quarta-feira, 2 de abril de 2014

Quem é o Espirito Santo?

Fonte - http://temasbblicos.blogspot.com.br

Quem é o Espirito Santo?
Cristãos de algumas confissões religiosas têm dificuldades em aceitar a personalidade do Espírito Santo; e, em consequência disso, também ignoram a Sua Divindade. Para a maioria dos cristãos o tema é claro, mas para alguns não está tão evidente assim. Lembremos que uma pessoa é composta de mente; emoções, inteligência e habilidades como: Ouvir, falar, interceder, alegrar-se e chatear-se. A Bíblia é clara em afirmar que o Espírito Santo é uma pessoa Divina; isto é, o Espírito Santo, assim como o Pai e o Filho, é um dos personagens da trindade Divina. O Espírito Santo manifesta sintomas pessoais no Seu trato com a humanidade. Se fosse uma energia, como poderia manifestar sentimentos? Vento, energia elétrica e átomos não manifestam emoções.

No Antigo Testamento – O termo Elohim, no original hebraico, está sempre no plural. Sempre quando aparece Elohim refere-se a pluralidade da Divindade. Deus, Jesus e o Espírito Santo estiveram na criação; logo, pertencem a Divindade. O primeiro verso da Bíblia, ao descrever a obra da criação de Deus, diz assim: "No princípio criou Deus os céus e a terra”. Gen 1:1. A palavra “Deus” aqui, vem do hebraico Elohim e esta palavra é a forma plural de Elohá. Assim sendo, aqui está a primeira evidência bíblica de pluralidade Divina.


Matthew Henry, especialista no Antigo Testamento, diz: "A pluralidade de pessoas na Deidade: Pai, Filho e Espírito Santo. Este nome de Deus no plural...confirma nossa fé na doutrina da trindade, que é claramente revelada no Novo Testamento, apesar de só levemente sugerida no Antigo" “Commentary on the Whole Bible, Vol. 1 Old Tappan, N. J.: Fleming H. Revell , 2
Outro exemplo está em Gênesis 1:26 onde lemos: "E disse Deus, façamos o homem à nossa imagem, conforme à nossa semelhança”. No verso 27 lemos: "E criou Deus o homem à Sua imagem”. Moisés ao escrever este relato intercalou plural com singular. Mostrando que há um só Deus, que se manifesta em três pessoas. Logo após a entrada do pecado, continua a descrição: "Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem é como um de nós..." Gênesis 3:22. Perceba novamente que o verbo “disse o Senhor” no singular é como “um de nós” no plural.

No Novo Testamento - As três pessoas da Divindade aparecem com mais clareza no Novo Testamento. Após Sua ressurreição, Jesus disse aos Seus discípulos: "Fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século." Mateus 28:19 e 20. Observe que o substantivo “nome” aparece no singular. Em “nome” do Pai, do Filho e do Espírito Santo, mas menciona-se três pessoas. Esta similaridade com os textos do Antigo Testamento onde o verbo aparece no singular e os nomes no plural, indica que há um só Deus, para fazer diferença entre os deuses pagãos, mas três pessoas Co-Eternas. Quando o nascimento de Cristo foi anunciado pelo anjo, este declarou: "Descerá sobre ti o Espírito Santo e o poder do Altíssimo te envolverá com a Sua sombra; por isso também o ente Santo que há-de nascer, será chamado Filho de Deus". Lucas 1:35. Aqui aparecem as três pessoas da Divindade. O apóstolo Paulo ao terminar a Segunda Carta aos Coríntios declara: "A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós". II Cor. 13:13. Quando pensamos neste texto como um desafio para termos comunhão com o Pai, com o Filho e com o Espírito Santo, entendemos que somente podemos ter comunhão com uma pessoa e não com um poder ou com uma força ativa. Então, se somos chamados para ter comunhão com o Espírito Santo, fica claro que Ele é uma pessoa. No batismo de Jesus também encontramos os três membros da Divindade em acção, ao mesmo tempo. Veja este texto: “Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.” Mat. 3.16-17. O relato do batismo de Jesus é uma notável manifestação da doutrina das três pessoas da Divindade. Ali estava Jesus, em forma humana, visível a todos; o Espírito Santo descendo sobre Cristo em forma corpórea, como uma pomba e a voz do Pai falou do céu: “Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”. Em João 10:30 Cristo reclama igualdade com o Pai. Ele diz assim: “Eu e o Pai somos um”. E em Atos 5:3 o Espírito Santo é identificado como Deus. Portanto, é difícil, se não impossível, explicar a cena do batismo de Cristo de qualquer outra forma a não ser admitir que há três pessoas na natureza ou essência Divina

