sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Um dia de cada vez,


Um  dia de cada vez,8deAgosto

O Senhor conhece os dias dos retos ,e a Sua herança permanecerá para sempre.Salmos37:18.

Precioso é o talento do tempo. Cada dia nos é ele confiado, e seremos chamados a dar conta dele a Deus. — Manuscrito 15, 1898.
Dia a dia devemos ser preparados, disciplinados e educados para a utilidade nesta vida. Apenas um dia de cada vez — pensai nisso! Um dia me pertence. Neste único dia farei o melhor que possa. Usarei meu talento da fala de modo que seja uma bênção a algum outro: seja uma ajuda, um conforto, um exemplo que o Senhor, Salvador meu, há de aprovar. Exercitar-me-ei na paciência, na bondade, na longanimidade, para que as virtudes cristãs possam ser hoje desenvolvidas em mim. — Carta 36, 1901.
Se hoje estai sem paz com Deus, estais preparados para receber a Cristo, se viesse hoje. O que carecemos é que Cristo, a esperança da glória, seja formado em nós. Queremos que tenhais um profundo e sincero anseio pela justiça de Jesus Cristo.
Vossas velhas, esgarçadas vestes de justiça própria não vos concederão entrada no reino de Deus, mas aquelas vestes tecidas nos teares do Céu — a justiça de Jesus Cristo — essas concederão. Dar-vos-ão herança entre os santificados. É isto que queremos. Vale mais do que todo o ganho do mundo; vale mais do que todas as vossas fazendas; vale mais do que todas as honrarias que seres finitos possam derramar sobre vós. O que precisamos saber é: Estamos individual e diariamente nos preparando para nos podermos unir à família do Céu? Somos briguentos aqui? Criticamos nossos familiares? Se isso fizermos, criticá-los-íamos também no Céu. Nosso caráter é examinado e provado nesta vida, para ver se seríamos ou não um súdito pacífico do reino de Deus no Céu. — Manuscrito 36, 1891.
O Senhor requer que cumpramos os deveres de hoje, e suportemos suas provas. Devemos hoje estar vigilantes, para não ofendermos nem em palavra nem em atos. Hoje devemos louvar e honrar a
Deus. Exercendo viva fé hoje, devemos vencer o inimigo. Devemos hoje buscar a Deus, e estar resolvidos a não ficar satisfeitos sem a Sua presença. Devemos vigiar e trabalhar e orar como se este fosse o último dia concedido a nós. Quão intensamente fervorosa seria, então, a nossa vida! Quão de perto haveríamos de seguir a Jesus, em todas as nossas palavras e atos! — Testimonies for the Church 5:200.

Postagens de Destaque