domingo, 13 de abril de 2014

Sexo Na Menstruação

Fonte - http://www.nasaladopastor.com

Na opinião bíblica, posso fazer sexo quando estrou menstruada?
Uma mulher pode ter relações sexuais em seu período menstrual?





Muitas pessoas se perguntam, em primeiro lugar, se seria clinicamente certo manter relações sexuais durante o período de menstruação. Por um lado, sabemos que muitos (não todos) médicos hoje em dia afirmam que a relação sexual realizada durante o período menstrual não é prejudicial. Mas há controvérsias. Porque, ainda clinicamente falando, a recomendação seria que o ato não deve ser prolongado, porque os órgãos femininos, geralmente, ficam doloridos nessas ocasiões, e os tecidos podem ficar irritados. Também há oscilação do humor - pode acontecer de a mulher estar com uma disposição calorosa e amorosa, e de repente, esfriar. É claro, que esta é uma das ocasiões em que ela se excita com mais facilidade. Entretanto, deve-se levar em conta que é menos asseado, fazer sexo nesse período.

A pergunta que, logo em seguida, os cristãos fazem, é bíblica: “A Bíblia condena a realização do ato sexual durante a menstruação?”. Esta pergunta tem fundamento bíblico, e vem de Levítico 15:19 e 20, que diz: “Quando uma mulher tiver fluxo de sangue que sai do corpo, a impureza da sua menstruação durará sete dias, e quem nela tocar ficará impuro até a tarde. Tudo sobre o que ela se deitar durante a sua menstruação ficará impuro, e tudo sobre o que ela se sentar ficará impuro”.

A grande pergunta teológica é saber se estas leis cerimoniais devem ser observadas ainda hoje ou não. Depende. Umas sim, outras não. As leis que orientavam sobre ordenanças que eram sombras do calvário, não fazem mais sentido hoje, como por exemplo, matar um cordeirinho em sacrifício, porque o Cordeiro de Deus já foi morto uma vez por todas. Mas isso não quer dizer que todas as leis levíticas não devem ser mais observadas. Tem que ver se ela ainda tem relevância teológica, espiritual e prática para os nossos dias. Há aqueles que tentam se apoiar em Hebreus 9 e 10 para dizer que todas as leis do pentateuco foram abolidas, mas não é bem assim. Veja que no mesmo livro Levítico existem as advertências quanto aos casamentos ilícitos, aos pesos e medidas injustos, a opressão ao pobre, o homicídio, etc. E é claro que ainda observamos estas recomendações. Mas ali existe também os pedidos, de que sempre que se fosse defecar, que se levasse uma pá, de como o maná deveria ser recolhido, e outros, que não fazem mais sentido hoje, a não ser que seja em principio.

A orientação levitica quanto ao ato sexual no período menstrual tinha um sentido acético e não teológico. As leis do Velho Testamento determinavam que as mulheres passassem por um período de sete dias de purificação, em decorrência da menstruação, e a realização do ato sexual era proibida então. Esta lei se encaixa perfeitamente nas leis que tinham objetivos de saúde e higiene, e, por conseqüência, espiritual. Algumas das leis desta categoria ainda fazem sentido hoje, como por exemplo a de Levítico 11. O tipo de carne não-comestível daquela época ainda é o mesmo hoje, e o aparelho digestivo também, o que ainda torna a listinha dos animais prejudiciais à saúde, coerente até mesmo com o que a ciência diz.

Mas é claro que os cuidados femininos quanto à menstruação, hoje, não são os mesmos. Essa lei foi dada há 3500 anos, quando não havia chuveiros e duchas tão convenientes ao nosso uso, e nem havia absorventes, desinfetantes e outros meios de higienização.

Não precisamos pensar que o ato sexual por todos os sete dias que entornam a data menstrual, seja pecaminoso. Mas provavelmente deve ser evitado nos dias do fluxo de sangue. É mais conveniente. É melhor deixar que a esposa tome a parte ativa nessa decisão, para o seu próprio bem estar.

Um abraço,

Postagens de Destaque