domingo, 14 de setembro de 2014

ESBOÇO DE SERMÃO: O Espírito e o Cumprimento da Missão

 

Fonte - http://temasbblicos.blogspot.com.br/2014/08

 

ESBOÇO DE SERMÃO: O Espírito e o Cumprimento da Missão 

 

O Espírito e o Cumprimento da Missão

Mateus 24:14; Atos 1:8

Introdução

1. As palavras de Jesus registradas nos textos acima sintetizam bem nossa missão.
2. Maior número de batismos ou mais igrejas devem ser vistos como consequências do cumprimento da pregação evangélica.
2. Sem a atuação do Espírito Santo, a missão se torna tarefa impossível (ver At 1:4).
4. Ele é o coordenador das atividades da igreja no cumprimento da missão (ver At 16:6-10).

I. O Espírito e a Missão de Jesus

1. Ler Marcos 1:8.
2. Nesse texto, João Batista faz referência a Cristo ao cumprir Seu ministério.
3. Na sinagoga de Nazaré, Jesus descreveu o cumprimento de Sua missão por meio da atuação do Espírito (ver Lc 4:16-20).

4. Segundo a predição de Isaías (ver Is 61:1-3), o ministério de Cristo consistia em:
a. Pregar boas-novas aos pobres.
b. Proclamar libertação aos cativos.
c. Anunciar liberdade aos oprimidos.
d. Proclamar o ano aceitável do Senhor.
5. A missão de Cristo foi um ministério de pregação mediante palavras e atos em favor das pessoas (ver Mt 4:23-25).
6. Em Seu ministério, Cristo teve constantemente a presença e a atuação do Espírito Santo.
a. Ellen G. White afirma: “Cristo recebia constantemente do Pai, para que nos pudesse comunicar. Cotidianamente recebia novo batismo do Espírito Santo. As palavras Lhe eram dadas diretamente das cortes celestes, palavras que pudesse falar oportunamente aos cansados e oprimidos” (Parábolas de Jesus, p. 139).

II. O Espírito e a Missão dos Discípulos

1. Ler João 20:19-22.
2. Depois da ressurreição:
a. O Espírito Santo continuaria a ensiná-los após a ascensão de Cristo ao Céu.
b. Por três vezes, Jesus O descreveu como o Espírito da verdade (ver Jo 14:17; 15:26; 16:13). Dessa forma, o Espírito:
1)  Guia a toda a verdade.
2) Testemunha sobre a pessoa e obra de Cristo.
3) Ensina todas as coisas que hão de vir.
c. Haveria uma conexão do Espírito Santo com a missão dos discípulos.
d. Cristo os orientou para que não saíssem de Jerusalém até que recebessem o poder do Espírito Santo (ver At 1:4).
3. No Pentecostes:
a. William Barclay, erudito do Novo Testamento, escreveu: “Havia três grandes festas judaicas às quais todo judeu, que vivia num raio de pelo menos trinta quilômetros de Jerusalém, era legalmente obrigado a comparecer - a Páscoa, o Pentecostes e a Festa dos Tabernáculos” (O Novo Testamento Comentado, v. 7, p. 27).
b. O Pentecostes era a Festa das Colheitas (ver Êx 23:16; 34:22) celebrada 50 dias após as Primícias (ver Lv 23:15-21).
“Cristo é as primícias dos que dormem” (1Co 15:20).
c. Ler Atos 2:1-4.
d. Os discípulos estavam no mesmo lugar (v. 1).
e. Não apenas num lugar geográfico, mas num mesmo espírito.
f. No Pentecostes, os discípulos receberam o Espírito Santo como resultado de sua disposição em recebê-Lo (ver At 1:12, 14).
1) Ellen G. White escreveu: “Os discípulos oraram com intenso fervor para ser habilitados a se aproximar dos homens e, em seu trato diário, falar palavras que levassem os pecadores a Cristo. Pondo de parte todas as divergências, todo desejo de supremacia, uniram-se em íntima comunhão cristã” (Atos dos Apóstolos, p. 37)
g. Consequentemente, cerca de 3 mil pessoas foram batizadas e incorporadas na comunidade da igreja primitiva
(ver At 2:41-47).

III. O Espírito e Nossa Missão

1. Somos portadores de uma mensagem de fé e esperança para ser pregada ao mundo (ver Mt 28:19, 20).
2. Por isso, diariamente necessitamos buscar o cumprimento da promessa do Espírito Santo em nossa vida.
a. “A nós hoje, tão certamente como aos primeiros discípulos, pertence a promessa do Espírito. Deus dotará hoje homens e mulheres com poder do alto, assim como dotou aqueles que, no dia de Pentecostes, ouviram a palavra de salvação. A promessa do Espírito Santo não é limitada a algum século ou etnia. Cristo declarou que a divina influência do Espírito deveria estar com Seus seguidores até o fim” (Ellen G. White, Serviço Cristão, p. 250).
3. Ao pregar para as pessoas, a assistência do Espírito Santo é o único elemento que torna viável o cumprimento de nossa missão.
a. “Alguém pode possuir erudição, talento, eloquência, ou qualquer dom natural ou adquirido; mas, sem a presença do Espírito de Deus, nenhum coração será tocado, pecador nenhum ganho para Cristo. Por outro lado, se estiver ligado a Cristo, se os dons do Espírito lhe pertencerem, o mais pobre e ignorante de Seus discípulos terá um poder que influenciará corações. A presença do Espírito com os obreiros de Deus conferirá à apresentação da verdade um poder que nem toda a honra ou glória do mundo poderiam dar" (Ellen G. White, Testemunhos Seletos, v. 3, p. 212).

Conclusão

1. Ler Joel 2:28,29.
2. O Espírito Santo atuou de forma direta na missão de Cristo e dos discípulos.
3. Ele é dádiva de Deus concedida à igreja para o cumprimento da missão evangélica.
4. Essa missão só será cumprida mediante a ação do Espírito Santo na vida dos líderes e membros da igreja.
Pr. Clinton Wahlen - Revista do Ancião - Out - Dez / 2012 – Oferecido por Ação Solidária Adventista da União Central Brasileira


Luís Carlos fonseca

Postagens de Destaque