terça-feira, 25 de novembro de 2014

Vida Vitoriosa - Mediante a Liberalidade


A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais; ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda. A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado. Prov. 11:24 e 25.
É Deus quem abençoa os homens dando-lhes bens, e faz isto para que eles possam contribuir para o progresso de Sua causa. ... Todas as nossas bênçãos são recebidas de Sua mão generosa. Em retribuição Ele quer que homens e mulheres demonstrem sua gratidão, devolvendo-Lhe uma parte em dízimos e ofertas - em ofertas de ação de graças, em ofertas pelo pecado e ofertas voluntárias. Se o dinheiro entrasse para a tesouraria de acordo com este plano divinamente recomendado - a décima parte do que ganhamos e as ofertas liberais - haveria abundância para o avançamento do trabalho do Senhor.
Mas o coração dos homens torna-se endurecido pelo egoísmo, e à semelhança de Ananias e Safira, são tentados a reter parte do preço, conquanto pretendam estar a cumprir os requisitos de Deus. Muitos gastam dinheiro prodigamente na satisfação própria. Homens e mulheres consultam o prazer e satisfazem o gosto, ao passo que levam para Deus, quase de má vontade, uma oferta mesquinha. Esquecem-se de que um dia Deus pedirá estrita conta de como Seus bens foram usados. Atos dos Apóstolos, pág. 75.
Constante benevolência e desprendimento é o remédio de Deus para os cancerosos pecados do egoísmo e avareza. Deus providenciou a contribuição sistemática a fim de sustentar Sua causa e suprir as necessidades dos sofredores e pobres. Ordenou que o dar devia tornar-se um hábito a fim de que se opusesse ao perigoso e traiçoeiro pecado da avareza. O ato de dar continuamente enfraquece a avareza até que morra. ... Requer o exercício constante da benevolência, para que a força do hábito das boas obras possa quebrar a força do hábito em direção oposta. Testimonies, vol. 3, pág. 548.


Ellen White
Minha Consagração Hoje - MM 1989 Pag. 333

Postagens de Destaque