sábado, 17 de outubro de 2015

Jesus, nosso advogado,





Jesus, nosso advogado, 14 de Setembro

Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. 1 João 2:1. 


Quando tentados a pecar, lembremo-nos de que Jesus intercede por nós no santuário celestial. Se pomos de parte nossos pecados e vamos ter com Ele, com fé, Ele toma nos lábios nosso nome, e o apresenta ao Pai, dizendo: “Eis que, na palma das Minhas mãos, te tenho gravado” (Isaías 49:16); conheço-te por nome. E parte então para os anjos a ordem de proteger-nos. Então, no dia da prova insana, [271] dirá Ele: “Vai, pois, povo Meu, entra nos teus quartos e fecha as tuas portas sobre ti; esconde-te só por um momento, até que passe a ira.” Isaías 26:20. 
Quais são os quartos em que nos devemos refugiar? São a proteção de Cristo e dos santos anjos. O povo de Deus não se encontra todo num só lugar. Acham-se em grupos diferentes, e em todas as partes da Terra; e serão provados individualmente, não aos grupos. Cada qual tem de resistir à prova por si mesmo. Jamais houve tempo em que os filhos de Deus tivessem maior necessidade de invocar Suas promessas do que agora. Estenda-se a mão da fé através das trevas, e apegue-se ao braço de poder infinito. Ao falarmos da necessidade de separar-nos do pecado, lembremonos de que Cristo veio ao nosso mundo para salvar pecadores, e de que “pode também salvar perfeitamente os que por Ele se chegam a Deus”. Hebreus 7:25. É privilégio nosso crer que Seu sangue é bastante para purificar-nos de toda mancha e nódoa do pecado. Não devemos limitar o poder do Santo de Israel. Ele quer que vamos a Ele justamente como nos achamos, pecaminosos e poluídos. Seu sangue é eficaz. ... Se cairdes sob a tentação, não vos desanimeis. Soando através do século até ao nosso tempo, vem-nos esta promessa: “Se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” 1 João 2:1. Acho que, por essa única promessa, deverá partir de nossos lábios mortais um contínuo cântico de ações de graças. 546 Jesus, nosso advogado, 14 de Setembro 547 Juntemos estas preciosas jóias de promessas, e quando Satanás nos acusa de nossa grande pecaminosidade, e nos tenta a duvidar do poder de Deus para salvar, repitamos as palavras de Cristo: “O que vem a Mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” João 6:37. — The Review and Herald, 19 de Novembro de 1908.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pag. 546

Postagens de Destaque