sábado, 17 de maio de 2014

Vereadores de se reúnem com comando do oitavo Batalhão e cobra ações para reduzir criminalidade em Divinópolis – TO

Vereadores de se reúnem com comando do oitavo Batalhão e cobra ações para reduzir criminalidade em Divinópolis – TO


Determinados a resolver os graves problemas de segurança da comunidade, os vereadores Ozias Teles (PMDB), Joelma Dias (DEM) e Betinho da Maquina (PP), foram recebidos nesta sexta feira (16) pelo comandante do oitavo batalhão majô Flavio, o subcomandante capitão Araújo e o tenente Neves em Paraíso - TO.

O vereador Betinho da Maquina (PP), pediu ao comandante que determine que a Polícia Militar constantemente faça abordagems pessoal em cidadãos que estejam em praça pública, com a finalidade de retirar de circulação armas e substancia entorpecente, “a polícia tem que abordar qualquer pessoas que esteja em praça pública, até mesmo vereador” cobrou o ppista.

A vereadora Joelma Dias (DEM), relembrou de dois casos que ainda estão impunes, o caso “engraxate” (jovem Márcio Feitosa, de 18 anos morto á pedradas no dia 25 de maio de 2013) e o caso “Nilza” (Nilza foi morta pelo ex-namorado em fevereiro deste ano).

A democrata falou também do caso que ficou conhecido como “crime da Praça Leandro Adorno” em que dois jovens foram assassinados. Os suspeitos pela prática do crime estão presos à disposição do Poder Judiciário, o suspeito de ser o mandante se encontra foragido.

O presidente Ozias Teles (PMDB), falou da falta de efetivo e de estrutura da Polícia Militar, em Divinópolis, e também do problema do tráfico de drogas na cidade. O presidente disse também aos militares presentes na reunião, que a câmara de vereadores é parceira dos órgãos de Segurança Pública.

Tenente Neves pediu a colaboração da população para identificar pessoas suspeitas. Neves também citou os últimos delitos que aconteceram em Divinópolis, e falou que operações surpresa poderão ser feita para manter a ordem pública e diminuir os índices de crimes na cidade.

O subcomandante capital Araújo, iniciou falando de sua forma particular de cumprir a lei, Araúo disse também das leis penais serem muito branda contra quem pratica o crime. O capital criticou a falta de um delegado da Polícia Civil na cidade de Divinópolis, que segundo o militar, o delegado daria sequencia nos trabalhos que são realizados pela Polícia Militar, entre outras atribuições.

O comandante do oitavo batalhão por sua vez ratificou a falta de efetivo da corporação em todo o estado e disse também que não seria possível aumentar de imediato o efetivo em Divinópolis, “mandar um efetivo maior pra Divinópolis, eu não tenho como, porque o nosso efetivo é pequeno” disse o oficial.

Flavio se comprometeu em constantemente enviar reforço no policiamento em Divinópolis, para garantir a segurança da comunidade, “nós vamos intensificar as operações em Divinópolis” garantiu o comandante.

O majô encerrou suas falas cobrando apoio dos parlamentares em relação ao um terreno que será para a futura instalação do prédio próprio do destacamento da Polícia Militar na cidade. O presidente Ozias disse a cúpula do oitavo batalhão, que esta solicitação já teria sido aprovada na legislatura anterior.

Os vereadores afirmaram que irão dar continuidade nas reivindicações junto às autoridades de Segurança Pública e já esta marcada para a próxima quinta feira (22) uma reunião com o delegado regional de Paraíso – TO, Dr. Cassiano Oyama, e uma reunião será marcada com o secretário de segurança pública Dr. José Eliú de Andrada Jurubeba, em Palmas – TO.


         Edson Gilmar   Ascom/Câmara de Vereadores de Divinópolis - TO  

Postagens de Destaque