terça-feira, 26 de agosto de 2014

Adventistas reafirmam crença na criação divina

 

Fonte - http://www.criacionismo.com.br/

 

Adventistas reafirmam crença na criação divina

Dois participantes no Grand Canyon
O presidente da Igreja Adventista do Sétimo Dia, pastor Ted Wilson, expandiu seu recente apelo feito aos educadores da igreja – para reafirmarem sua convicção de que Deus criou a Terra há milhares de anos –  a fim de incluir todos os 18 milhões de membros da denominação, dizendo que a questão “envolve o destino eterno de cada um de nós”. Os comentários de Wilson foram feitos no fim da conferência internacional de dez dias sobre a Bíblia e Ciência, em St. George, Utah, onde cerca de 400 educadores aprovaram uma resolução comprometendo-se a ensinar a compreensão bíblica acerca das origens, e ficaram prontos para compartilhar com seus alunos as últimas pesquisas científicas que aprenderam. Em uma entrevista, Wilson disse que todos os membros da igreja devem ponderar cuidadosamente um apelo que ele fez em seu discurso na abertura da conferência, em 15 de agosto, de rejeitar a versão evolutiva das origens.
“Isso é tão intrínseco às crenças dos adventistas do sétimo dia que é vital para todos os membros da igreja reafirmar sua convicção de que Deus realmente é o Criador e criou este planeta em seis dias literais recentemente”, disse ele. “Essa é certamente uma decisão pessoal que tem de ser feita, e com toda a bondade e amor peço a cada membro da igreja que tome essa decisão, pois isso envolve o destino eterno de cada um de nós.”
Wilson, reiterando seu discurso de 15 de agosto, disse que os educadores e os pastores que aceitaram os ensinamentos de que a Terra evoluiu durante milhões e milhões de anos não devem ser autorizados a conduzir salas de aula e igrejas adventistas. Quanto aos membros regulares da igreja, disse ele, o assunto é pessoal, mas as pessoas que não têm isso resolvido em sua mente devem orar fervorosamente e tomar uma decisão.
“Essas decisões por parte de cada indivíduo vão ajudar a determinar como eles se relacionam com essa extraordinária missão confiada às nossas mãos pelo Céu, a proclamação das mensagens dos três anjos, que incluem a mensagem do primeiro anjo para adorar a Deus e dar-Lhe glória, porque Ele fez tudo”, disse ele, referindo-se a Apocalipse 14 e ao chamado à preparação para a volta de Jesus.
O discurso de Wilson – no qual ele disse que qualquer um que rejeitou a criação literal em seis dias descrita em Gênesis não poderia ser descrito como um verdadeiro adventista do “sétimo dia”, porque “sétimo dia” se refere às 24 horas do dia de sábado, no qual a semana da criação findou – provocou muitos comentários em sites adventistas do sétimo dia, durante os últimos dez dias.
Alguns adventistas têm adotado uma teoria popular de que cada dia da criação pode ter durado milhões de anos, em vez de 24 horas, misturando assim o relato bíblico com os ensinamentos evolucionistas. Essa linha de raciocínio, disse Wilson, não só invalida o sábado, mas também coloca em dúvida a inspiração do relato da criação e, por extensão, toda a Bíblia.
“É vital que cada funcionário – seja um administrador, pastor, professor, ou quem for –acredite fortemente na compreensão fundamental da criação como ensina a Igreja Adventista”, disse Wilson, no domingo. [...] E acrescentou: “Para os membros da igreja em geral, é uma questão pessoal que eles precisam discutir a sério com o Senhor.”
Wilson também mencionou a igreja em geral, em um discurso de encerramento no domingo, que se concentrou principalmente sobre os educadores. “Como professores adventistas do sétimo dia, educadores, pastores e funcionários da igreja que vivem no fim dos tempos – e não apenas os funcionários, mas todos os membros da igreja –, não devemos reduzir nossa singularidade ao sétimo dia, mas sim alardear isso como uma característica maravilhosa de vida”, disse ele.
Falando diretamente aos participantes da conferência, Wilson incentivou-os a trabalhar duro, mostrar o amor e se apegar à Bíblia. “Cientistas: continuem a fazer uma boa pesquisa científica. Façam o trabalho que Deus lhes deu de uma maneira profunda e cuidadosa”, disse ele. “Teólogos: façam a mesma coisa. Estendam a mão para aqueles que podem não concordar com o que votamos hoje e com o que a Igreja Adventista do Sétimo Dia representa. Estendam a mão para essas pessoas no cuidado e no amor – não de uma forma condescendente, mas de forma amorosa.” “Mas”, disse ainda, “quero dizer a vocês: por favor, não fiquem relutantes de qualquer maneira em defender a verdade bíblica. Sejam abertos, seja cuidadosos, mas sejam ousados.”
No fim do discurso de 42 minutos, Wilson pediu que os educadores reafirmassem sua convicção na criação bíblica, levantando-se e orando com seus companheiros.
Pouco antes do discurso de Wilson, os participantes da conferência aprovaram em uma votação verbal quase unanimemente uma declaração que afirma que a Bíblia apresenta um relato confiável de uma criação recente em seis dias literais, e que um dilúvio global destruiu a Terra, exceto uma família e animais em uma arca.
“Rejeitamos essas visões de mundo que intencionalmente removem a verdade bíblica do discurso público e do esforço científico”, diz o comunicado. “Afirmamos a necessidade de um ambiente intelectual em que as teorias concorrentes sobre as origens sejam apresentadas e discutidas abertamente dentro do contexto de uma cosmovisão bíblica. Comprometemo-nos a ensinar e defender os entendimentos bíblicos sobre as origens, em nosso papel como profissionais e como educadores adventistas.”
O documento, que foi desenvolvido durante o evento de dez dias, será submetido a uma comissão administrativa de fim de ano da Igreja, no Concílio Anual, em outubro, disse Michael L. Ryan, vice-presidente mundial da Igreja Adventista e presidente do Conselho de Fé e Ciência, que patrocinou a conferência. [...]
Lisa Beardsley-Hardy, diretora do Departamento de Educação da igreja mundial, disse na conferência que ela iria usar a instrução para pressionar por financiamento para produzir e distribuir mais recursos que suportem a criação. A resolução pede “uma abordagem coordenada para o contínuo desenvolvimento, em todos os principais idiomas, de recursos de mídia de alta qualidade sobre o relato bíblico das origens e das ciências naturais e da Terra”.
Falando em uma entrevista, Beardsley-Hardy disse que os participantes da conferência têm feito muitos pedidos de materiais e criação de temas. [...] “Eles querem livros didáticos, querem PowerPoints, querem ser capazes de fazer download de algumas das apresentações feitas aqui, para que possam estudá-las por si mesmos e traduzi-las em várias línguas.”
Beardsley-Hardy disse que alguns materiais podem ser encontrados no site da conferência (fscsda.org), e mais será divulgado nas próximas semanas e meses.
Mas, como em qualquer grande conferência, algumas apresentações podem não estar disponíveis por algum tempo, porque seus autores estão preparando a pesquisa para publicação nas principais revistas científicas, disse Beardsley-Hardy, que ajudou a organizar a conferência e é membro do Conselho de Fé e Ciência.
“Algumas das apresentações feitas aqui são pesquisas de ponta, e os apresentadores não podem ter essas apresentações mostradas em outro lugares até que elas sejam publicadas na literatura peer-reviewed”, disse ele. [...]

Postagens de Destaque