sábado, 24 de janeiro de 2015

Cooperando com o céu,



Cooperando com o céu, 21 de Janeiro

Operai a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é O que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a Sua boa vontade. Filipenses 2:12, 13. 

O homem, na obra da sua salvação, depende inteiramente de Deus. Não pode, de si mesmo, dar um passo em direção a Cristo, a menos que o Espírito de Deus o atraia, e essa atração é duradoura, e continuará até que o homem ofenda o Espírito Santo por sua recusa persistente. ... O Espírito mostra constantemente aos homens vislumbres das coisas de Deus, e então parece circundar, nas imediações, uma Presença divina, e se a mente responder, se abrir a porta do coração, Jesus habitará com o ser humano. ... O Espírito de Deus não Se propõe a fazer a parte que nos compete, quer no querer quer no efetuar. ... Logo que inclinemos nossa vontade de modo a harmonizar com a vontade de Deus, a graça de Cristo estará pronta a cooperar com o instrumento humano; mas não será substituto do trabalho nosso, agindo independente de nossa resolução e ação decidida. Portanto, não é abundância de luz, nem prova acumulada sobre prova, o que há de converter o pecador. É tão-somente a aceitação da luz por parte do agente humano, despertando este as energias da vontade, compreendendo e reconhecendo aquilo que ele sabe ser justiça e verdade, e cooperando assim com os auxílios celestiais designados por Deus para a salvação do homem. Se o pecador ou o apóstata se acomoda na desobediência e pecado, pode toda a luz do Céu brilhar a sua volta, ... sem romper o enfeitiçante poder da falsidade e o encanto das ilusões do mundo. ... Não obedeçais à voz do enganador, que está em harmonia com a vontade não santificada, mas obedecei ao impulso que vem de Deus. ... Tudo está em jogo. Cooperará o agente humano com o divino “querer e efetuar”? Se o homem colocar sua vontade do lado de Deus, rendendo completamente o próprio eu à vontade de Deus, o elevado e santo esforço do ser humano subjugará o obstáculo que ele mesmo ergueu. É tirado o lixo da porta do coração, e derrubado o desafio em que a alma se firmava. Abre-se a porta do coração e Jesus entra, para ali ficar como Hóspede bem-vindo. — Carta 135, 1898. [

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pags 56,57

Postagens de Destaque