domingo, 29 de junho de 2014

TV, Rádios, Filmes e Ellen White



O que Ellen White teria dito sobre tv, rádio e filmes, se na época dela não existia isso?
Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? I Coríntios 3:16
Os veículos de comunicação não são maléficos. O que pode ser prejudicial é a mensagem que eles conduzem. Como você mesmo reconhece em sua pergunta, os tempos nos quais viveu a conselheira Ellen White se diferenciam em muito de nossa atualidade, em termos de comunicação, seus meios e mensagens. Mesmo se nos perguntássemos o que a Bíblia diria sobre os tais, teríamos dificuldade em encontrar declarações ou exemplos diretos.
Dá-se então a necessidade de, com oração, e pelo Espírito Santo, nos orientarmos por princípio, trazendo a projeção destes desde o tempo em que os profetas escreveram, até nós.
Na segunda metade do século dezenove, época em que Ellen White mais escreveu, o que hoje é mais assistido em forma de transmissão de TV, rádio ou Internet, chegava até o povo pela página impressa, das mais variadas naturezas, como livros, panfletos, romances, jornais, etc. A linha de autores no papel daquela época entrou para os meios modernos de comunicação de hoje. Aliás, uma novela, filme ou matéria, antes de serem exibidos, são escritos.
Do que White escreveu sobre histórias, romances, ficção, “entretenimentos”, músicas e outras mensagens daquela época, podemos aprender por princípio, para usarmos como aplicação em nossas atitudes. Abaixo, segue uma seção de um livro que muito nos ensina sobre este assunto.
Sem fazer muito esforço, se você projetar o que ela comenta da “mídia” consumida na época, para a de hoje, você vai conseguir ter um texto de Ellen que lhe ensinará sobre o que você questiona.

A GUARDA DAS ENTRADAS DA ALMA

As Portas que Precisamos Guardar
Por que Deus nos Deu Olhos, Ouvido e Voz
Deus deu aos homens olhos, para que vejam as maravilhas da Sua lei. Deu-lhes ouvidos, para que ouçam Sua mensagem, apresentada de viva voz pelo pregador. Deu aos homens o talento da fala, para que apresentem a Cristo como Salvador perdoador do pecado. Com o coração os homens crêem para a justiça, e com a boca fazem confissão para salvação. Carta 21, 1899.

Como Satanás Consegue Entrada na Alma
Todos devem vigiar os sentidos, do contrário Satanás alcançará vitória sobre eles; pois essas são as avenidas da alma. Testimonies, vol. 3, pág. 507.
Deves tornar-te fiel sentinela de teus olhos, ouvidos e todos os sentidos, se quiseres dominar a mente e impedir que vãos e corruptos pensamentos te manchem a alma. Só o poder da graça pode realizar esta tão desejável obra. És fraca nesse sentido. Testimonies, vol. 2, pág. 561.
Satanás e seus anjos estão ativos, criando uma espécie de paralisia dos sentidos, de modo a não serem ouvidas as admoestações, advertências e repreensões, ou, se ouvidas, não terem efeito sobre o coração, transformando a vida. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 195.
Meus irmãos, Deus vos convida, como seguidores Seus, a que andeis na luz. Importa que vos alarmeis. Há pecado entre vós, e não é considerado excessivamente pecaminoso. Os sentidos de muitos acham-se inativos pela condescendência com o apetite e pela familiaridade com o pecado. Precisamos avançar para mais perto do Céu. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 403.

A Estratégia de Satanás
A obra de Satanás é levar os homens a ignorarem Deus, para assim ocupar a mente e mantê-la absorta, de modo que Deus não esteja em seus pensamentos. A educação que eles têm recebido tem sido de caráter tal que confunde a mente e obscurece a verdadeira luz. Satanás não deseja que o povo tenha conhecimento de Deus; e se ele puder pôr em operação jogos e representações teatrais que confundam os sentidos dos jovens de modo que os seres humanos pereçam nas trevas enquanto a luz brilha em torno deles, ele se rejubilará. Review and Herald, 13 de março de 1900.
Satanás Não Pode Entrar na Mente sem Nosso Consentimento Devemos apresentar diante do povo o fato de que Deus tomou providências para que não fôssemos tentados acima de nossa capacidade de resistir, mas que com cada tentação dará também um meio de escape. Se vivemos inteiramente para Deus, não permitiremos que a mente se demore em imaginações egoístas.
Se houver um meio qualquer pelo qual Satanás possa alcançar acesso à mente, ele semeará o seu joio e o fará crescer até que redunde em farta colheita. Em caso algum pode Satanás obter domínio sobre os pensamentos, palavras e ações, a menos que voluntariamente lhe abramos a porta e o convidemos a entrar. Ele entrará então, lançando fora a boa semente semeada no coração e tornando de nenhum efeito a verdade. Review and Herald, 11 de julho de 1893.

