terça-feira, 19 de agosto de 2014

Ser Bondoso e de Coração Terno



Antes, sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo. Efés. 4:32.


Tomai por exemplo a terna simpatia e compaixão manifestadas na vida de Jesus, guiando-vos por elas no trato de vossos semelhantes. ... Muitos se tornaram fracos e desalentados no ardor da luta, aos quais palavras de simpatia e animação teriam ajudado a vencer. ... Não é possível prever o alcance das palavras boas e amáveis que proferirmos, de qualquer esforço sincero feito para aliviar as cargas aos nossos semelhantes. Certo é, porém, que os errantes só podem ser encaminhados com um espírito de mansidão, bondade e terna simpatia. Testemunhos Seletos, vol. 2, págs. 255 e 256.
Em todas as vossas transações com o vosso semelhante deveis ter em mente sempre que estais tratando com propriedade de Deus. Sede bondosos; compassivos; corteses. Respeitai a possessão adquirida por Deus. Tratai um ao outro com ternura e cortesia. Review and Herald, 24 de agosto de 1897.
Se tendes inimizades, suspeitas, inveja e ciúme em vosso coração, tendes uma obra a fazer para endireitar estas coisas. Confessai vossos pecados; entrai em harmonia com vossos irmãos. Falai bem deles. Afastai qualquer insinuação desfavorável, sugestões que despertem desconfiança na mente de outros. Mantende sua reputação tão sagrada como gostaríeis de ter guardada a vossa; amai-os tanto quanto quereis ser amados de Jesus. Review and Herald, 29 de abril de 1884.
A graça de Deus conduz os homens a se colocarem em suas transações com os semelhantes, no lugar daqueles com quem estão lidando. Leva os homens a olharem não somente para suas próprias coisas, mas também para as coisas dos outros. Leva-os a revelar ternura, simpatia e bondade. Afagando espírito reto, vivendo uma vida santa - eis o que significa ser como Cristo. ...
Que vossa vida seja controlada pelos amplos e generosos princípios da Bíblia, os princípios da boa vontade, bondade e cortesia. Carta 30, 1887.

Ellen White
Minha Consagração Hoje - MM 1989 Pag. 235

Postagens de Destaque