segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

40 Fatos Bíblicos Concernentes ao Primeiro Dia da Semana



Resultado de imagem para imagens da guarda do domingo









1.      O primeiro registro bíblico é o trabalho realizado no domingo, o primeiro dia da semana. (Gênesis 1:1 a 5) Este trabalho foi realizado pelo próprio Criador. Se Deus trabalhou na criação da terra no domingo, como poderia ele nos culpar de trabalhar no domingo?
2.      Deus ordena aos homens trabalharem no primeiro dia da semana. (Êxodo 20:8 a 11) É errado obedecer a Deus?
3.      Nenhum dos patriarcas guardou o primeiro dia da semana (domingo).
4.      Nenhum dos santos profetas guardou o primeiro dia da semana (domingo).
5.      Por ordem expressa de Deus, Seu povo usou o primeiro dia da semana como um dia de trabalho comum durante pelo menos 4.000 anos.
6.      O próprio Deus chama ao primeiro dia da semana (domingo) de “dia de trabalho”. (Ezequiel 46:1)
7.      Deus não descansou no primeiro dia da semana (domingo).
8.      Ele nunca o abençoou.
9.      Cristo não descansou no primeiro dia da semana (domingo).
10.   Jesus era um carpinteiro (Marcos 6:3) e trabalho nesse ofício até aos 30 anos de idade. Ele guardou o sábado e trabalhou seis dias por semana, como tudo indica. Portanto,  ele fez muito trabalho árduo no domingo.
11.   Os apóstolos trabalharam da mesma forma.
12.   Os apóstolos nunca descansaram no primeiro dia da semana (domingo).
13.   Cristo nunca abençoou o primeiro dia da semana (domingo).
14.   O domingo nunca foi abençoado por nenhuma autoridade divina.
15.   O domingo nunca foi santificado.
16.   Nenhuma lei foi dada para ordenar a guarda do domingo, portanto não é transgressão trabalhar no domingo.  “Onde não há lei, também não há transgressão”. (Romanos 4:15; I João 3:4)
17.   No Novo Testamento não há nenhum lugar que proíba o trabalho de ser feito no primeiro dia da semana (domingo).
18.   Nenhuma pena é indicada para sua violação.
19.   Nenhuma bênção é prometida aos que o observam.
20.   Nenhuma regulamentação é dada para orientar a maneira de ser observado. Deveria ser assim se o Senhor desejasse que nós o guardássemos?
21.   Ele nunca é chamado de sábado cristão.
22.   Ele nunca é chamado de o sábado de todos.
23.   Ele nunca é chamado de o dia do Senhor.
24.   Ele nunca foi, nem mesmo chamado, de dia de descanso.
25.   Nenhum título sagrado, seja qualquer um, foi aplicado ao primeiro dia da semana (domingo). Então por que nós deveríamos chamá-lo de santo?
26.   Ele é simplesmente chamado de “primeiro dia da semana”.
27.   Jesus nunca o  mencionou de nenhuma maneira, nunca saiu estas palavras de seus lábios, pelo menos é o que os escritos demonstram.
28.   A palavra domingo não aparece em nenhum lugar da Bíblia.
29.   Nem Deus, Cristo, nem homens inspirados disseram alguma palavra a favor do domingo como um dia santo.
30.   O primeiro dia da semana é mencionado apenas oito vezes em todo o Novo Testamento. (Mateus 28:1; Marcos 16:2, 9; Lucas 24:1; João 20:1, 19; Atos 20:7; I Coríntios 16:2.)
31.   Seis desses textos se referem ao mesmo primeiro dia da semana.
32.   Paulo indicou aos santos que cuidassem dos trabalhos seculares naquele dia (primeiro dia da semana – domingo). (I Coríntios 16:2)
33.   Em  todo o Novo Testamento temos somente um texto que indica um encontro religioso ocorrendo no primeiro dia da semana, e mesmo assim, foi um encontro à noite. (Atos 20:5 a 12)
34.   Não existe nenhuma indicação que sustente ter existido um encontro antes ou depois daquele.
35.   Não era costume deles se reunirem no primeiro dia da semana (domingo).
36.   Não havia nenhuma ordenança para partirem o pão naquele dia.
37.   Nós temos apenas um registro de somente uma ocasião em que isso foi feito. (Atos 20:7)
38.   Isto aconteceu em uma noite – depois da meia-noite. (Versos 7 a 11) Jesus a celebrou na noite de Quinta-feira (Lucas 22), e os discípulos alguma vezes chegaram a realizá-la todos os dias. (Atos 2:42 a 46)
39.   A Bíblia em nenhum lugar diz que o primeiro dia da semana comemora a ressurreição de Cristo. Isto é tradição de homens, os quais tornaram sem força legal a lei de Deus. (Mateus 15:1 a 9). O batismo comemora o sepultamento e a ressurreição de Jesus. (Romanos 6:3 a 5)
40.   Finalmente, o Novo Testamento é totalmente silente com respeito a qualquer mudança do dia de Sábado ou alguma santificação passada para o primeiro dia da semana.

Postagens de Destaque