Personalidade do Espirito Santo - “E eu rogarei ao pai, e ele vos dará outro consolador, para que fique convosco para sempre.” João 14:16. Neste verso, Jesus trata Seu Pai como igual e solicita O Espírito Santo para Seus seguidores. No grego, a palavra traduzida aqui como "outro" é allos e significa "outro do mesmo tipo", ao contrário de héteros, que significa "outro de outro tipo". Jesus tinha a intenção de enviar alguém para os discípulos, e para as gerações sucessivas de Seus seguidores, que fosse semelhante a Ele mesmo, isto é; Divino e capaz de salvar. Anteriormente, Jesus relacionou-Se com o Pai. Agora, Ele relacionou-Se também com o Espírito Santo. Encontramos outros atributos de uma pessoa no Espírito Santo. Encontramos na Bíblia o relato de que o Espírito Santo tem uma mente. Somente quem tem inteligência é capaz de tomar decisões e levar avante ações independentes. Uma influência ou força ativa, semelhante à eletricidade, não tem uma mente. “E aquele que sonda os corações sabe qual é a mente do Espírito, porque segundo a vontade de Deus é que Ele intercede pelos santos”. Romanos 8:27. O Espirito Santo tem pensamentos e ações inteligentes: “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.” João 14:26. O Espírito tem sentimentos. A Bíblia menciona: “E não entristeçais o Espírito de Deus, no qual fostes selados para o dia da redenção”. Efésios 4:30. O Espírito Santo também mantém conversação. Cito quatro versos que não deixam dúvidas a esse respeito: “Quando, porém, vier o Consolador, que Eu vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dEle procede, esse dará testemunho de Mim; e vós também testemunhareis, porque estais comigo desde o princípio”. João 15:26, 27. “Então disse o Espírito a Filipe: Aproxima-te desse carro, e acompanha-o”. Atos 8:29. “Disse o Espírito Santo: Apartai-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho chamado.” Atos 13:2. “E, pensando Pedro naquela visão, disse-lhe o Espírito: Eis que três varões te buscam.” Atos 10.19.

Divindade do Espírito Santo – A Bíblia menciona que Deus Pai, Filho e Espirito Santo são a própria essência da verdade. Veja estes textos: “Mas o Senhor Deus é a verdade; ele mesmo é o Deus vivo e o Rei eterno; ao seu furor treme a terra, e as nações não podem suportar a sua indignação.” Jeremias 10:10. “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.” João 14:6. A respeito do Espírito Santo não é diferente quando a Bíblia menciona que o Ele é a verdade: "Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade”. I João 5:6. “Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há-de vir. João 16:13. Outro importantíssimo atributo Divino do Espírito Santo é que Ele não só promove como também realiza a salvação. Cito apenas dois versos da Palavra: “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há-de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” Atos 1:8.“E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.” João 16:8. O Espírito Santo também detém a omnisciência Divina; “Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus. Porque, qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus.” I Coríntios 2:10-11
A irmã Ellen White também refere-se ao Espírito Santo como uma pessoa Divina quando diz: "O Espírito Santo tem personalidade, do contrário não poderia testificar ao nosso espírito e com nosso espírito que somos filhos de Deus. Deve ser também uma pessoa divina, do contrário não poderia perscrutar os segredos que jazem ocultos na mente de Deus. Por que qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o Espírito de Deus." Evangelismo, 617.
"Ao pecado só se poderia resistir e vencer por meio da poderosa atuação da terceira pessoa da Divindade a qual viria, não com energia modificada, mas na plenitude do Divino poder”. O Desejado de Todas as Nações, 671
"Há três pessoas vivas pertencentes à Divindade celeste; em nome destes três grandes poderes; o Pai, o Filho e o Espírito Santo; os que recebem a Cristo por fé viva são batizados, e esses poderes cooperarão com os súditos obedientes do Céu em seus esforços para viver a nova vida em Cristo.” Evangelismo, 616.
Para si quem é o Espírito Santo? Para Pedro era Deus quando ele disse à Ananias: “Ananias por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo, e retivesses parte do preço da herdade? … Não mentiste aos homens, mas a Deus. Atos dos Apóstolos 5:3-4 Saber muito sobre Deus é algo impossível para nós. A verdade é que o homem é tão pequeno, e Deus é tão grande que não conseguimos conhecer muito bem as coisas sobre a Divindade. Sabemos apenas aquilo que nos foi revelado na Palavra. “Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória. A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória. Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam.” I Coríntios 2:7-9 Compete-nos desenvolver a humildade diante da revelação maravilhosa que temos e dos ricos recursos de salvação que nos estão disponíveis. Hoje o Espirito Santo trabalha conosco para a nossa renovação espiritual e faz-nos o convite: “E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.” Apocalipse 22:17.

Luís Carlos Fonseca

Postagens de Destaque