sábado, 7 de janeiro de 2017

Esboço de Sermão: É Permitido Sonhar; Os Sonhos do Cristão

Esboço de Sermão: É Permitido Sonhar; Os Sonhos do Cristão

É Permitido Sonhar; Os Sonhos do Cristão

Introdução: Existem regras para tudo nesta vida. Regras de como nos vestirmos, sobre o que comermos, como e com quem nos relacionarmos, sobre lugares os quais frequentamos; mas somos livres para pensar e sonhar!  

Todas as pessoas têm objetivos na vida que gostariam de vê-los alcançados. E os sonhos são vários; ter uma boa profissão, ter uma casa ou carro, casar e ter um filho, viajar e conhecer lugares diferentes. Você já ouviu falar sobre Sir Edmund Percival Hillary? 

Ele foi o primeiro homem a subir o Monte Everest. Ele já tinha escalado várias montanhas na Nova Zelândia, nos Alpes Suíços e no Himalaia, mas ainda não tinha escalado o Everest. Em 1951 e 1952 ele juntou-se a uma expedição britânica para escalarem o Everest, e não conseguiram. Certa vez ele estava nos EUA dando palestras, e no hall de entrada do auditório estava uma maquete do Monte Everest, e ele virou-se para maquete e disse: “Tu já cresceste tudo o que podias crescer, eu ainda tenho muito para crescer”.

Finalmente, ele e o seu guia sherpa; Tenzing Norgay atingiram o cume do Monte Everest, de 8.850 metros de altitude, no dia 29 de maio de 1953. Após conquistar o lugar mais alto do mundo, ele escalou outros dez picos do Himalaia entre os anos de 56 e 65. Para completar seu currículo de aventuras, ele chegou ao Pólo Sul, como parte da Expedição Britânica Trans-Antártica, em 4 de janeiro de 1958. Edmund Hillary foi nomeado cavaleiro da Ordem do Império Britânico em 16 de julho de 1953, membro da Ordem da Nova Zelândia em 1987 e cavaleiro da Ordem da Jarreteira em 23 de abril de 1995. Além do alpinismo, Hillary também dedicou sua vida na ajuda ao povo sherpa do Nepal por meio da Himalayan Trust, em que batalhou para construção de escolas e hospitais na região do Himalaia. Ele faleceu em 11 de Janeiro de 2008, tendo realizado o seu maior sonho!

I – Deus Ajuda a Acalçarmos os Sonhos da Vida. O ser humano tem um problema muito sério; é o de achar que pode viver sem Deus e resolver a sua vida de forma independente. Aprendemos muitas coisas com vários personagens bíblicos e com a mensageira do Senhor, Ellen White sobre colocarmos Deus em primeiro lugar. Deus disse: "Buscai o reino de Deus e Sua justiça em primeiro lugar e as demais coisas vos serão acrescentadas." Mateus 6:33

Encontramos em José do Egito um exemplo maravilhoso de quem nunca perdeu o sonho que tinha. José, depois que chegou no Egito; foi vendido à Potifar, teve aquele episódio com a mulher do seu senhor, foi lançado na prisão, revelou o sonho do padeiro e do copeiro e depois disso, ainda permaneceu dois anos na prisão e, quando lá estava, não perdeu o sonho de sair da masmorra e de ser usado por Deus. Ele saiu no tempo de Deus e foi usado poderosamente pelo Senhor. José viu o seu sonho realizado!

Daniel, escravo na corte Babilônica, também não perdeu o sonho de voltar à sua terra. O que ele fez? Manteve-se fiel em todos os aspectos. Logo que chegou, dirigiu-se ao chefe dos escravos; Arioque e solicitou uma dieta vegetariana por 10 dias como teste, ele sabia que devia gozar de uma boa saúde. Ele, e os outros servos hebreus, mostraram isenção de idolatria e levavam uma vida de oração. Daniel conseguiu alcançar o seu sonho!