Fechar Todas as Portas à Tentação
Todos quantos proferem o nome de Cristo, necessitam vigiar e orar, e guardar as entradas da alma; pois Satanás está em atividade para corromper e destruir, uma vez que lhe seja dada a mínima vantagem. Testemunhos Seletos, vol. 1, págs. 402 e 403.
É perigoso deter-nos a considerar as vantagens que poderemos colher em ceder às sugestões de Satanás. O pecado resulta em desonra e ruína para toda pessoa que com ele condescende; sua natureza, porém, é de molde a cegar e iludir, e nos enganará com lisonjeiras perspectivas.
Caso nos aventuremos no terreno do inimigo, não temos nenhuma garantia de proteção contra o seu poder. Cumpre-nos, no que de nós depender, cerrar toda entrada pela qual ele possa encontrar acesso à alma. O Maior Discurso de Cristo, pág. 118.
Quem pode prever, no momento da tentação, as terríveis conseqüências que resultarão de um passo errado e apressado! Nossa única segurança é abrigarmo-nos na graça de Deus cada momento, não confiando em nossa própria visão espiritual, para que não chamemos ao mal bem, e ao bem chamemos mal. Sem hesitação ou discussão precisamos cerrar e guardar as entradas da alma contra o mal. Testimonies, vol. 3, pág. 324.
Todo cristão deve manter-se em guarda continuamente, vigiando cada entrada da alma por onde Satanás possa ganhar acesso. Ele precisa orar pedindo auxílio divino e ao mesmo tempo resistir resolutamente a cada inclinação ao pecado. Mediante coragem, fé, perseverante esforço, pode tornar-se um vitorioso. Mas lembre-se de que para alcançar a vitória Cristo precisa habitar nele e ele em Cristo. Testimonies, vol. 5, pág. 47.

Evitar Ler, Ver e Ouvir o Mal
O apóstolo [Pedro] procurou ensinar aos crentes quão importante é guardar a mente de vagar por temas proibidos, ou de gastar sua energia em assuntos triviais. Os que não querem cair presa dos enganos de Satanás, devem guardar bem as vias de acesso à alma; devem-se esquivar de ler, ver ou ouvir tudo quanto sugira pensamentos impuros. Não devem permitir que a mente se demore ao acaso em cada assunto que o inimigo das almas possa sugerir. O coração deve ser fielmente guardado, pois de outra maneira os males externos despertarão os internos, e a alma vagará em trevas. Atos dos Apóstolos, págs. 518 e 519.
Devemos fazer todo o possível para pormos a nós mesmos e a nossos filhos em posição onde não vejamos a iniqüidade que é praticada no mundo. Devemos guardar cuidadosamente nossa capacidade de ver e de ouvir, para que essas coisas más não entrem em nossa mente. Quando os jornais chegam em casa, quase desejo escondê-los, para que as coisas ridículas e sensacionais não sejam vistas. Parece que o inimigo é responsável por muitas coisas que aparecem nos jornais. Todo mal que pode ser encontrado é descoberto e desnudado perante o mundo. Notebook Leaflets, Education, nº 1.
Os que desejam ter a sabedoria que vem de Deus devem tornar-se néscios no pecaminoso conhecimento deste século, para serem sábios. Devem fechar os olhos, para não verem nem aprenderem o mal. Devem fechar os ouvidos, para que não ouçam o que é mau e não obtenham o conhecimento que lhes mancharia a pureza de pensamentos e de ação. E devem guardar a língua, para que não profira palavras corruptas e o engano se encontre em sua boca. Solemn Appeal, pág. 76.

