domingo, 5 de outubro de 2014

Vida Reverente - Para com o Nome de Deus


Santo e tremendo é o Seu nome. Sal. 111:9.


Deve também mostrar-se reverência pelo nome de Deus. Jamais deve esse nome ser proferido levianamente, precipitadamente. Mesmo na oração, deve ser evitada sua repetição freqüente e desnecessária. Educação, pág. 243.
Jurar, e todas as palavras proferidas em forma de juramento desonram a Deus. O Senhor vê, o Senhor ouve, e o transgressor não será por Ele julgado como inocente, Deus não Se deixa escarnecer. Os que tomam o nome de Deus em vão irão ver que será uma coisa terrível cair nas mãos do Deus vivo. Manuscrito 126, 1901.
Pela precipitada menção de Deus na conversação comum, pelos apelos a Ele feitos em assuntos triviais, e pela freqüente e impensada repetição de Seu nome, nós O desonramos. Patriarcas e Profetas, pág. 306.
Podia ver agora que vaga compreensão alguns têm da santidade de Deus, e quanto tomam em vão o Seu santo e reverendo nome, sem se compenetrarem de que é de Deus, o grande e poderoso Deus, que estão falando. Ao orarem, muitos usam expressões descuidosas e irreverentes, que ofendem o terno Espírito do Senhor, e fazem com que suas petições não cheguem ao Céu. Primeiros Escritos, pág. 70.
"Santo e tremendo é o Seu nome." Sal. 111:9. Não devemos nunca, de qualquer modo, tratar com leviandade os títulos ou nomes da Divindade. Ao orar, penetramos na sala de audiência do Altíssimo, e devemos ir à Sua presença possuídos de santa reverência. Os anjos velam o rosto em Sua presença. Os querubins e os santos serafins aproximam-se de Seu trono com solene reverência. Quanto mais deveríamos nós, seres finitos e pecadores, apresentar-nos de modo reverente perante o Senhor, nosso Criador! O Maior Discurso de Cristo, pág. 106.


Ellen White
Minha Consagração Hoje - MM 1989 Pag. 282

Postagens de Destaque