domingo, 21 de dezembro de 2014

Vida Eterna - Harmoniosa Vida Social


As linhas caem-me em lugares deliciosos; sim, coube-me uma formosa herança. Sal. 16:6.

O amor e simpatias que o próprio Deus plantou na alma, encontrarão ali o mais verdadeiro e suave exercício. A comunhão pura com os seres santos, a vida social harmoniosa com os bem-aventurados anjos e com os fiéis de todos os tempos, que lavaram suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro, os sagrados laços que reúnem "toda a família nos Céus e na Terra" (Efés. 3:15) - tudo isto concorre para constituir a felicidade dos remidos. O Grande Conflito, pág. 677.
Entre a multidão resgatada acham-se os apóstolos de Cristo, o heróico Paulo, o ardoroso Pedro, o amado e amante João, e seus fiéis irmãos, e com estes o vasto exército dos mártires. O Grande Conflito, pág. 667.
O Céu é um lugar de alegria. Ressoa com o louvor Àquele que fez tão maravilhoso sacrifício pela redenção do ser humano. Não deve a igreja na Terra ser também um lugar feliz? Não devem os cristãos proclamar, pelo mundo inteiro, o prazer de servir a Cristo? Os que tiverem que unir-se com o coro angélico, lá no Céu, em suas antífonas de louvor, têm que aprender aqui na Terra o cântico celestial, cuja nota tônica é a ação de graças. Testimonies, vol. 7, pág. 244.
Tudo no Céu é nobre e elevado. Todos procuram o interesse e a felicidade dos outros. Nenhum se dedica ao cuidado de si mesmo. O prazer principal de todos os seres santos é presenciar a alegria e felicidade dos que lhes estão ao redor. Testimonies, vol. 2, pág. 239.
Se tiverdes lutas aqui, e vos sentirdes solitários, olhai além deste mundo escuro para as resplendentes glórias do Céu. Ponde vossas afeições nas alegrias celestes, e então não sentireis tão profundamente as provas e desapontamentos desta vida, pois sentireis que tendes um lar na glória, uma coroa, uma harpa, e um amante Salvador. Esforçai-vos por alcançar essa bendita herança que Deus prometeu aos que amam a Deus e guardam os Seus mandamentos. The Youth's Instructor, outubro de 1852.

Ellen White
Minha Consagração Hoje - MM 1989 Pag 359

Postagens de Destaque