domingo, 7 de agosto de 2016

Evangelismo -- Pequenas povoações e zonas rurais

Ellen White do livro Evangelismo Pgs, 37 -- 39

Pequenas povoações e zonas rurais 

Caminhos e atalhos Lugares distantes das estradas — 
Ao fazermos planos para a extensão da obra, devemos ter em vista muito mais do que as cidades. Distante das estradas há muitas e muitas famílias que precisam ser cuidadas, a fim de saber se compreendem a obra que Jesus está realizando em favor de Seu povo. Os que se encontram nos caminhos não devem ser negligenciados; nem os que moram nos valados. E, ao viajarmos de lugar a lugar, passando por uma casa após outra, devemos sempre perguntar: “Já ouviram a mensagem, por acaso, os habitantes destes lugares? A verdade da Palavra de Deus já lhes chegou ao ouvido? Compreendem eles que o fim de todas as coisas está próximo e que estão iminentes os juízos de Deus? Sabem eles que cada alma foi comprada por infinito preço?” Ao meditar sobre estas coisas, meu coração se expande no profundo anseio de ver a verdade levada, em sua simplicidade, aos lares das pessoas que se acham nos caminhos e lugares separados dos centros densamente populosos. ... É nosso privilégio visitá-los e fazer com que se familiarizem com o amor de Deus por eles e com a Sua maravilhosa provisão para salvação de sua alma. Nesta obra nos caminhos e valados, há sérias dificuldades que precisam ser enfrentadas e vencidas. O obreiro, ao sair em busca das almas, não deve temer, nem ficar desanimado, porquanto Deus é [46] seu ajudador e continuará a ajudá-lo. E dará oportunidade aos Seus servos. — Manuscrito 15, 1909. 

Um apelo para planos mais amplos — 
Nossos planos são, em geral, muito restritos. Devemos ter mais ampla visão. Deus deseja que, em nosso trabalho para Ele, ponhamos em prática os princípios da verdade e da justiça. Sua obra deve desenvolver-se nas cidades, vilas e povoados. ... 37 38 Evangelismo Devemos abandonar a visão acanhada e fazer planos mais amplos. Deve haver um mais vasto desenvolvimento da obra, tanto em favor dos que se acham perto como pelos que se encontram distantes. — Manuscrito 87, 1907. 

Campos menos promissores — 
O campo de trabalho deve ser alargado. A mensagem do evangelho precisa ser proclamada em todas as partes do mundo. Os campos menos promissores têm de receber trabalho fervoroso e resoluto. Os filhos de Deus, zelosos, verdadeiros, abnegados, devem usar todos os conhecimentos que possuem, no sentido de dirigir esta importante obra. — Manuscrito 141, 1899. 

O povo do interior é mais facilmente alcançado — 
O povo que vive no interior, nos sítios, é muitas vezes mais facilmente alcançado do que o que vive nas cidades densamente populosas. No interior, no meio das cenas da Natureza, o caráter cristão se forma melhor do que dentro da pecaminosidade da vida citadina. Quando a verdade impressionar o coração das pessoas simples e o Espírito de Deus operar em sua mente, induzindo-as a corresponderem à proclamação da Palavra, então haverá os que se erguem para ajudar a manter a causa do Senhor, tanto com seus recursos como com seu próprio trabalho. — Manuscrito 65, 1908. 

A todas as classes — 
Homens e mulheres nos caminhos e atalhos devem ser alcançados. Lemos das atividades de Cristo: “E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.” Justamente uma obra como esta deve ser realizada em nossas cidades e vilas, nos caminhos e valados. O evangelho da mensagem do terceiro anjo deve ser proclamado a todas as classes. — Manuscrito 7, 1908. 

Fazer ouvir o convite em novos lugares — 
A obra realizada por nosso Salvador era a de advertir as cidades e ordenar aos obreiros que saíssem das cidades e fossem aos lugares onde a luz nunca fora dada, a fim de erguerem o estandarte da verdade em novos lugares. ... Tenho sido instruída no sentido de que não devemos ter grande ansiedade por agrupar demasiados interesses na mesma localidade, mas procurar pontos em outros distritos mais isolados, e trabalhar em novos lugares. Assim, podem ser alcançadas e convertidas pessoas que não conhecem coisa alguma das preciosas e probantes Pequenas povoações e zonas rurais 39 verdades para este tempo. O último convite deve ser considerado tão importante em novos lugares neste país, como nas terras distantes. Este aviso foi dado com referência a algumas localidades que não receberam a mensagem. As sementes da verdade precisam ser semeadas em centros que não foram trabalhados. ... Desenvolve um espírito missionário a obra em novas localidades. O egoísmo de manter grandes grupos reunidos não é o plano do Senhor. Entrai em cada novo lugar que seja possível, e começai a obra de instruir nas vizinhanças os que ainda não ouviram a verdade. Por que nosso Salvador Se empenhou em semear a semente nos lugares afastados? Por que Ele viajou Se afastando lentamente das vilas que tinham sido os lugares de que Se servira para transmitir a mensagem, abrindo-lhes as Escrituras? Havia um mundo para ouvir, e algumas almas aceitariam a verdade que não tinham ainda ouvido. Cristo viajava lentamente e abria as Escrituras em sua simplicidade às mentes que receberiam a verdade. — Carta 318, 1908. 

Esforços simultâneos em cidades menores — 
Durante o tempo em que as reuniões campais podem ser realizadas nesta Associação, duas ou três reuniões devem ser celebradas em diferentes lugares, simultaneamente. Há uma época em que estas reuniões não podem ser celebradas. Mas durante os meses em que podemos convenientemente usar as tendas, não devemos restringir nossos esforços às maiores cidades. Devemos dar a mensagem de advertência ao povo, em todos os lugares. — Manuscrito 104, 1902.

Postagens de Destaque