos participantes de um seminário que acontece em Santa Catarina e reúne 300 servidores da Igreja Adventista do Sul do Brasil.
O estudo "Advento" disponibilizou uma página oficial na internet que traz informações sobre os objetivos da pesquisa. Segundo publicado no site do projeto, "o Estudo Advento analisa o possível impacto do Estilo de Vida Adventista no grupo de indivíduos que participará no Estudo, com o aparecimento de alterações cardiovasculares e outros fatores que podem influenciar o aparecimento de doenças, com uma população não pertencente à Igreja Adventista, previamente incluída entre funcionários públicos. Os dados serão analisados de acordo com a faixa etária, sexo, grau de instrução, e tempo de participação na IASD".
Também são respondidas dúvidas dos internautas e esclarecidas aos visitantes questões como os métodos e procedimentos adotados para a coleta de dados e ainda sobre quem pode fazer parte do grupo considerado.
Conforme acredita Daniela Tiemi, os resultados da análise do estilo de vida dos adventistas pode trazer grandes contribuições para as políticas públicas de saúde no Brasil.
Para o médico Luís Fernando Sella, o estilo de vida saudável dos adventistas também consiste numa importante forma de testemunho. "Deus nos chama para aliviar o sofrimento do mundo e viver a mensagem de saúde", frisa.
Obra médico-missionária - Luís Fernando Sella e Daniela Tiemi Kanno são autores do livro Universo Paralelo, lançado pela Casa Publicadora Brasileira. A obra conta a história do casal de médicos que foi atraído pelo estilo de vida adventista e que, posteriormente, viajou pelo mundo em busca de aprimorar seus conhecimentos sobre como usar de forma prática os recursos da natureza não só no tratamento de doenças, mas, sobretudo, de maneira preventiva. Hoje eles atuam no Centro Adventista de Vida Saudável (Cevisa), localizado no interior do estado de São Paulo.
por Márcio Tonetti
Fonte - União Sul-Brasileira

Postagens de Destaque