terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Mensagens de advertência,




Mensagens de advertência, 2 de Dezembro 

E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do Filho do homem. Comiam, bebiam, casavam e davam-se em [354] casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio e consumiu a todos. Lucas 17:26, 27. 

O Senhor Deus de Israel é zeloso de Sua honra. Como, então, pergunto eu, considerará Ele os habitantes deste mundo, os quais vivem em Sua casa, e de Seu liberal tesouro são por Ele providos de alimento e vestuário, mas que nunca nem ao menos Lhe dizem: Muito obrigado? São esquecediços de Sua bondade. São como os habitantes do mundo antediluviano, que foram destruídos porque trabalhavam continuamente em oposição ao seu Criador. Dos antediluvianos lemos: “Viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a Terra e que toda imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então, disse Deus a Noé: O fim de toda carne é vindo perante a Minha face; porque a Terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a Terra.” Gênesis 6:5, 13. 

Resultado de imagem para imagens do mundo antes do dilúvio

Deus, advertiu os habitantes do mundo antigo em relação ao que pretendia fazer, para purificar a Terra de sua impureza. Eles, porém, riam-se com escárnio daquilo que consideravam uma predição supersticiosa. Zombavam da advertência de Noé, quanto a um dilúvio vindouro. Quando Cristo estava na Terra, deu Ele advertências quanto ao que estava a sobrevir a Jerusalém por haver o povo rejeitado a verdade, desprezando as mensagens enviadas por Deus. Sua advertência, porém, foi desatendida. O Senhor, mediante Seus embaixadores, enviou-nos mensagens de advertência, declarando que estava próximo o fim de todas as  coisas. Alguns atenderão a essas advertências, mas a grande maioria as desprezará. Assim será quando Cristo voltar. Lavradores, comerciantes, advogados, mercadores, estarão inteiramente embevecidos nos negócios, e sobre eles o dia do Senhor virá como um laço. “Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã, para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo. E as coisas que vos digo digo-as a todos: Vigiai.” Marcos 13:35-37. — Manuscrito 161, 1897.

Postagens de Destaque