“Quando em Battle Creek, Michigan, em 5 de Maio de 1855, vi que havia grande falta de fé por parte dos servos de Deus, bem como da igreja. Ficavam muito facilmente desanimados, eram demasiado inclinados a duvidar de Deus, muito dispostos a crer que tinham uma dura sorte e que Deus os abandonara. Vi que isto era cruel. Deus os amara a ponto de dar Seu bem-amado Filho para morrer por eles, e todo o Céu estava interessado na sua salvação; todavia, depois de tudo quanto por eles fora feito, era-lhes difícil crer e confiar em tão bondoso e benigno Pai. Ele disse que está mais disposto a dar o Espírito Santo àqueles que Lho pedirem, do que os pais terrestres o estão para dar boas dádivas a seus filhos. Vi que os servos de Deus e a igreja desanimavam muito facilmente. Quando pediam ao Pai do Céu coisas que julgavam necessitar, e estas não vinham imediatamente, a fé lhes vacilava, fugia-lhes o ânimo, e deles se apoderava um sentimento de queixa. Isso, vi, desagradava a Deus. Todo santo que se aproximar de Deus com coração verdadeiro, dirigindo-Lhe com fé suas sinceras petições, verá suas orações atendidas. Sua fé não deve largar as promessas de Deus, caso vocês não vejam ou sintam a imediata resposta a suas orações. Não temam confiar em Deus.” Testemunhos para a Igreja. Vol 1, 120

II A Oração é o Meio de Alcançarmos os Sonhos Legítimos. Encontramos na Bíblia um exemplo maravilhoso de alguém que orou fervorosamente por um sonho e o alcançou. Trata-se de Ana, mãe de Samuel. Ana era estéril e pediu um filho ao Senhor. Em todas as gerações, ter filhos é sinal de bênçãos de Deus e motivo de muita alegria para os pais e familiares. Para uma mulher israelita não ter filhos era sinal do abandono de Deus. Imagine como Ana se sentia! Mas no caso de Ana, Deus apenas tinha retardado o seu sonho: “…O Senhor lhe tivesse cerrado a madre.” I Samuel 1:5.

Veja a oração de Ana: “Então Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos? Então Ana se levantou, depois que comeram e beberam em Siló; e Eli, sacerdote, estava assentado numa cadeira, junto a um pilar do templo do Senhor. Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente. E fez um voto, dizendo: Senhor dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao Senhor o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.” I Samuel 1:8-11.

Que lição principal recebemos do exemplo de Ana? É que Deus reponde as nossas orações para além daquilo que pedimos. Ana desejava um filho e Deus concedeu-lhe cinco filhos. Eis estes textos: “Visitou, pois, o Senhor a Ana, que concebeu, e deu à luz três filhos e duas filhas; e o jovem Samuel crescia diante do Senhor.” I Samuel 2:21.

“Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?” Mateus 7:11.

Tanto Ana como José e Daniel viram o sonho realizado por que tinham algo em comum. O que era? Eles tinham uma vida de oração. Veja o exemplo de Daniel: “Daniel, pois, quando soube que o edito estava assinado, entrou em sua casa (ora havia no seu quarto janelas abertas do lado de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava, e dava graças diante do seu Deus, como também antes costumava fazer.” Daniel 6:10. Daniel teve seus sonhos realizados, inclusive a sua vida poupada do leões famintos, por que tinha o costume de orar ao Senhor.

O que fez Ana depois que teve o seu sonho realizado? Ela cumpriu o seu voto:E sucedeu que, passado algum tempo, Ana concebeu, e deu à luz um filho, ao qual chamou Samuel; porque, dizia ela, o tenho pedido ao Senhor. E subiu aquele homem Elcana com toda a sua casa, a oferecer ao Senhor o sacrifício anual e a cumprir o seu voto. …E, havendo-o desmamado, tomou-o consigo, com três bezerros, e um efa de farinha, e um odre de vinho, e levou-o à casa do Senhor, em Siló, e era o menino ainda muito criança.” I Samuel 1:20,21,24.