A Resistência Debilitada
Não procureis saber quão perto podeis andar à beira do precipício e todavia estar seguros. Evitai a primeira aproximação ao perigo. Não se pode brincar com os interesses da alma. Vosso capital é vosso caráter. Acariciai-o, como faríeis a um áureo tesouro. A pureza moral, o respeito próprio, o forte poder de resistência, têm de ser acariciados firme e constantemente. Não deve haver um único afastamento da discrição; um ato de familiaridade, um deslize, podem pôr em perigo a alma, abrindo a porta da tentação, e tornar-se enfraquecido o poder de resistência. Medicina e Salvação, pág. 143.

Satanás Procura Obscurecer as Glórias Futuras
Satanás tem trabalhado continuamente para obscurecer as glórias do mundo futuro e atrair toda a atenção para as coisas desta vida. Ele tem procurado arranjar as coisas de tal maneira que nosso pensamento, nossas ansiedades, nosso trabalho sejam inteiramente empregados em coisas temporais para que não vejam nem reconheçam o valor das realidades eternas. O mundo e seus cuidados têm ocupado um lugar assaz grande, enquanto Jesus e as coisas celestiais têm tido muito pequena parte em nossos pensamentos e afeições. Devemos desempenhar conscienciosamente todos os deveres de cada dia, mas é também essencial que cultivemos acima de tudo santa afeição por nosso Senhor Jesus Cristo. Review and Herald, 7 de janeiro de 1890.

A Ajuda dos Anjos Celestiais
Devemos ter sempre em mente que há em operação seres invisíveis, tanto do mal como do bem, procurando ganhar o controle da mente; agem com invisível e não obstante com eficaz poder. Anjos bons são espíritos ministradores, a exercer celestial influência sobre o coração e a mente; ao passo que o grande adversário das almas, o diabo, e seus anjos, estão continuamente trabalhando para efetuar nossa destruição. ...
Conquanto devamos estar ativamente atentos quanto a nossa exposição aos assaltos dos inimigos visíveis e invisíveis, devemos estar certos de que não poderão fazer-nos mal sem haverem antes ganho nosso consentimento. Review and Herald, 19 de julho de 1887.67

Sons e Vistas que Encantam

Más Influências ao Nosso Redor
Há razão para profunda solicitude de vossa parte por vossos filhos, os quais estão em face da tentação a cada passo. É-lhes impossível evitar o contato com más associações. ... Contemplarão imagens e ouvirão sons, e estarão sujeitos a influências desmoralizantes que, a menos que delas se guardem inteiramente, imperceptível mas seguramente lhes corromperão o coração e deformarão o caráter. Pacific Health Journal, junho de 1890.

Muro Contra a Tentação
Nos lares cristãos deve erguer-se um muro contra a tentação. Satanás está usando todos os meios para tornar o crime e vícios degradantes populares. Não podemos andar nas ruas de nossas cidades sem encontrar chocantes notícias de crimes que serão contados e recontados nos romances e no teatro. A mente é educada para familiarizar-se com o pecado. A conduta seguida pelos baixos e vis é mantida diante do povo pelos periódicos do dia, e tudo que pode despertar a paixão é posto diante deles em agitadas histórias. Bible Echo, 15 de outubro de 1894.
Alguns pais e mães são tão indiferentes, tão descuidados, que acham que não faz diferença se seus filhos freqüentem a escola da igreja ou a escola pública. "Estamos no mundo", dizem, "e não podemos dele sair." Mas, pais, podemos encontrar uma boa saída do mundo, se o escolhermos. Podemos evitar ver muito dos males que se multiplicam tão depressa nos últimos dias. Podemos evitar ouvir muito das impiedades e crimes que existem. Notebook Leaflets, Education, nº 1.

