sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Nova criação,



Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova em mim um
espírito reto. Salmos 51:10.

Seja teu clamor a Deus: Converte-me do íntimo da alma! Suplica a Deus o transformador poder de Sua graça. Apega-te ao teu Salvador como fez Jacó, até que Deus não só te revele a ti mesmo, mas também Se revele a ti, e verás em Jesus uma força e um apoio, um resplendor e poder que nunca sentiste nem realizaste. A tua salvação está em grande perigo, e agora, eu te rogo, não enganes a ti mesmo! Se a tua fé se agarrar perseverantemente às promessas, prevalecerás. “Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.” 1 João 5:4.
Enquanto fores leal a ti mesmo, nenhum poder adverso, da Terra ou do inferno, será capaz de destruir tua paz ou interromper tua comunhão com Deus. Se temes a Deus não precisas andar em incerteza.
Se Lhe agradares, conseguirás tudo que necessitas. A linguagem de um cristão eminente era essa: “Coisa alguma do Universo eu temo, a não ser que não conheça todo o meu dever, ou que deixe de
cumpri-lo.” ...
Ergue-te por Jesus, seja qual for o sacrifício e renúncia que isto exija. Ergue-te por Jesus; em qualquer parte, em toda parte, ergue-te por Jesus. Faze todo o trabalho como se pudesses ver através do véu e os olhos de Deus te fitassem diretamente, tomando conhecimento de cada uma de tuas ações. Ele te comprou com o Seu sangue, e quando precisas de Seu auxílio, invoca-O e o receberás. É então que Jesus Se levantará por ti.
Seja tua breve e incerta vida um contínuo preparo para a vida futura, imortal. É permitido que a tentação nos sobrevenha para descobrir o caráter que possuímos e livrar-nos dos defeitos. Apresentam-se contínuas solicitações ao pecado, as quais são disfarçadas, de modo a enganar e seduzir a pessoa, levando-a à ruína. Satanás se transformará em anjo de luz. Ele está constantemente tramando para roubar de Deus a Sua glória, destruindo vidas. Suplico-te, por amor de tua salvação, que resistas ao diabo, a fim de que ele fuja de ti.
Apóia em Deus teu coração indefeso. Segue a luz que do Céu te foi dada. — Carta 42, 1879.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais - MM 1967 Pags 49, 50

Postagens de Destaque