sexta-feira, 12 de junho de 2015

Nada de sociedade com o mundo,


Resultado de imagem para imagens de mundanismo

Nada de sociedade com o mundo, 10 de Junho

Não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Tiago 4:4. 

Cristo e o mundo não constituem sociedade. Diz o apóstolo:  “Não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? ...” A conformidade com o mundo jamais será o meio de convertê- lo a Cristo. Os cristãos têm de estar inteiramente consagrados a Deus, se é que a igreja deva ser eficiente em sua influência para o bem, sobre os descrentes. O menor desvio de Cristo é outro tanto de influência, poder e capacidade concedidos ao inimigo. — The Review and Herald, 23 de Agosto de 1892. 
Cristão, conforme a descrição das Escrituras, é uma pessoa separada do mundo em seus alvos e práticas, e unida a Cristo — possuidora da paz que só Cristo pode conceder, sentindo que a alegria do Senhor é sua força, e que essa alegria é plena. Os cristãos não deixarão o mundo a perecer sem advertência, sem que se esforcem para reaver os perdidos. ... Os que na verdade amam a Cristo, ... aproveitam cada oportunidade de empregar os recursos de que dispõem, para fazer o bem e seguir o modelo das obras de Cristo. Não cederão às tentações de fazer aliança com o mundo. Não se unirão a ordens secretas nem se ligarão por intimidades com os descrentes. Mas os que não estão inteiramente do lado de Cristo são em grande medida controlados pelos princípios e costumes do mundo. ... Satanás é rico nos bens deste mundo, e é de grande astúcia para enganar, e seus agentes mais eficientes são aqueles que ele pode levar a adotar uma forma de piedade, enquanto negam o poder de Deus, por seu caráter não-cristão. Devem os filhos de Deus permanecer firmes ao lado do direito, sob quaisquer circunstâncias. Não devem ser enganados pelos que têm a mente e o espírito do mundo, nem unir-se a eles em seu espírito ou práticas. ... 
Deus tem Suas fiéis testemunhas, que não tentam fazer aquilo que Cristo declarou impossível, isto é, buscar servir a Deus e a Mamom ao mesmo tempo. São luzes ardentes e brilhantes em meio às trevas morais do mundo, e à densa escuridão que, qual mortalha, cobre o povo. — The Review and Herald, 4 de Dezembro de 1894.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pag. 

Postagens de Destaque