segunda-feira, 13 de junho de 2016

Recomeçando a Cada Dia

Resultado de imagem para imagens de recomeços espirituais


Pr.Manoel Barbosa da Silva

Ageu 1: 1-11
 Estamos vivendo, pela graça de Deus, um novo ano. em nossa vida. Ainda estar bem presente, em nossa mente, os sonhos e propósitos que fizemos para anos anteriores, e para este que velozmente transcorre. Como é comum a cada passagem de ano, renovamos nossos votos de fidelidade a Deus e prometemos a Ele e a nós mesmos que seremos melhores a cada ano que começa.
Renovamos também os sonhos materiais, de conseguirmos tudo o que não foi possível no ano anterior. Casas, sítios, estudos, profissões, empregos, namorados, casamentos, são tantos os sonhos e tantas as promessas que não dar pra mencionar todos.

O porem é que, a maioria dos sonhos e resoluções, não se realiza; e no fim do ano nos damos conta, que muita coisa deixou de ser cumprida.

Acontecia algo parecido com o povo Judeu depois que voltaram do cativeiro. Para que tenhamos melhor compreensão do assunto vamos nos situar no contesto.

Jerusalém foi tomada por Nabucodonosor, rei da Babilônia, e a população levada em cativeiro e a cidade destruída. Foi inclusive em cumprimento de uma profecia do profeta Jeremias. 
Deus estaria castigando o povo por causa da desobediência. Como o povo não atendeu as admoestações do profeta, a profecia se cumpriu. A cidade foi destruída e o povo viveu 70 anos no cativeiro. 

No fim do prazo, alguns homens, inspirados por Deus, levantaram-se para voltar a Jerusalém e reconstruir a cidade e o templo. Os principais líderes foram; Neemias, Esdras e Zorobabel,

O povo participou com alegria da reconstrução. Doavam dinheiro, madeiras, etc. (Esdras. 3:7, 8.) E participam ativamente em um grande mutirão de construção. Trabalhavam pessoalmente. Neemias 3.

A construção suscitou uma grande oposição. Sambalat. Tobias e Gesém, uniram-se para fazer com que o povo parasse de reconstruir a cidade e principalmente o templo. Escreveram cartas ao rei da Pérsia denunciando os Judeus como sendo um povo desleal ao Rei, e pedindo forças e autoridade para embargar a construção.

A principio o povo continuou lutando, chegaram a terminar os muros porem desanimaram e o templo ficou sem acabamento por alguns anos.

Deus suscitou o profeta Ageu com uma mensagem de advertência muito dura ao povo. Repreendeu-os, por se preocuparem apenas com as posses matérias e esquecerem as casa de Deus. Disse que o motivo por que eles não progrediam era que estavam dando mais atenção às próprias residências, morando em casas estucadas, e esquecendo a casa de Deus. Este era o motivo, disse o profeta porque eles plantavam e não colhiam, ou se colhiam era muito pouco e assim mesmo os inimigos tomavam, e se ganhavam salário era para por em um saco furado, em suma, eles estavam sendo amaldiçoados por que eram infiéis. 

Esta experiência tem um paralelo espiritual para os crentes. Estamos construindo um templo espiritual em nossa vida. O nosso caráter é uma construção que fazemos para a eternidade. E é tão difícil a construção do mesmo como foi para os judeus reconstruirem o templo de Jerusalém.

Assim como eles começaram a reconstrução de Jerusalém, com todo o vigor e alegria, nós começamos também a reconstrução de nossa vida.

No dia que aceitamos a Cristo, e nos batizamos, prometemos que daí em diante nossa vida será diferente. Prometemos que seremos pessoas melhores, melhores país e mães, filhos melhores e os melhores vizinhos. 
Prometemos ainda que seremos fieis nos dízimos, nas ofertas, que seremos bons amigos e que estaremos sempre prontos a ajudar a igreja, tanto na participação nos cultos, como no trabalho missionário, e que ainda estaremos prontos para ajudar fisicamente nas reformas ou construções da igreja.

Esquecemos que a vida espiritual tem hoje ainda, os Sambaláts e os Tobias. Que estão sempre em nosso encalço para nos fazer desanimar.

São os problemas da vida. São as tentações e as provações que surgem de todo os lados e nos deixa sem forças para cumprir todas as promessas que fizemos.

E assim cada dia, mês ou ano que passa. Fazemos promessas que seremos fieis. Dizemos: o no passado eu não pude, as promessas que fiz, não as cumpri,  más agora, com a graça de Deus, eu serei fiel.

Toda vez que tomamos uma resolução nova, Satanás procura fazer tudo para nos fazer desanimar. Surgem tantos obstáculos, tantas provações, tantas tentações, tantos problemas que quase nos sufoca.

Porem desistir não é a solução.

Parar a construção do nosso caráter não nos ajuda em nada. Pelo contrario, quando o povo de Deus deixou de fazer o templo físico de Jerusalém só receberam maldiçoes, e ficou como exemplo a nós, que devemos continuar sem desistir. Pois o nosso Deus esta ao nosso lado.

Ellen White escreveu: “O caráter não vem por acaso. Não é determinado por uma explosão de temperamento, um passo na direção errada. É a repetição do ato que faz com que se torne habito e molda o caráter, seja para o bem ou mal. O caráter reto só pode ser formado pelo esforço perseverante incansável, aperfeiçoando cada talento e capacidade confiados para gloria de Deus”. (O. C. – pág.164).

