sábado, 19 de setembro de 2015

Preparando-se para o encontro com Jesus


Jesus conversando com criancinha

Preparando-se para o encontro com Jesus, 31 de Agosto

E agora, filhinhos, permanecei nEle, para que, quando Ele Se manifestar, tenhamos confiança e não sejamos confundidos por Ele na Sua vinda. 1 João 2:28. 

Unicamente conhecendo a Deus aqui, podemos preparar-nos para o encontro com Ele, quando de Sua vinda. ... Em Suas lições e obras poderosas, Cristo é uma perfeita revelação de Deus. Isto declara Ele através do inspirado evangelista. “Deus nunca foi visto por alguém”, diz Ele. “O Filho unigênito, que está no seio do Pai, Este O fez conhecer.” João 1:18. “Ninguém conhece o Filho, senão o Pai; e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho O quiser revelar.” Mateus 11:27. 
Essas palavras mostram a importância de estudar o caráter de Cristo. Unicamente conhecendo a Cristo é que podemos conhecer a Deus. Como nosso Representante, Cristo assume a posição mais elevada possível. Quando Ele veio ao mundo como Mensageiro de Deus, tinha em Sua mão a salvação vinda de Deus. Toda a humanidade Lhe foi entregue, pois nEle estava a plenitude da Divindade. ... Tão plenamente revelou Cristo o Pai, que os mensageiros enviados pelos fariseus para O prenderem ficaram encantados com Sua presença. ... Ao contemplarem a suave luz da glória divina que envolvia Sua pessoa, ao ouvirem as graciosas palavras que Lhe provinham dos lábios, eles O amaram. E quando... os fariseus lhes perguntaram: “Por que O não trouxestes?” eles responderam: “Nunca homem algum falou assim como este Homem.” João 7:45, 46.
 Ao contemplarmos a Cristo, seremos transformados em Sua imagem, e habilitados para o encontro com Ele, quando voltar. Agora é a ocasião de preparar-nos para a vinda de nosso Senhor. O preparo para o encontro com Ele não pode ser conseguido num instante. Como preparo preliminar àquela cena solene, tem de haver vigilante espera, combinada com trabalho fervoroso. A união destes dois elementos torna-nos completos em Cristo. O elemento ativo e o devocional têm de combinar-se, como se deu na vida de Cristo com o humano e o divino. Deste modo os filhos de Deus O glorificarão. Em meio às ativas cenas de sua vida, a voz deles será ouvida pronunciando palavras de encorajamento, esperança e fé. A vontade e as afeições serão consagradas a Cristo. Assim se prepararão para o encontro com seu Senhor; e quando Ele vier, dirão, com alegria: “Eis que Este é o nosso Deus, a quem aguardávamos, e Ele nos salvará; ... na Sua salvação, exultaremos e nos alegraremos.” Isaías 25:9. — The Review and Herald, 20 de Julho de 1897.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pag. 516

Postagens de Destaque