segunda-feira, 3 de agosto de 2015

O altar de família,


Resultado de imagem para imagens de culto familiar

O altar de família, 25 de Julho 

E edificou ali um altar ao Senhor e invocou o nome do Senhor. Gênesis 12:8. 

Abraão, o amigo de Deus, deu-nos um digno exemplo. Sua vida foi de oração e humilde obediência, e foi ele como uma luz para o mundo. Onde quer que armasse a tenda, junto dela erguia o altar, conclamando para o sacrifício da manhã e da tarde todos os membros de sua família. Dos lares cristãos deve irradiar uma luz semelhante. 
O amor deve ser revelado nos atos. Deve estar presente em todas as comunicações domésticas, revelando-se em refletida bondade, em amável, desinteressada cortesia. Existem lares onde são praticados estes princípios — lares onde Deus é adorado e reina o mais verdadeiro amor. Desses lares sobe a Deus a oração matutina e vespertina, qual incenso suave, e Suas misericórdias e bênçãos descem sobre os suplicantes qual orvalho da manhã. Temos de ter mais religião. Precisamos da força e da graça nascidos da oração fervorosa. Este meio da graça deve ser usado diligentemente, a fim de desenvolver a musculatura espiritual. A oração não faz descer Deus a nós, mas nos eleva a Ele. Faz-nos reconhecer mais e mais nossas grandes necessidades e, daí, nossa obrigação para com Deus e nossa dependência dEle. Leva-nos a sentir nossa própria nulidade e a fraqueza de nosso juízo. Deus fez da oração sincera a condição para a dispensa de Suas mais ricas bênçãos. ... Esta é uma questão de todos os dias. Cada manhã consagrai-vos, e a vossa família, a Deus para esse dia. Não façais cálculos para meses ou anos, pois não vos pertencem. Um breve dia vos é dado, e esse dia trabalhai para vós e vossa família como se fosse o último. Submetei a Deus todos os vossos planos, a fim de serem executados ou não, segundo Sua providência o indique. Deste modo podereis, dia a dia, estar entregando nas mãos de Deus vossa vida com os seus planos e propósitos, aceitando Seus planos em vez de vossos próprios, não importa o quanto interfiram com vossas intenções, nem quantos projetos aprazíveis tenham de ser abandonados. Assim a vida será moldada mais e mais segundo o Modelo divino; “e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus”. Filipenses 4:7. — The Signs of the Times, 7 de Agosto de 1884.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais 440

Postagens de Destaque