domingo, 11 de maio de 2014

Pastor evangeliza skatistas, surfistas e motoqueiros em São Paulo

 

Fonte - http://noticias.adventistas.org/


Pastor evangeliza skatistas, surfistas e motoqueiros em São Paulo

Vina durante testemunho sobre o trabalho perante colegas pastores de oito países sul-americanos
Vina durante testemunho sobre o trabalho perante colegas pastores de oito países sul-americanos
São Paulo, SP … [ASN] Com calça jeans, camiseta e um jeito mais despojado Vinícius Metzker não aparenta ser um pastor adventista convencional. E não é mesmo. Vina, como é mais conhecido pela “galera”, é um exemplo de quem coordena um ministério diferenciado com apoio da Igreja Adventista do Sétimo Dia voltado para públicos normalmente não alcançados pelos métodos convencionais de evangelismo. No último concílio de líderes da área de Ministério Pessoal e Escola Sabatina para oito países sul-americanos, o pastor que também é diretor associado da área de desbravadores na região do Vale do Paraíba (Associação Paulista do Vale) apresentou um pouco do que é o seu trabalho especial.
Em entrevista à ASN (Agência Adventista Sul-Americana de Notícias), Vina explicou que o trabalho desenvolvido privilegia pelo menos três grupos: skatistas, surfistas e motoqueiros. Desde que se formou em teologia, em 2007, o gosto por esportes radicais sempre fez parte da sua vida e da sua rotina. “Quando eu trabalhava no centro adventista de treinamento em São Paulo, cheguei a montar uma estrutura legal para atividades desse tipo de esporte”, lembra. A partir de 2011, no entanto, iniciou, então, um ministério que, longe de ser apenas uma recreação, tem um aspecto espiritual muito claro e um foco missionário definido. Evidentemente não é um ministério que pode ser aplicado para todos os perfis de pastores e lugares. “É um projeto com características específicas e que exige um trabalho diferente”, comentou o pastor Edison Choque, líder da área de Missão Global da Igreja Adventista para oito países sul-americanos, um dos que convidou Vina para falar a outros líderes.
No asfalto
Trabalho no skate é feito por meio de comunidades criadas onde a Palavra de Deus é pregada com abordagem específica
Trabalho no skate é feito por meio de comunidades criadas onde a Palavra de Deus é pregada com abordagem específica
O cotidiano de Vina logicamente foge do normal se comparado ao de outros pastores. Apesar de ir ao escritório, na maior parte do tempo seu trabalho é no asfalto e mar literalmente. E uma boa parte desse ministério começa bem pertinho de casa. Aliás, no condomínio em que mora, em São José dos Campos, a 90 quilômetros da capital. Ali, em uma pista desmontável de skate, ele atende um público predominantemente adolescente. Entre uma manobra e outra no half-pipe (pista em formato de “U”), Vina fala da Bíblia e seus ensinamentos a uma turminha que normalmente não pára para ouvir conselhos. O evangelismo começou ali com 15 participantes e hoje já são 25 assíduos frequentadores. “Havia um menino de 12 anos cujo pai veio reclamar para mim porque ele estava lendo um exemplar da Bíblia à prova d’água que eu dei para ele embaixo do chuveiro. Eu argumentei com o pai que, antes de ler a Bíblia, o menino só ficava jogando videogame e não praticava exercício. E que agora, além de andar de skate, ainda lê a Bíblia e já está começando a mudar seu modo de pensar”, explica o pastor.
E no mar
No caso dos surfitas, a abordagem acaba interessando a mais adultos. Em praias paulistas como Itamambuca, Maresias e Praia do Félix, a Bíblia que não estraga com água está chegando a pessoas que dificilmente teriam sua primeira experiência com Deus em um programa ou templo convencional. A abordagem de Vina é cuidadosa e sempre envolve uma linguagem compreendida pelos praticantes do esporte. Em seus “sermões” à beira-mar, vale até comparar o episódio de Pedro quando andou sobre as águas com manobras do surfe atualmente. Tudo sempre com aplicação prática para a vida de quem escuta. Em torno de 180 pessoas acompanham o grupo com Vina e muitos deles já leem regularmente a Bíblia e estudam temas da Palavra de Deus.
De moto
E, como se não bastasse, Vina também tem a incumbência de andar sobre duas rodas e mostrar Cristo a uma equipe de aproximadamente 200 aficcionados por motos. É uma turma que sai junta e anda, muitas vezes, por percursos de até 300 quilômetros. Vina não é um intruso como se poderia pensar. Pelo contrário, o pastor adventista desenvolveu amizade com todos os motoqueiros e sai com eles. Mostra amizade e dá o motivo pelo qual vive feliz. “A gente sai junto regularmente, realizamos ações solidárias como pintando asilos e creches, doamos mantimentos e, claro, rimos juntos e falamos de Deus e da Bíblia. Em muitas saídas, temos momento de oração e até louvor. Não deixamos passar as oportunidades, mas tudo acontece em um ambiente de amizade”, comenta. Apesar dos desafios e de algumas incompreensões por parte de algumas pessoas, o pastor está feliz porque o ministério tem apoio da Igreja e é um projeto criado para evidenciar um modelo diferenciado de evangelismo. No momento, Vina está atrás de mais exemplares da Bíblia à prova d’água. Instrumento super necessário no caso do trabalho com os surfistas que, mesmo em meio às ondas, mostram-se ávidos por conhecer mais sobre Deus e o plano para a vida deles. 

[Equipe ASN, Felipe Lemos]


Postagens de Destaque