Quem Semeia Ilegalidade Ceifa o Crime
Muitas das publicações hoje se acham repletas de histórias sensacionais, que estão educando os jovens na impiedade, e conduzindo-os ao caminho da perdição. Muitas crianças na idade são velhos no conhecimento do crime. São incitadas ao mal pelos contos que lêem. Ensaiam, na imaginação, os atos descritos, até que se lhes desperta a ambição de ver de que são capazes quanto a cometer crimes e escapar à pena.
Para a viva imaginação das crianças e jovens, as cenas descritas em imaginárias revelações do futuro são realidades. Ao serem preditas revoluções e descrita toda sorte de acontecimentos que derribam as barreiras da lei e da restrição ao próprio eu, muitos se possuem do espírito dessas imaginações. São levados à prática de crimes ainda piores, se possível, que os descritos por esses escritores sensacionalistas. Mediante influências assim a sociedade está se desmoralizando. As sementes da anarquia são amplamente difundidas. Ninguém se maravilhe se a colheita de crimes é o fruto. A Ciência do Bom Viver, págs. 444 e 445.

A Sedução da Música Popular
Sinto-me alarmada ao testemunhar em toda parte a frivolidade de rapazes e moças que professam crer na verdade. Deus não parece estar em seus pensamentos. Sua mente está cheia de insensatez. Sua conversação é inteiramente vazia e vã. Eles têm um agudo ouvido para a música, e Satanás sabe que órgãos provocar para animar, absorver e seduzir a mente, de maneira que Cristo não seja desejado. Os anseios espirituais da alma por conhecimento divino, por crescimento na graça, estão ausentes.
Foi-me mostrado que a juventude necessita assumir posição mais alta e fazer da Palavra de Deus sua conselheira e guia. Solenes responsabilidades repousam sobre os jovens, as quais eles levianamente consideram. A introdução de música em seus lares, em vez de incitá-los à santidade e espiritualidade, tem sido um meio de desviar-lhes a mente da verdade. Canções frívolas e peças de música popular do dia parecem compatíveis com seus gostos. Os instrumentos de música têm tomado o tempo que devia ter sido dedicado à oração. A música, quando não abusiva, é uma grande bênção; mas quando usada erroneamente, é uma terrível maldição. Ela estimula, mas não comunica a força e a coragem que o cristão só pode encontrar no trono da graça enquanto humildemente faz conhecidas suas necessidades e, com fortes clamores e lágrimas, suplica força celestial para se fortificar contra as poderosas tentações do maligno. Satanás está levando cativos os jovens. Oh, que posso eu dizer para levá-los a quebrar seu poder de sedução! Ele é um hábil sedutor para levá-los à perdição. Testimonies, vol. 1, págs. 496 e 497.

Pensamentos Impuros Levam a Ações Impuras
Este é um século em que a corrupção prolifera por toda parte. A concupiscência dos olhos e as paixões corruptas são despertadas pelo contemplar e pelo ler. O coração é corrompido pela imaginação. O espírito se compraz em contemplar cenas que despertam as mais baixas e vis paixões. Essas desprezíveis imagens, vistas através de uma imaginação deturpada, corrompem a moral e preparam as criaturas enganadas e imprudentes para darem rédeas soltas às paixões pecaminosas. Então se seguem pecados e crimes que arrastam os seres formados à imagem de Deus ao nível dos animais, afundando-os finalmente na perdição. Testimonies, vol. 2, pág. 410.

Não Contemplar Coisas Ímpias
Devem os pais exercer incessante vigia, para que não se percam de Deus os seus filhos. Os votos de Davi registrados no Salmo 101, devem ser os de todos sobre quem repousam as responsabilidades de zelar pelas influências do lar. Declara o salmista: "Não porei coisa má diante dos meus olhos; aborreço as ações daqueles que se desviam; nada se me pegará. Um coração perverso se apartará de mim: não conhecerei o homem mau. Aquele que difama o seu próximo às escondidas, eu o destruirei: aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, não o suportarei. Os meus olhos procurarão os fiéis da Terra, para que estejam comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá. O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos." Sal. 101:3-7. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 119.
Dizei firmemente: "Não despenderei preciosos momentos em ler o que não será de nenhum proveito para mim, e que apenas me incapacita para ser de utilidade a outros. Devotarei meu tempo e meus pensamentos a adquirir capacidade para o serviço de Deus. Fecharei meus olhos a coisas fúteis e pecaminosas. Meus ouvidos são do Senhor, e não ouvirei as sutis razões do inimigo. Minha voz não estará de maneira alguma sujeita a uma vontade que não esteja sob a influência do Espírito de Deus. Meu corpo é o templo do Espírito Santo, e toda faculdade do meu ser será consagrada a objetivos dignos." Testimonies, vol. 7, pág. 64, 68.

