domingo, 9 de novembro de 2014

O cristão e as selfies sensuais

O cristão e as selfies sensuais

site_selfies_sensuais

Não é só porque você caiu na rede (virtual) que tem de ser peixe.
Alguém pode me ajudar a entender o sentido de uma publicidade de calça jeans mostrar uma imagem com pessoas peladas? Vou dificultar a missão agora. Sabe me explicar por que os banners que vejo até mesmo nas óticas mostram modelos com poses de pura sedução? Olha, não é de se estranhar que hoje em dia as pessoas postem na internet tantas fotos sensuais. Esses dias, vi uma charge dizendo assim: “Legal a foto dos peitos… Só não entendi o Salmo na legenda”. O padrão sexy de fotografia se tornou tão comum que acabou sendo confundido como normal. Ah, até mesmo (e quem sabe até com maior intensidade) entre os cristãos.
“Não vivam como as pessoas deste mundo”, é o conselho de Deus em Romanos 12:2. Ou seja, pare de ser ‘Maria vai com as outras’ e usufrua do seu domínio-próprio. Tenha consciência de que nem tudo que é comum é, de fato, conveniente. Não é só porque você caiu na rede (virtual) que tem de ser peixe. Cuidado, você pode ser fisgado! Você não precisa se entregar tanto. Você não precisa mostrar tanto. Exposição em excesso vai tornar você alguém público e não exclusivo. Assim, não pode esperar muito da forma como será visto e tratado pelos outros. Tudo que é comum demais sofre desvalorização.
Um artigo que está “bombando” nas redes sociais foi escrito pela presbiteriana Kristen Clark. “Como garotas cristãs, estamos sendo bombardeadas por mensagens de nossa cultura que sedução e poses sensuais são legais, descoladas e normais”, diz no texto. E não reduzo esse fato apenas para garotas, mas sim para qualquer pessoa. Afinal, todo ser humano pode apelar sexualmente. “Tirar selfies sedutoras não é mais atrevido… é aceitável e louvável”, comenta Kristen sobre a atitude popularizada. E como não se bastasse esse novo protótipo de “normal”, ainda existe o incentivo para tal atitude. Vejo na minha timeline pessoas, muitas vezes até crianças e adolescentes, encantando-se com os comentários em seus cliques sensuais. Eles não costumam ser de repreensão, mas sim de motivação, como: “Arrasou”, “uau”, “perfeita”…
O ser humano tem sido padronizado, e da forma mais baixa possível. Aí está o perigo de olhar para pessoas, e não para Deus. Ter pessoas como modelo de vida pode ser decepcionante. Acreditar que elas têm o estilo ideal e perfeito é cair no engano. Sonhar em ser igual a algum humano é viver com base insegura. Espelho perfeito mesmo é nosso Deus! Você deseja ter essa Imagem divina? Gostaria de saber a melhor forma de tratar a si mesma? Anseia a verdadeira autoestima e valorização? Olhe para cima, pois é olhando para Ele que nos tornamos como Ele. Afinal, pela contemplação somos transformados.

Fonte - http://noticias.adventistas.org/pt/coluna/emanuele-salles

Postagens de Destaque