sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Alegria, sem leviandade

Resultado de imagem para imagens de alegria no senhor

Alegria, sem leviandade, 26deAgosto

A bênção do Senhor é que enriquece, e Ele não acrescenta dores.Provérbios10:22.


A alegria do cristão é produzida pela consideração das grandes bênçãos que desfrutamos por sermos filhos de Deus. ...

A aprazível iluminação da mente e do espírito pela certeza de que temos reconciliação com Deus, a esperança que temos da vida eterna por Cristo, e o prazer de ser uma bênção aos outros, tudo isso são alegrias que não trazem consigo tristeza.
Os que condescendem com zombarias, folganças, leviandades e vaidades do espírito, provindas de um viver superficial, vulgar, não têm fundamento sólido e real para a esperança e alegria no amor de Deus, e a crença da verdade.
O espírito frívolo, insensato, folgazão, licencioso, não é a alegria que Paulo está ansioso de que os seguidores de Cristo possuam. Essas pessoas gastam o tempo em frivolidade e exagerada jovialidade. Passa o tempo, está perto o fim; entretanto não fizeram para si um bom fundamento para o tempo por vir, para que possam alcançar a vida eterna. Não devemos encorajar aquela alegria que dissipa a reflexão, não  deixa tempo para ponderar, e estabelece hábitos de leviandade e conversas vulgares que ofendem o Espírito Santo de Deus, inabilitando-nos para a contemplação do Céu e das coisas celestiais.
Essa é a classe de pessoas que terá motivo para lamentar e chorar porque não estão preparados para as elevadas alegrias do Céu. São banidos da presença de Deus. Mas pela luz da presença de Deus, os justos são iluminados e tornados supremamente felizes. — Carta 28, 1897.
Não é o que está ao nosso redor, mas o que está em nós; não o que temos, mas o que somos, que nos faz realmente felizes.
Precisamos ter um fogo animado no altar de nosso coração; então consideraremos tudo numa luz feliz, animosa. Podemos ter a paz de Cristo. ...
Se formos obedientes, confiantes em Deus, como uma criança em sua simplicidade confia em seus pais terrestres, teremos paz—não a  paz que o mundo dá, mas aquela dada por Jesus. ...
A vida, esta vida presente, terá muita animação se juntarmos as flores e deixarmos esquecidos os espinhos e cardos. — Carta 27, 1886.
Introduzi a alegria do Céu em vossa vida. A luz do Céu, refletida em seus formosos encantos daqueles que se estão preparando para a trasladação, traz alegria à família celestial. — Carta 131, 1904.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pag. 506

Postagens de Destaque