A Leitura e sua Influência

Alimentar a Mente Infantil com Alimento Próprio
A mente suscetível e expansiva da criança almeja o saber. Devem os pais manter-se bem informados para que possam dar ao espírito de seus filhos o alimento conveniente. Semelhante ao corpo, a mente deriva sua força do alimento que recebe. Ela se alarga e eleva por meio de pensamentos puros, fortalecedores; mas estreita-se e avilta-se com pensamentos terrenos, rasteiros.
Pais, sois vós os que haveis de decidir se o espírito de vossos filhos se encherá de pensamentos enobrecedores, ou de sentimentos viciosos. Não podeis conservar desocupada sua mente ativa, tampouco podeis expulsar o mal com um simples gesto de enfado. Unicamente incutindo princípios corretos, podeis excluir maus pensamentos. A não ser que os pais plantem no coração dos filhos as sementes da verdade, o inimigo semeará o joio. A instrução boa e sã é o único preventivo contra as más conversas, que corrompem os bons costumes. A verdade protegerá a alma das intermináveis tentações que terão de ser enfrentadas. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 121.

Os Pais Devem Controlar os Hábitos da Leitura
Muitos jovens são ávidos por livros. Lêem qualquer coisa que possam obter. Apelo para os pais desses jovens, a fim de que governem o desejo deles pela leitura. Não permitais sobre vossas mesas revistas e jornais em que se encontrem histórias de amor. Preenchei o lugar desses com livros que auxiliem os jovens a porem na formação de seu caráter o melhor material - o amor e o temor de Deus, o conhecimento de Cristo. Animai vossos filhos a armazenar na mente conhecimento valioso, a deixar que aquilo que é bom ocupe a alma e dirija suas faculdades, não dando lugar a pensamentos baixos, aviltantes. Restringi o desejo pela leitura que não forneça ao espírito bom alimento. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 133.
Devem os pais esforçar-se por conservar fora do lar toda influência que não seja produtora do bem. Neste sentido alguns pais muito têm a aprender. Aos que se sentem livres para lerem revistas de contos e romances, desejo dizer: Estais a lançar uma semente, cuja ceifa não desejaríeis armazenar. Em tal leitura não há força espiritual a ser adquirida. Antes, ela destrói o amor à verdade pura da Palavra. Mediante tais revistas de contos e novelas, Satanás está operando com o fim de encher com pensamentos irreais e fúteis as mentes que deveriam estar diligentemente a estudar a Palavra de Deus. Assim ele está a roubar de milhares de milhares o tempo, energia e disciplina própria exigidos pelos sérios problemas da vida. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 107.
As crianças necessitam de leitura apropriada que lhes proveja divertimento e recreação e não perverta a mente nem enfraqueça o corpo. Se são ensinadas a apreciar romances e novelas, livros e revistas instrutivos se tornarão sem graça. A maioria das crianças e jovens terão matéria que ler, e se não lhes for selecionada, eles o farão. Eles podem encontrar qualidade nociva de leitura em qualquer lugar, e logo aprenderão a apreciá-la; mas se se lhes fornece leitura boa e pura, cultivarão o gosto por esta. Review and Herald, 11 de dezembro de 1879.

Disciplinar e Educar o Gosto Mental
O gosto mental deve ser disciplinado e educado com o máximo cuidado. Devem os pais começar cedo a desvendar as Escrituras à mente em desenvolvimento de seus filhos, a fim de que se possam formar hábitos convenientes de pensamento.
Nenhum esforço deve poupar-se no sentido de estabelecer hábitos corretos de estudo. Se a mente divaga, fazei-a voltar. Se o gosto intelectual e moral foi pervertido por atrativos e estimulantes contos de ficção, de maneira a não haver inclinação para o espírito se aplicar, há uma batalha a ferir-se a fim de vencer este hábito. O amor à leitura de ficção deve ser de pronto vencido. Regras severas devem ser postas em execução, para conservar o espírito na direção devida. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 136.

