terça-feira, 8 de julho de 2014

Vida - Consideração Para com os Outros



E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis. I Ped. 3:8.


O grande apóstolo Paulo estava firme sempre onde o dever e princípio estavam em jogo; pregava a Cristo com grande intrepidez; mas nunca era rude ou indelicado. Tinha um coração terno, e era sempre bondoso e compassivo para com os outros. A cortesia foi um traço marcante de seu caráter, e isto foi o que lhe deu acesso à melhor classe da sociedade. ...
Era zeloso da verdade, intrépido na defesa de Cristo; mas a retidão no procedimento, a graça da verdadeira delicadeza, marcaram toda a sua conduta. ...
Paulo atraía os corações piedosos onde quer que fosse; seu coração estava ligado ao coração de seus irmãos. Quando se ausentava deles, sabendo com certeza que não lhes veria a face, eles se enchiam de profunda tristeza, e assim insistentemente instavam com ele para que ficasse com eles. Certa feita exclamou: "Que fazeis vós, chorando e magoando-me o coração?" Atos 21:13. Seu bondoso coração se oprimia ao sentir a tristeza de sua final separação. Eles o amavam, e sentiam que não podiam ficar sem ele. Que cristão não admira o caráter de Paulo? Firme como uma rocha quando em defesa da verdade, era afeiçoado e gentil como uma criança quando rodeado pelos amigos. ...
Os professores mais semelhantes a Cristo são aqueles que são os mais bondosos, piedosos e corteses; suas convicções são firmes e seu caráter forte; nada os pode desviar de sua fé ou dissuadi-los de seu dever.
Um cristão cultivará um espírito manso e calmo; será pacífico, considerado, terá um tal temperamento que a doença não o irritará nem o tempo e as circunstâncias o perturbarão. ... Os filhos de Deus nunca se esquecem de fazer o bem. ... Boas obras são espontâneas neles, pois Deus por Sua graça lhes tem transformado a natureza. Review and Herald, 8 de setembro de 1885.


Ellen White

Minha Consagração Hoje _ MM 1989 Pag. 193

Postagens de Destaque