segunda-feira, 16 de março de 2015

De acordo com a vontade de Deus


Resultado de imagem para imagens oração

De acordo com a vontade de Deus, 16 de Março

E esta é a confiança que temos nEle: que, se pedirmos alguma coisa, segundo a Sua vontade, Ele nos ouve. E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que Lhe fizemos. 1 João 5:14, 15. 

Quando orais pedindo bênçãos temporais, lembrai-vos de que o Senhor poderá achar não ser para vosso bem ou para Sua glória darvos justamente o que desejais. Ele, porém, atenderá a vossa oração, dando-vos justamente o que é melhor. Quando Paulo orou para que fosse removido de sua carne o espinho, o Senhor atendeu a sua oração, não mediante o remover o espinho, mas dando-lhe graça para suportar a prova. “A Minha graça te basta”, disse Ele. Paulo alegrou-se com essa resposta à oração, dizendo: “De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.” 2 Coríntios 12:9. Quando os doentes pedem a restauração da saúde, o Senhor nem sempre atende a sua oração exatamente do modo que desejam. Mas mesmo que não sejam imediatamente curados, Ele lhes dará aquilo que é de muito mais valor: graça para suportar sua doença. — The Signs of the Times, 18 de Novembro de 1903. 
Tornai conhecidas as vossas petições ao vosso Criador. Ele jamais repele alguém que a Ele recorre com coração contrito. Nenhuma oração sincera se perde. Em meio das antífonas do coro celestial, Deus ouve o clamor do mais débil ser humano. Derramamos o desejo do nosso coração em secreto, murmuramos uma oração enquanto seguimos nosso caminho, e nossas palavras atingem o trono do Rei do Universo. Podem não ser audíveis aos ouvidos humanos, porém não podem morrer no silêncio, nem perder-se no tumulto dos afazeres diários. Nada pode sufocar o desejo do coração. Ergue-se sobre o barulho das ruas e a confusão da multidão às cortes celestiais. É a Deus que falamos e nossa oração é atendida. Você que se sente o mais indigno, não tema confiar seu caso a Deus. — Parábolas de Jesus, 174. 
Há grandíssimo poder na oração. Nosso grande adversário está constantemente procurando manter afastada de Deus a mente perturbada. O apelo ao Céu, pelo mais humilde dos santos, é mais de ser temido por Satanás do que os decretos dos gabinetes ou as ordens de reis. — The Signs of the Times, 27 de Outubro de 1881.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais 170

Postagens de Destaque