sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

União com Deus


Une-te, pois, a Deus, e tem paz, e, assim, te sobrevirá o bem. Aceita, peço-te, a lei da Sua boca e põe as Suas palavras no Teu coração. Jó 22:21 e 22.


Desde o princípio tem sido estudado plano de Satanás levar os homens a esquecerem-se de Deus, a fim de que os prendesse a si. Por isso tem procurado representar mal o caráter de Deus, levando os homens a nutrirem dEle um conceito falso. O Criador tem-lhes sido apresentado como revestido dos atributos do príncipe do mal - como arbitrário, severo, implacável - para que fosse temido, evitado, e mesmo odiado pelos homens. ...
Cristo veio para revelar Deus ao mundo, como um Deus de amor, Deus de misericórdia, ternura e compaixão. Pelo Redentor do mundo foi espancada a densa treva com a qual Satanás envolvera o trono da Divindade, e o Pai foi de novo manifestado ao homem como a luz da vida. ...
Cristo Se entristece ao ver os homens tão absortos nos cuidados seculares e nas perplexidades dos negócios, que não têm tempo para se familiarizar com Deus. Para eles o Céu é lugar estranho, pois o perderam de seus cálculos. Não familiarizados com as coisas celestiais, cansam-se de ouvir falar nelas. Não gostam que seu espírito seja perturbado acerca de sua necessidade de salvação. Mas o Senhor deseja perturbar-lhes o espírito, para que se familiarizem com Ele, com tempo de aceitar Seu oferecimento de salvação. ...
Dia virá em que a terrível denúncia da ira de Deus será pronunciada contra os que persistiram em sua deslealdade para com Ele. ... Não precisais, porém, achar-vos entre os que hão de sofrer Sua ira. Vivemos no dia da Sua salvação. A luz da cruz do Calvário resplandece em raios claros, brilhantes, revelando Jesus, nosso sacrifício pelo pecado. "Temos a redenção pelo Seu sangue, a remissão das ofensas." Efés. 1:7.
Deus deseja restaurar em vós a Sua imagem. Crede que Ele é vosso Ajudador. Resolvei familiarizar-vos com Ele. Ao vos aproximardes dEle, mediante confissão e arrependimento, Ele Se aproximará de vós, com misericórdia e perdão. Review and Herald, 15 de fevereiro de 1912.


Ellen white
Nos Lugares Celestiais MM 1968 Pag. 8

Postagens de Destaque