quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Mão ajudadora ao desalentado


Resultado de imagem para imagens de Mão ajudadora ao desalentado


Mão ajudadora ao desalentado, 15 de Outubro


Irmãos, se algum de entre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador salvará da morte uma alma e cobrirá uma multidão de pecados. Tiago 5:19, 20. 

Muitos há que erram, e sentem sua vergonha e loucura. Olham para seus erros e faltas, a ponto de ser levados quase ao desespero. Estes não devemos negligenciar. Quando alguém tem de nadar contra a corrente, toda a força da mesma o quer fazer voltar. Seja-lhe então estendida uma mão ajudadora, como fez a mão do Irmão mais velho a Pedro, que se afundava. Dirigi-lhe palavras de esperança, palavras que estabeleçam confiança e despertem amor. Teu irmão, de espírito doentio, precisa de ti, assim como tu também necessitaste do amor de um irmão. Ele precisa da experiência de alguém que foi fraco como ele, alguém que simpatize com ele e o ajude. O conhecimento de nossa fraqueza deve ajudar-nos a ajudar algum outro em sua necessidade. 

Resultado de imagem para imagens de Mão ajudadora ao desalentado

Nunca devemos passar de largo um coração sofredor sem procurar comunicar-lhe o conforto com o qual nós mesmos somos confortados por Deus. É a comunhão com Cristo, o contato pessoal com um Salvador vivo, que habilita o espírito, o coração e a alma a triunfar sobre a natureza mais baixa. Falai ao errante de uma Mão todo-poderosa que o há de suster, de uma infinita humanidade em Cristo, que dele tem piedade. Não lhe basta crer na lei e na força, coisas que não possuem compaixão, e nunca ouvir o chamado de auxílio. Ele precisa do cálido aperto de mão, precisa confiar num coração cheio de ternura. Conservai o seu espírito firmado no pensamento de uma Presença divina sempre ao seu lado, sempre atenta a ele, com compassivo amor. Dizei-lhe que pense num coração de Pai que sempre Se entristece com o pecado, numa mão paterna, estendida ainda, em uma voz paterna, a dizer: “Que se apodere da Minha força e faça paz comigo; sim, que faça paz comigo.” Isaías 27:5. 
Ao vos empenhardes nesta obra, tereis companheiros invisíveis aos olhos humanos. Anjos do Céu estiveram ao lado do samaritano que cuidou do estrangeiro ferido. Anjos das cortes, celestiais estão ao lado de todos os que fazem o serviço de Deus, ministrando aos seus semelhantes. E tereis a cooperação do próprio Cristo. Ele é o restaurador, e ao trabalhardes sob a Sua supervisão, vereis grandes resultados. — Manuscrito 126, 1907.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pag. 610

Postagens de Destaque