Não Cultivar o Gosto por Leitura de Ficção
Que lerão nossos filhos? Esta é uma questão séria, e que exige uma séria resposta. Perturba-me ver, entre as famílias observadoras do sábado, periódicos e jornais que contêm histórias em série, as quais não deixam impressão para o bem na mente das crianças e jovens. Tenho observado aqueles cujo gosto pela ficção foi assim cultivado. Tiveram o privilégio de ouvir a verdade, de familiarizar-se com as razões de nossa fé; mas chegaram aos anos mais avançados destituídos da verdadeira piedade e religião prática. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 118.
Os leitores de ficção estão tolerando um mal que destrói a espiritualidade, obscurecendo a beleza das sagradas letras. The Youth's Instructor, 9 de outubro de 1902.

Predomínio da Leitura Nociva
O mundo está inundado de livros que melhor seria queimar do que fazê-los circular. Melhor seria que nunca fossem lidos pela juventude livros sobre assuntos sensacionais, publicados e circulados com o fim de ganhar dinheiro. Há em tais livros uma fascinação satânica. ...A prática da leitura de histórias é um dos meios empregados por Satanás para destruir as almas. Produz satisfação falsa e doentia, agita a imaginação, inabilita o espírito para a utilidade e para todo exercício espiritual. Afasta a alma da oração e do amor às coisas espirituais. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 133 e 134.
Obras de romances, frívolos e provocantes contos, pouco menos ruinosos são ao leitor. Talvez o autor professe ensinar uma lição de moral, pode entretecer na obra sentimentos religiosos; freqüentemente, porém, isto não serve senão para velar a loucura e a vileza que se acham no fundo. A Ciência do Bom Viver, pág. 445.

Autores Ateus
Outra fonte de perigos contra que devemos estar constantemente de sobreaviso, é a leitura de autores ateus. Tais obras são inspiradas pelo inimigo da verdade, e ninguém as pode ler sem fazer perigar a alma. É verdade que alguns dos que por elas são afetados podem refazer-se finalmente; mas todos os que se põem ao alcance de suas más influências colocam-se no terreno de Satanás, e ele tira disto a maior vantagem. Convidando eles as suas tentações, não têm sabedoria para discernir nem força para a elas resistir. Com um poder fascinante, sedutor, a incredulidade se apodera da mente. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 135 e 136.
Lendas e Mitos
Na educação das crianças e dos jovens dá-se agora importante lugar aos contos de fadas, mitos e histórias imaginárias. Usam-se nas escolas livros desta natureza, e encontram-se também os mesmos em muitos lares. Como podem pais cristãos permitir que seus filhos usem livros tão cheios de mentiras? Quando as crianças pedem a explicação de histórias tão contrárias aos ensinos recebidos de seus pais, a resposta é que essas histórias não são verdadeiras; mas isto não dissipa os maus resultados do uso das mesmas. As idéias apresentadas nesses livros desencaminham as crianças. Comunicam falsas idéias da vida, suscitando e nutrindo o desejo pelo irreal. ...
Nunca devem ser colocado nas mãos da infância e da juventude livros que contenham uma perversão da verdade. Não permitamos que nossos filhos, no próprio processo de adquirir educação, recebam idéias que se demonstrarão sementes de pecado. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 384 e 385.

Como é Destruído o Vigor Mental
Poucas mentes há equilibradas, porque os pais são impiamente negligentes quanto ao seu dever de estimular os traços debilitados e reprimir os errados. Não se lembram de que estão sob a mais solene obrigação de vigiar as tendências de cada criança, que é seu dever educar os filhos em maneiras e hábitos corretos de pensamento. Review and Herald, 12 de novembro de 1908.
Cultivai as faculdades morais e intelectuais. Não permitais que essas nobres faculdades sejam debilitadas e pervertidas pela excessiva leitura de livros de histórias. Sei de espíritos fortes que se têm desequilibrado e ficado parcialmente entorpecidos ou paralisados pela intemperança na leitura. Testimonies, vol. 2, pág. 410.

