segunda-feira, 27 de abril de 2015

Mulher Virtuosa: Atributos de uma Mulher Virtuosa

Mulher Virtuosa: Atributos de uma Mulher Virtuosa


Em Provérbios capítulo 31 menciona o ideal de Deus para a mulher: “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.” Provérbios 31:10.

O rubi é muito valioso, e esta é a atual hierarquia das dez gemas minerais mais valiosas no âmbito comercial do Brasil:1 - Diamante. 2- Alexandrita 3- Rubi. 4 - Padparadscha. 5 - Safira Azul. 6 - Esmeralda. 7- Turmalina da Paraíba. 8 - Demantóide. 9 - Tsavorita. 10 – Benitoíta.

O rubi é uma pedra vermelha e é considerada como uma das pedras mais valiosas e duras do mundo.


O valor do rubi é semelhante ao do diamante. Porém a mulher virtuosa que a Bíblia diz tem o seu valor maior do que os rubis. Veja que a palavra rubi está no plural. Que valor tão alto tem a mulher virtuosa! A Bíblia fala que a mulher sábia edifica a sua casa: “Toda mulher sábia edifica a sua casa; mas a tola a derruba com as próprias mãos.” Provérbios 14:1.

A Bíblia não diz que é o homem sábio que edifica a casa, mas sim a mulher. Uma mulher cristã é sem dúvidas uma coroa de glória, tanto para a sua família, como para a igreja de Deus e sociedade. Quando Deus fez o homem, viu que ele não estava completo sem a presença feminina, então fez a mulher. Quando o homem e a mulher andam nos caminhos do Senhor, e com sabedoria criam seus filhos, não existe nada melhor do que isso! É uma verdadeira jóia, mais valiosa do que os rubis! O Salmo 128 reproduz muito bem isso quando diz: "Bem-aventurado aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos. Pois comerás do trabalho de tuas mãos: feliz serás, e te irá bem. A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa".

Deus fez as mulheres porque sabia que o homem não conseguiria viver só. A Bíblia diz que o homem que encontra uma boa esposa, encontra um tesouro e a benevolência do Senhor. A mulher descrita na Bíblia, como fiel e trabalhadora, é um bem valioso! As mulheres são convidadas a manterem a sua identidade feminina. Algumas perdem isso quando tentam se igualar aos homens em algumas funções. Deus criou homem e mulher de formas diferentes e delegou funções específicas para cada um. Algumas mulheres necessitam de se valorizar mais.

Algumas reclamam de não serem respeitadas, mas, na maioria das vezes, não se dão ao respeito. Reclamam de não serem amadas, mas não se amam. Reclamam de não serem cortejadas, mas saltam essa fase e não dão aoportunidade de serem conquistadas. Hoje vive-se a ditadura da beleza e muitas mulheres continuaram cedendo e aceitando a degradação moral feminina estampada nas revistas, TV, música, filmes e novelas. As mulheres de antigamente se preocupavam em ser bonitas no interior e no exterior, e hoje a preocupação maior está apenas no exterior. As mulheres de Cristo são convidadas à cultivar a beleza do coração, através de palavras carinhosas e de boas ações, e não apenas ter o cuidado com o corpo.

A mulher virtuosa cuida do seu marido, dos filhos, da casa e ainda ajuda as pessoas com os seus talentos. Ela também se envolve com as coisas da igreja exercendo as funções que lhe são confiadas. Alguém disse assim: ”O fato de ser mulher não nos torna um tipo diferente de cristã; mas o fato de ser cristã nos torna um tipo diferente de mulher.” As mulheres fiéis a Deus, de todas as classes sociais; médicas, professoras, agricultoras, poetizas, advogadas, deputadas, presidentes, executivas, rendeiras, bordadeiras e do lar; todas são professoras da educação infantil, pois de uma boa educação na infância, o filho nunca se esquece! As mulheres cristãs que honram o nome de Jesus e que são; pregadoras, missionárias, maestrinas de corais, dirigentes de reuniões de oração, esposas de pastores, de anciãos, diaconisas e diretoras de departamentos; que Deus as abençoe, pois o seu valor excede o de rubis!

