quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Deus Supre os Recursos



Seus discípulos aproximaram-se dEle, dizendo:... despede a multidão, para que vão pelas aldeias e comprem comida para si. Jesus, porém, lhes disse:... Dai-lhes vós de comer. Então, eles Lhe disseram: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes. E Ele disse: Trazei-mos aqui. ... E, erguendo os olhos ao Céu, os abençoou, e, partindo os pães, deu-os aos discípulos, e os discípulos, à multidão. ... E levantaram dos pedaços, que sobejaram doze cestos cheios. Mat. 14:15-20.


Nesta parábola está envolvida uma profunda lição espiritual para os obreiros de Deus. ... Em completa confiança em Deus, Jesus tomou a pequena provisão de pão; e ainda que não houvesse senão alguma coisa para os Seus discípulos, Ele não os convidou para comerem, mas começou a distribuir a cada um uma porção pedindo que dessem à multidão. O alimento multiplicava-se em Suas mãos; e as mãos dos discípulos, estendendo-se para Cristo, o Pão da Vida, nunca estavam vazias. A pequena provisão foi suficiente para todos. Depois que a fome do povo foi satisfeita, os fragmentos foram ajuntados e Cristo e Seus discípulos comeram do precioso alimento suprido pelo Céu.
Os discípulos foram canais de comunicação entre Cristo e o povo. Isso deve ser uma grande animação para Seus discípulos hoje. Cristo é o grande Centro, a Fonte de toda força. Seus discípulos devem receber suprimento dEle. ... Ao repartirmos, continuaremos a receber; e quanto mais repartirmos mais receberemos. ...
Reparai a lagoa que recebe a chuva e não distribui. Não é bênção para ninguém, mas uma egoísta fonte estagnada envenenando o ar ao seu redor. Olhai, entretanto, para a corrente a fluir das montanhas, refrigerando as terras ressequidas pelas quais passa. Que bênção significa! Alguém pensaria que dando assim tão liberalmente estancariam as fontes. Mas não. É parte do grande plano de Deus que os rios que dão nunca tenham falta; e dia a dia, ano após ano, fluam as águas, sempre recebendo e sempre dando. Signs of the Times, 22 de janeiro de 1902.


Ellen White
Minha Consagração Hoje - MM 1989 Pag. 223

Postagens de Destaque