sábado, 4 de abril de 2015

Tenho um anjo da guarda


Resultado de imagem para imagem do anjo da guarda

Tenho um anjo da guarda, 4 de Abril

Bendizei ao Senhor, anjos Seus, magníficos em poder, que cumpris as Suas ordens, obedecendo à voz da Sua palavra. Salmos 103:20. 

Hoje, como outrora, todo o Céu está observando, para ver a igreja desenvolver-se na real ciência da salvação. O Senhor Jesus está entre os homens. Seus anjos caminham entre nós, sem ser percebidos nem reconhecidos. Somos salvos de muitas ciladas e perigos invisíveis que, graças às maquinações hostis de nosso adversário, são colocados em nosso caminho para nos destruir. Oxalá nossos olhos se abrissem para discernir a vigilante solicitude e terno cuidado dos mensageiros da luz! Se aqueles que polidamente reconhecem os favores que recebem de amigos terrestres, entendessem quanto mais devem eles a Deus, seu coração corresponderia, em grato reconhecimento, aos preciosos favores que agora passam despercebidos e sem reconhecimento. ... — Manuscrito 38, 1895. 
Não contamos bastantes vezes as misericórdias de Deus. ... Por deixarmos de exprimir gratidão, desonramos nosso Criador. Seus anjos, milhares de milhares e miríades de miríades, são enviados a ministrar aos que hão de herdar a salvação. Guardam-nos de males temporais, e põem em fuga os poderes das trevas, do contrário seríamos destruídos. Por que não avaliamos a solicitude de Deus? Se Satanás pudesse agir livremente e executasse seus desígnios, por toda parte se veria destruição. Por que não nos lembramos de que somos misericordiosamente protegidos contra o perigo? Não temos razão para ser gratos a todo momento, gratos mesmo quando em nosso caminho há aparentes dificuldades? Não podemos, então, confiar em nosso Pai celestial? — Manuscrito 152, 1898. 
Jamais saberemos de que perigos, visíveis e invisíveis, fomos livrados graças à interposição de anjos, antes que vejamos à luz da eternidade as providências de Deus. Então compreenderemos melhor o que Deus fez por nós, todos os dias de nossa vida. Saberemos, então, que toda a família celeste observava para ver nosso procedimento de cada dia. — The Review and Herald, 6 de Agosto de 1889. 
Todo crente que reconhece constantemente sua dependência de Deus, tem um anjo que lhe é designado, enviado do Céu para o ajudar. O ministério desses anjos é especialmente necessário agora, pois Satanás está empenhando seu último e desesperado esforço para se apoderar do mundo. — Carta 257, 1904.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pag. 210

Postagens de Destaque