A mulher virtuosa é temente a Deus. É interessante notar que essa mulher virtuosa; uma mistura de dona de casa, esposa, mãe e serva de Deus, tem origem no relacionamento com Deus e com o seu marido. Ela tem força própria, identidade marcante, porém não seria virtuosa sem relacionar-se com Deus. Boaz elegeu Rute como companheira por ter percebido nela alguém que o completava: cheia de força para o trabalho, para a vida, e de conselhos e por viver tão ligada ao Deus de Israel. O homem que encontra uma mulher temente a Deus retorna ao paraíso, ao Éden, quando foram pronunciadas as palavras: “Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele”. Gên. 2:18. A mulher virtuosa é ativa na vida espiritual. Ana, a mãe de Samuel, é descrita no Antigo Testamento como uma mulher de fé. Ela era estéril e após orar a Deus, teve o seu ventre aberto para conceber não apenas um, mas seis filhos. Uma pequena passagem sobre a história de Ana me chama atenção: “Então se levantou Ana, depois que comeram e beberam em Siló...” I Sam. 1:9. Ana é um exemplo a ser seguido; é alguém que não se conformou com a situação de derrota e desprezo, mas reuniu forças e se levantou e de forma sabia se dirigiu ao lugar certo e na hora certa. Assim também devem ser as mulheres cristãs; devem agir no âmbito espiritual para resolver situações difíceis. Uma situação que considero difícil é a mulher crente atrair pelo exemplo e santidade um marido descrente. Mas se ela buscar forças em Deus, certamente os seus esforços serão recompensados. Veja este texto: “Porque o marido descrente é santificado pela mulher; e a mulher descrente é santificada pelo marido; de outra sorte os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos.” I Coríntios 7:14

A mulher virtuosa é ativa na educação dos filhos. O exemplo que mais gosto de citar em questão de educação cristã é o de Timóteo. Assim que Eunice e Lóide, mãe e avó de Timóteo, aceitaram o evangelho, elas passaram a melhor educação ao menino Timóteo. Lóide foi uma mulher que recebeu das mãos do Senhor uma preciosidade rara, nos dias de hoje, Eunice; sua filha. Como uma mulher que amava o Senhor, ela legou à sua filha verdades espirituais que foram transmitidas às próximas gerações. Para ela, filhos eram presentes que Deus lhe estava concedendo. Eles eram bênçãos do Senhor. Veja estes textos:“Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti.” II Timóteo 1:5 - “E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus.” II Timóteo 3:15. Atualmente, a concorrência com as coisas de Deus é desleal. A criança cristã pode recebee tanto lixo imoral que corre o risco de ser tragada pelo meio em que vive. Há uma estatística que diz que uma criança de 10 anos já terá assistido na TV, em jogos eletrônicos e internet, pelo menos 8 mil mortes e 100 mil atos de agressões. A mãe virtuosa tira tempo para estar com os seus filhos, é uma testemunha viva de Deus e deixa transparecer a seus filhos, através da sua vida e exemplo que Deus é cheio de amor e graça. Portanto, mães cristãs! Não deixem que este tempo tão precioso com seus filhos seja substituído pelas babás, amas, TV e pessoas sem princípios cristãos. Deus abençoa a mãe que tem tempo para seus filhos e que investe em sua educação para a eternidade.

A mulher virtuosa cuida da casa. Cuidar da casa envolve ser ativa no casamento e nas atividades domésticas.Veja a descrição bíblica da mulher que trabalha: “Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida. Busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos. Como o navio mercante, ela traz de longe o seu pão. Levanta-se, mesmo à noite, para dar de comer aos da casa, e distribuir a tarefa das servas. Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos. Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços. Vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lâmpada não se apaga de noite.” Provérbios 31:12-18. Este texto de Provérbios 31 menciona que a mulher virtuosa centra-se nas coisas da sua casa. Ela administra este complexo e diversificado empreendimento com habilidade, precisão e eficiência idêntica a dos que compõem as mesas de decisão de muitas grandes instituições. Existe o departamento de vestuário. Ver vs 13, 19, 21 e 24. Departamento alimentício. Ver vs 14 e 16. Área de decoração. Ver vs 22 e departamento financeiro. Ver vs 16 e 18. A mulher cheia de virtudes chega a trabalhar até 14 horas por dia ou mais para cuidar da casa.

A mulher virtuosa cuida do seu marido. Ela encontra grande satisfação em ser uma ajudadora para o seu marido. Ver Gên. 2:18. Ela não vê isto como um mandamento humilhante, porque sabe que Deus usa a mesma palavra hebraica, ezer para descrever a Si mesmo como o ajudador do Seu povo. Veja o texto: “Eis que Deus é o meu ajudador, o Senhor está com aqueles que sustêm a minha alma.” Salmos 54:4. Ser uma ajudadora, no sentido Bíblico, é ser como Deus. Que chamado maravilhoso e que privilégio! Estando preocupada com Deus e Sua Palavra, “o coração do seu marido confia nela”, ver vs.11. O marido consulta a esposa e busca seus conselhos antes de tomar decisões que dizem respeito a ambos. E, ela não mede forças com seu marido e nem o critica na frente de outros, mas busca o seu sucesso. “Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida” v. 12, e como resultado, “seu marido é estimado entre os juízes, quando se assenta com os anciãos da terra”. Vs 23.

