quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

“Sem escândalo”



“Sem escândalo”, 24 de Fevereiro 

Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros e sem escândalo algum até ao dia de Cristo, cheios de frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. Filipenses 1:10, 11. 

O Senhor não apresenta às Suas criaturas finitas nenhuma impossibilidade. ... O poder de uma vida mais alta, mais pura e nobre, eis nossa grande necessidade. O povo de Deus deve ser possuído de santa alegria, que deles irradie com um resplendor que ilumine o caminho de outros. Que poder, que paz, que alegria pode ter a pessoa unida a Cristo! O esplendor divino revela-se aos que se unem com Aquele que é a fonte do poder. Pouco conhecemos da paz e felicidade e alegria do Céu. Carecemos de mais eficiência. Precisamos receber de Cristo a água da vida, para que se torne em nós uma fonte, a refrigerar a todos os que entrem na esfera de nossa influência. ... Quando nos batizamos comprometemo-nos a romper todas as relações com Satanás e seus agentes, e entregar coração, espírito e alma à obra de estender o reino de Deus. Todo o Céu está trabalhando para alcançar esse objetivo. O Pai, o Filho e o Espírito Santo assumiram o compromisso de cooperar com os santificados instrumentos humanos. Se somos leais ao nosso voto, abre-se-nos uma porta de comunicação com o Céu — porta que mão alguma humana, nenhum instrumento satânico, pode fechar. ... A perfeição moral e espiritual, pela graça e poder de Cristo, é prometida a todos os que crêem. 
A cada passo devemos pedir o auxílio de Cristo. Ele é o modelo que devemos seguir na edificação do caráter. Ele pede atos, não palavras, dizendo: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos Céus.” Mateus 5:16. Cristo é a fonte da luz, a origem da vida. ... É Seu propósito que os seres humanos, purificados e santificados, sejam Sua mão ajudadora. Ele nos leva ao trono de Deus e nos inspira uma oração para Lhe apresentarmos. Quando vivemos essa oração, somos levados em íntimo contato com Cristo; a cada passo tocamos o Seu vivo poder. Em nosso favor Ele põe em atuação os todo-poderosos instrumentos do Céu. — The Review and Herald, 17 de Maio de 1906. 

Ellen White
Nos Lugares Celestiais - MM 1967 Pag 126

Postagens de Destaque