terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Mudança do coração,



Mudança do coração, 14 de Janeiro

Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham, assim, os tempos do refrigério pela presença do Senhor. Atos dos Apóstolos 3:19.

Para ser salvos, temos de conhecer por experiência o significado da verdadeira conversão. É erro funesto, seguirem os homens e mulheres, dia a dia, a rotina da vida, professando-se cristãos, sem ter direito a esse nome. À vista de Deus, a profissão nada é, nada é a posição. Ele pergunta: Está a vida em harmonia com os Meus preceitos? Há muitos que supõem estar convertidos, mas não suportam a prova do caráter apresentada na Palavra de Deus. ...
A conversão é uma transformação do coração, um volver-se da injustiça para a justiça. Apoiado nos méritos de Cristo, exercendo verdadeira fé nEle, o pecador arrependido recebe o perdão dos pecados.
Ao deixar de fazer o mal, e aprender a fazer o bem, ele cresce na graça e no conhecimento de Deus. Ele vê que, para seguir a Jesus, tem de separar-se do mundo e, depois de calcular o preço, considera tudo como perda, contanto que possa ganhar a Cristo. Alista-se no Seu exército e brava e valorosamente se empenha na luta, combatendo contra inclinações naturais e desejos egoístas, e pondo sua vontade em sujeição à vontade de Cristo. Diariamente pede ao Senhor graça, e assim é fortalecido e ajudado. O próprio eu outrora reinava em seu coração, e os prazeres mundanos eram seu deleite. Agora o próprio eu está destronado, e Deus impera soberano. Sua vida revela o fruto da justiça. Os pecados que antes amava, aborrece agora. Firme e resolutamente segue no caminho da santidade. Isso é conversão genuína. ...
Não nos esqueçamos de que em sua conversão e santificação, o homem deve cooperar com Deus. “Operai a vossa salvação com temor e tremor”, diz a Palavra; “porque Deus é o que opera em vós
tanto o querer como o efetuar, segundo a Sua boa vontade.” Filipenses 2:12, 13. Não pode o homem transformar-se pelo exercício Mudança do coração, de sua vontade. Não possui poder pelo qual se pudesse efetuar essa mudança. Tem de vir de Deus a energia renovadora. A mudança só pode ser feita pelo Espírito Santo. Aquele que desejar se salvar, seja alto ou humilde, rico ou pobre, deve submeter-se à atuação desse poder. — The Review and Herald, 7 de Julho de 1904.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais - MM 1967 Pag. 41,42

Postagens de Destaque