A mulher virtuosa ajuda as pessoas. As mulheres têm um jeito especial de ser. Elas conseguem mais coisas do que os homens, quando se trata de prestar auxílio. Elas não despertam tantos preconceitos quanto os homens, e são mais bem recebidas nas várias camadas sociais. A graça da mulher pode mais do que a força do homem. Ela tem habilidades em costura, cozinha e palavras. As mulheres tementes a Deus sabem fazer uso dessas habilidades para prestar auxílios às pessoas necessitadas. A Bíblia diz: “Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua.” Vs. 1. O texto acima mencionado não valoriza tanto a beleza exterior da mulher mas sim a beleza do carácter em prestar auxílios aos que necessitam. Dorcas vem à nossa mente, quando falamos em servir os outros. Dorcas significa gazela, e em hebraico ela era a Talita. Muito querida por todos que habitavam ali, ela procurava fazer túnicas e vestidos para as viúvas e necessitados e, para isso, não media esforços. Ela tinha um coração bondoso e não queria que ninguém passasse necessidades ou sofresse. Dorcas foi a única mulher da Bíblia a ser chamada de discípula, ou seja; seguidora de Jesus, aprendiz, aquela que se senta aos pés do seu Mestre. Assim como Jesus vivia para servir as outras pessoas, Dorcas também o fazia. Você é uma discípula de Jesus? Assim como Dorcas, e muitas outras mulheres glorificaram Deus através de seus atos de bondade, Deus convida todas as mulheres a fazerem o mesmo, sendo sensíveis às necessidades dos outros e bondosas para com as pessoas que necessitam. Quantas das mulheres da igreja possuem talentos dados por Deus e se esquecem de usá-los para ajudar alguém! Se Deus concedeu talentos é para serem usados. Portanto quando o seu nome for indicado para o departamento de Dorcas ou outro departamento da igreja, aceite para honrar o nosso Senhor Jesus.

Aos maridos e pais. Se você tem uma esposa ou filha como a descrita por Deus, então lembre-se que você tem algo mais precioso do que rubis. Vs 10. É uma bênção pela qual deve louvar a Deus. Vs 28. Repare que esse mesmo verso também fala do marido: “Ele a louva”. Portanto, homens! Mostrem vosso apreço por tudo que ela está fazendo por você e seus filhos. Mas não só aprecie, também participe com as atividades da casa para aliviar o trabalho da mulher que é virtuosa. O homem geralmente não tem a multiplicidade de tarefas que tem a mulher. Geralmente nós temos o nosso trabalho, e o nosso trabalho apenas! Então, que tal pegar as crianças por algumas horas, lavar a louça e arranjar a casa? Deus espera que homens virtuosos auxiliem as mulheres virtuosas com as tarefas da casa, com o cuidado dos filhos e com as coisas da igreja!

Menciono um texto inspirado para a sua meditação: “Ao trabalhar por outros, experimenta-se uma doce satisfação, uma paz íntima que será suficiente recompensa. Quando movidos por alto e nobre desejo de fazer bem a outros, encontrarão a verdadeira felicidade no fiel desempenho dos múltiplos deveres da vida. A verdadeira felicidade encontra-se somente em ser bom e fazer o bem. Nossa felicidade será proporcional a nosso trabalho altruísta movido pelo divino amor, pois no plano da salvação Deus indicou a lei da ação e reação. O trabalho beneficente promove a saúde. Os que dão demonstração prática de beneficência por seus atos de simpatia e compaixão para com os pobres, os sofredores e desafortunados, não só aliviam os sofredores mas contribuem grandemente para a sua própria felicidade, e estão no caminho que assegura saúde da alma e do corpo. Isaías descreveu claramente a obra que Deus aceitará e pela qual abençoará o Seu povo. Chamo a vossa atenção para os infalíveis resultados de se dar ouvidos à admoestação do Senhor para que se cuide dos aflitos: “Então romperá a tua luz como a alva, a tua cura brotará sem detença.” Beneficência Social, 302.

“Mulher virtuosa; quem achará? O seu valor excede o de muitos rubis”. Prov. 31:10. Deus pede mulheres sensatas e sensíveis para contornar as dificuldades e os problemas que a vida nos apresenta. Todas são convidadas à tirar os olhos das circunstâncias e olhar para Jesus, autor e consumador da nossa fé. Somente assim terão forças para cuidar de si, do marido, dos filhos, da igreja de Deus e das pessoas que necessitam e “não derrubar a casa com as suas próprias mãos.”

Luís Carlos Fonseca

Postagens de Destaque