“Em grande medida, cada um é o arquiteto do seu próprio caráter. Cada dia a estrutura mais se aproxima do termo. A palavra de Deus nos adverte a estar atentos quanto à maneira por que edificamos, para ver se o nosso edifício está fundado na rocha eterna. Aproxima-se o tempo em que a nossa obra se revelará tal como é. Agora é o tempo em que todos devem cultivar as faculdades que lhes foram dadas por Deus a fim de formarem caráter útil aqui e apto para uma vida elevada no porvir”.

“Deus espera que edifiquemos caráter de acordo com a norma que, pois diante de nós. Devemos colocar um tijolo após o outro, acrescentando graça a graça, descobrindo nossos pontos fracos e corrigindo-os de acordo com as orientações dadas. Quando se vê uma fenda nas paredes de uma mansão, sabemos que algo está errado no edifício, na edificação do nosso caráter, freqüentemente vêem-se fendas. A não se que tais defeitos sejam remediados, a casa ruirá quando a tempestade da prova fustigar”.

“Deus nos dá força, a faculdade do raciocínio, tempo, para que possamos construir caráter sobre o qual Ele possa colocar o selo de sua aprovação. Deseja que cada um de seus filhos forme um caráter nobre pela realização de atos nobres e puros, para que afinal possa apresentar uma estrutura simétrica, um belo templo honrado pelo homem e por Deus”.

“Na edificação do nosso caráter, devemos edificar sobre Cristo. Ele é o fundamento seguro – fundamento que jamais poderá ser abalado. A tempestade da tentação e da prova não pode abalar o edifício que está cravado na rocha eterna”. (O.C.PÁG.165,166)

Para que tenhamos um ano de 2008, repleto de realizações, devemos começar reparando as brechas que existem em nossa vida. Cada um sabe quais são as suas janelas. Para uns, as brechas são uma coisa, para outros, coisas diferentes. Assim como em Jerusalém, cada família se encarregou de uma parte da construção dos muros, nós hoje reparando cada um as janelas do pecado de sua vida, faremos da igreja de Deus a maior fortaleza da verdade no Tocantins.

         Assim como o rei da Pérsia esteve ao lado de Neemias, e Sambalat, nada pode fazer contra ele, Cristo estará ao nosso lado e Satanás nada poderá fazer para nos destruir.

         Eles venceram quando ouviram os conselhos do profeta Ageu, e se dedicaram às obras de Deus. Nós também poderemos vencer se ouvirmos as promessas de Deus e nelas acreditamos e praticarmos os seus conselhos.

         Já que estamos falando em construção, não devemos esquecer de mencionar a construção física de nosso templo.

         Fizemos planos, nos comprometemos, e por causa dos problemas que surgiram esquecemos a casa de Deus. Deixamos de trazer as ofertas que prometemos. Talvez seja este o motivo porque as coisas foram difíceis para nós.

         O dinheiro que deixamos de trazer a casa de Deus, com medo de nos faltar, o Sambalat comeu. Ou o saco furou. Ou então o vento levou.

         Experiência.

         Um casal amigo há algum tempo não trazia ofertas nem dízimos porque não estava conseguindo serviço. Ele é técnico em eletrônica. Sua oficina vivia parada, não aparecia serviço, e quando aparecia não recebia. Em uma sexta feira, estava ele com o aluguel atrasado, luz e água idem, sem nada em casa pra comer, e todo o dinheiro que conseguiu naquela semana foi apenas 50,00. Perguntou para esposa. Que faremos com este dinheiro? Não dá fazer nada do que precisa; como iremos viver? Ela respondeu. – eu sei o que vamos fazer, vamos entregá-lo todo a Deus. Faz tempo que não damos ofertas nem devolvemos dízimos. -E o que iremos comer amanhã? Perguntou ele. - Nada, ela respondeu. Amanhã se preciso vamos jejuar.

         Assim eles devolveram todo aquele dinheiro a Deus. Uma família da igreja os convidou para almoçar, sem saber que eles não tinham nada em casa, e no domingo apareceu serviço em sua oficina e nunca mais lhe faltou trabalho, hoje ele possui três imóveis e foi ele quem construiu sozinho a igreja onde freqüenta. E estão construindo outra maior.

         Salvo as exceções, a aparência física de um templo reflete a vida espiritual dos frequentadores. Ninguém acredita em um povo que não cuida nem do lugar onde frequenta. Fica difícil convidar alguém para assistir um culto em lugar mal cuidado ou onde nem mesmo os membros gostam de ali estar. Despreza-se a casa de Deus pelo abandono de não cuidar do mesmo, ou pelo abandono de não o frequentar. Corremos o mesmo risco do povo judeu, as bênçãos matérias fogem de nós e ficamos sem saber o porquê. Leiamos mais uma vez. Ageu 1: 5,6.

         Como foi pra você o ano que passou? Foi um ano bom, ou esse verso lembra sua vida? Considere o vosso passado, disse Deus. Será que não estamos necessitando de uma melhora em nossa vida? Como estão os seus planos para a reforma espiritual?

          Espero que os sonhos de cada um, em cada dia que inicia, seja. Mais compromisso com Deus, mas vida de oração, mas leitura da Bíblia, mais trabalho missionário, mais frequência aos cultos, e fidelidade maior nos dízimos e nas ofertas.

     Que Deus possa nos conceder todos os nossos sonhos, mas principalmente aqueles que têm a ver com a formação do nosso caráter. E com o crescimento de nossa igreja.
 

Postagens de Destaque