segunda-feira, 30 de março de 2015

Louvar a Deus perante o mundo


Resultado de imagem para imagens de pessoas louvando

Louvar a Deus perante o mundo, 30 de Março

Por meio de Jesus, pois, ofereçamos a Deus, sempre, sacrifício de louvor, que é o fruto de lábios que confessam o Seu nome. Hebreus 13:15. 

Precisamos oferecer louvor e ação de graças a Deus, não só na congregação, mas também na vida doméstica. Sejam ouvidas as vozes de Sua herança, a contar as obras do Senhor. Falai em Sua bondade, contai de Seu poder. ... Sentimo-nos deprimidos, muito deprimidos, ao contemplarmos o mundo e sua impiedade. O mundo professamente cristão acha-se envolto nas trevas que cobrem a Terra. Suspiramos e choramos pelas abominações que se praticam. Por que será que toda essa impiedade não irrompe em decidida violência contra a justiça e a verdade? É porque os quatro anjos estão retendo os quatro ventos, para que não soprem sobre a Terra. Mas as paixões humanas estão alcançando um alto nível, e o Espírito do Senhor está sendo retirado da Terra. Não fosse haver Deus ordenado que instrumentos angélicos controlassem os instrumentos satânicos que lutam por soltar-se e destruir, e não haveria esperança. Mas os ventos serão detidos até que os servos de Deus estejam selados na fronte. Em meio às trevas morais há de brilhar a luz em raios claros e distintos. ... Mas toda pessoa precisa volver a face em direção à luz, para refleti-la. Devemos louvar a Deus muito mais do que fazemos. Devemos mostrar que temos motivos para regozijar-nos. “Vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes dAquele que vos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz.” 1 Pedro 2:9. Estamos fazendo isso na plena medida em que o devemos fazer? Revelamos no lar aquele amor que honra e glorifica nosso Redentor? Por negras que sejam as nuvens que se acumulam sobre o mundo na atualidade, há luz para além. Ignorância, superstição, trevas e descrença hábil e consumada, defrontar-nos-ão a cada passo para a frente. Mas nossa fé deve elevar-se acima de tudo, e ver o arco da promessa envolvendo o trono. Devemos refletir a luz, pela pena e de viva voz, louvando a Deus perante o mundo. — Manuscrito 120, 1898. 

Postagens de Destaque