quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Construindo para a eternidade



Construindo para a eternidade, 25 de Janeiro

Para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus. Colossences 4:12. 

O Deus infinito — que sozinho foi capaz de produzir ordem e beleza do caos e confusão das trevas da natureza — é capaz de sujeitar o rebelde coração do homem, e pôr sua vida em conformidade com a vontade divina. Seu Espírito pode vencer o rebelde temperamento do homem. ... Dia a dia estamos a formar caracteres, e os formamos para a eternidade. Deus deseja que em nossa vida demos ao povo do mundo um exemplo do que eles deviam ser, e do que podem ser mediante a obediência ao evangelho de Cristo. Coloquemo-nos nas mãos de Deus, a fim de que nos trate conforme achar melhor. ... “Vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.” 1 Coríntios 3:9. Se construirmos em cooperação com Ele, a estrutura que erguemos há de, dia a dia, tornar-se mais bela e mais simétrica, sob as mãos do Construtormestre, e durará por toda a eternidade. A santificação é obra progressiva. É uma obra contínua, erguendo os seres humanos a alturas cada vez maiores. Não deixa atrás o amor, mas o introduz na vida, como a própria essência do cristianismo. Cristo nos diz: “Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai, que está nos Céus.” Mateus 5:48. Ele é nosso exemplo. Durante Sua vida na Terra, foi sempre bondoso e gentil. Sua influência era sempre qual perfume, pois nEle habitava o perfeito amor. Nunca Se mostrou impertinente e inacessível, e jamais Se comprometeu com o mal para alcançar favores. Se tivermos a Sua justiça, seremos semelhantes a Ele em amabilidade, na paciência e no amor desinteressado. Não deveremos, permanecendo à luz de Sua presença, tornar-nos sensibilizados pela Sua graça? Honremos nossa profissão de fé. Adornemos nossa vida com belos traços de caráter. Aspereza de linguagem e ação não vem de Cristo, mas de Satanás. Haveremos de, apegando-nos a nossas  imperfeições e deformidades, fazer que Cristo Se envergonhe de nós? Sua graça nos é prometida. Se a recebermos, ela embelezará nossa vida. ... A deformidade se transformará em bondade, perfeição. Nossa vida será adornada com as graças que tornaram tão bela a vida de Cristo. — The Review and Herald, 14 de Janeiro de 1904.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais - MM 1967 Pag. 64 

Postagens de Destaque