Ana deixa-nos o exemplo de que tudo o que somos e temos pertence ao Senhor. Samuel pertencia a Deus e ela o devolveu ao Senhor. Assim também devemos fazer. A casa, carro, trabalho, habilidades e filhos que temos pertencem ao Senhor.

Veja este outro texto: “Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, para que pudéssemos oferecer voluntariamente coisas semelhantes? Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos.” I Crônicas 29:14

Deus coloca algumas condições simples para que as nossas orações sejam atendidas. A primeira condição é que devemos ser fervorosos no nosso pedido. Deus quer ver o nosso interesse, e, sendo da Sua vontade, o nosso sonho é realizado. Deus sabe o que desejamos, mas deseja sentir o nosso profundo interesse: “Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente.” I Samuel 1:10.

A outra condição simples é; que devemos obedecer a Sua Palavra. Cito apenas dois textos para nossa consideração: “Porque o Senhor Deus é um sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não retirará bem algum aos que andam na retidão.” Salmo 84:11

“Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir. Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça.” Isaías 59:1,2.

Jacó é um exemplo de quem confessou e orou fervorosamente ao Senhor: “Aqueles que não estiverem dispostos a abandonar todo o pecado e buscar fervorosamente a bênção de Deus, não a obterão. Mas todos os que lançarem mão das promessas de Deus, como fez Jacó, e forem tão fervorosos e perseverantes como ele o foi, serão bem-sucedidos como ele.” Patriarcas e Profetas, 203.

III – Evite os Assassinos dos Sonhos. Ana teve várias pessoas que tentaram assassinar o seu sonho de ter um filho. A primeira pessoa foi Penina, a sua rival que a irritava: “E a sua rival excessivamente a provocava, para a irritar; porque o Senhor lhe tinha cerrado a madre.” I Samuel 1:6. Penina não era de Deus. Os filhos de Deus não irritam ninguém, antes promovem a felicidade do próximo. O próprio sacerdote Eli também tentou destruir o sonho de Ana quando a julgou bêbada. Eli  julgou Ana sem conhecer os seus motivos. Coitado! Elcana também falhou quando disse que ele era melhor do que dez filhos. Elcana, como sacerdote do lar, devia incentivar Ana à oração e nunca arrazoar com ela. São poucas as pessoas que compreendem as nossas angústias, e muitas vezes temos que resolver os nossos assuntos apenas entre nós e Deus. Em alguma situações devemos limitar apenas em solicitar orações das pessoas. 

Para alcançarmos os sonhos da vida é necessário nos desvencilharmos de alguns assassinos, como um emprego que exige que trabalhemos no sábado, ou um namorado(a) ou amizades que nos levariam para longe de Deus. Veja que texto interessante: “Não participeis do ajuntamento dos zombadores, não vos assenteis na roda dos escarnecedores, afastai-vos das aglomerações dos que farão de vossa presença uma ocasião para vos falarem coisas humilhantes, e lançarão desprezo sobre a vossa fé. Não tenhais discussões com esses homens. Não tendes de tratar apenas com homens, mas com Satanás e sua sinagoga. Quando compelidos a enfrentá-los, lembrai-vos das palavras do Salvador: “Eis que Eu vos envio como ovelhas para o meio de lobos.” Mateus 10:16. O Senhor precisa ser a vossa confiança; Ele vos revestirá de uma armadura divina, e Seu Santo Espírito vos influenciará a mente e o coração, de modo que vossa voz não reproduza os sons do uivo dos lobos.” Meditação - Exaltia-O, 374

O pessimismo e os vícios são outros assassinos dos sonhos. Augustine Mandino, conhecido como Og Mandino, nasceu em 12 de dezembro de 1923 e faleceu em 3 de setembro de 1996, foi um escritor nascido na Itália, mas que viveu nos Estados Unidos da América. Ex-alcoólatra, que quase chegou ao suicídio. Com 35 anos de idade vivia na rua, sem destino e sendo sustentado pela família e por amigos. Ele foi incentivado por um amigo a abandonar o vício e a trabalhar. Dez anos depois publicou o livro “O Maior Vendedor do Mundo” e tornou-se um dos autores mais inspiradores e bem sucedidos no segmento de auto-ajuda, principalmente com livros voltados para vendas. Seus livros venderam mais de 50 milhões de cópias e foram traduzidos em vinte e cinco idiomas. Ele tornou-se milionário. Além de escritor foi um palestrante de muito sucesso.

Nas suas palestras de motivação Og Mandino dizia: “Levante de manhã, pegue o jornal e não vá às páginas políticas, isto o deixaria desanimado. Não vá às páginas de economia, isso o deixaria
deprimido, não vá ás páginas policiais, isso o deixaria inseguro, não vá às páginas de desporto, isto o deixaria decepcionado com o seu time, comece a sua leitura pelas páginas obtuárias, porque o seu nome não está ali. Ao ir às páginas dos mortos, e perceber que o seu nome não está lá, também vai perceber que as pessoas que têm os nomes lá, dariam tudo para não estarem lá.” Interessante não é?

IV - Os sonhos legítimos do crente – Os dois maiores sonhos dos filhos de Deus são; estar salvo e ver seus queridos também salvos. George Muller, pastor britânico,  praticava a oração de intercessão. Ele orava pelos amigos, pelos não convertidos e por aqueles que estavam distantes do Senhor. Ele orou pela conversão dos três filhos de um amigo, e após dez anos, o primeiro converteu-se, mais nove se passaram e o segundo aceitou Jesus e o terceiro também foi batizado, mas depois da morte do pastor Muller. Orar pelos outros é mais do que um privilégio, é uma obrigação! eu orei em favor do meu pai, durante 19 anos, e tive a alegria de batizá-lo. Você também tem uma lista de queridos que deseja ver no céu e na nova terra restaurada. Quero desafiá-lo a orar por eles todos os dias.  

Viver a eternidade com Cristo e com os salvos deve ser o nosso maior sonho. Há muito tempo atrás, Jó perguntou: "Morrendo o homem, porventura tornará a viver?" Séculos depois Jesus respondeu: "Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto?"

Na era da fantasia, dos efeitos especiais, do misticismo e da indiferença espiritual que vivemos, é fácil interpretar o céu de maneira figurada. Mas, o céu é real! Não é um estado de consciência, nem uma invenção da imaginação humana, nem um conceito filosófico ou abstração religiosa. A Bíblia é bem clara quanto a existência e aos propósitos do céu.  A Nova Jerusalém será estabelecida na terra e será a capital da terra e a terra será a capital do universo! Depois dos mil anos se cumprirem, o trono de Deus será estabelecido na terra. Toda a terra será habitada pelos salvos.

Que promessa Jesus fez aos Seus discípulos e a nós? “Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.” João 14:2 e 3.

V – Conclusão. Tendo em vista que os crentes têm o maior sonho na conquista da vida eterna, qual deve ser a nossa postura?

Viver atendendo nossas necessidades atuais. Enquanto aqui estamos devemos viver com fé, de forma responsável e otimista com nossa família, familiares, amigos e todas as pessoas do nosso relacionamento. Na Bíblia, o otimismo não é uma teologia, é um instrumento de desenvolvimento da fé. O pecado gera a culpa e esta faz as pessoas andarem envergonhadas, negativas ou na defensiva todo o tempo. Quando nos arrependemos, entendemos e aceitamos o perdão de Deus, passamos a ter uma atitude otimista em relação a nós mesmos, ao nosso presente, futuro e passamos a acreditar nas promessas de Deus.

Deus disse: “Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.” Filipenses 4:13

“Mas ele respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus.” Lucas 18:27.

“E Jesus lhes disse: Por causa de vossa incredulidade; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.” Mateus 17:20

Viver em santidade: “O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.” II Pedro 3:9-13.

Ana realizou o sonho de ter um filho; como é com você? 

Luís Carlos Fonseca
 

Postagens de Destaque