Leitura Empolgante Torna a Criança Inquieta
Os leitores de contos frívolos e empolgantes tornam-se inaptos para os deveres da vida prática. Vivem em um mundo irreal. Tenho observado crianças a quem se consentiu adquirir o costume de ler tais histórias. Quer em casa quer fora de casa, achavam-se inquietas, sonhadoras, incapazes de conversar a não ser sobre os assuntos mais triviais. Pensamentos e conversas religiosos eram inteiramente alheios ao seu espírito. Cultivando o apetite pelas histórias sensacionais, perverte-se o gosto da mente, e o espírito não se satisfaz a menos que seja nutrido com tal alimento prejudicial. Não posso imaginar expressão mais apropriada para designar os que condescendem com tal leitura, do que a de embriagados mentais. Hábitos intemperantes na leitura, têm sobre o cérebro um efeito idêntico àquele que os hábitos de intemperança no comer e no beber exercem sobre o corpo. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 134 e 135.
Antes de aceitarem a verdade presente, alguns haviam formado o hábito de ler romances. Ao unirem-se à igreja, esforçavam-se para vencer esse hábito. Colocar perante essas pessoas leituras semelhantes às que abandonaram, equivaleria a oferecer bebidas intoxicantes ao embriagado. Cedendo à tentação que sempre os acomete, logo perdem o gosto na leitura sadia. Não têm interesse no estudo da Bíblia. Debilita-se-lhes a força moral. Cada vez menos repulsivo se lhes afigura o pecado. Manifesta-se crescente infidelidade, desprazer cada vez maior pelos deveres práticos da vida. Pervertendo-se o espírito, está ele pronto para prender-se a qualquer leitura de caráter estimulante. Assim se acha aberto o caminho para Satanás levar a alma sob seu domínio completo.Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 187.

Leitura Corrida, Superficial, Enfraquece o Poder de Concentração
Com a imensa maré de material impresso a derramar-se constantemente do prelo, adultos e jovens formam o hábito da leitura apressada e superficial, e a mente perde a sua capacidade para um pensamento contínuo e vigoroso. Além disso, uma grande quantidade de revistas e livros que, à semelhança das rãs do Egito, se estão espalhando pela Terra, não é apenas coisa banal, ociosa e deprimente, mas impura e degradante. Seu efeito não consiste simplesmente em envenenar e arruinar o espírito, mas também em corromper e destruir a alma. Educação, págs. 189 e 190.

"Não Posso Assinar Nossas Revistas."
Há os que professam ser irmãos que não assinam nossas revistas mas assinam uma ou mais revistas seculares. Seus filhos são profundamente interessados em leituras de ficção e novelas que se encontram nessas revistas que seus pais admitem poder pagar, embora declarem não poder assinar nossos periódicos e publicações sobre a verdade presente. ...
Os pais devem vigiar seus filhos e ensinar-lhes a cultivar a imaginação pura e a evitar, como evitariam a lepra, histórias de amor estilizadas em periódicos. Sejam as publicações sobre moral e religião encontradas em vossas mesas e bibliotecas, para que vossos filhos cultivem o gosto pela leitura elevada. Review and Herald, 11 de dezembro de 1879.

Mensagens à Juventude Sobre Leitura
Vendo o perigo que ameaça a juventude por causa das leituras impróprias, não posso abster-me de apresentar outra vez as advertências que me foram dadas acerca deste grande mal.
O mal que para os obreiros resulta de manusear literatura de índole reprovável é muito pouco reconhecido. O assunto com que estão tratando lhes prende a atenção e desperta o interesse. Sentenças imprimem-se-lhes na memória. São-lhes sugeridos pensamentos. Quase inconscientemente o leitor é influenciado pelo espírito do escritor, e espírito e caráter recebem impressão para o mal. Alguns há que têm pouca fé e pouco domínio próprio, e é-lhes difícil banir os pensamentos sugeridos por essa leitura. Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 187.
Oh, se os jovens refletissem na influência que as histórias empolgantes exercem no espírito! Podeis vós, depois de uma leitura dessas, abrir a Palavra de Deus e ler com interesse as palavras da vida? Não achais desinteressante o Livro de Deus? A fascinação daquela história de amor prende o espírito, destruindo-lhe o tono saudável, e tornando-vos impossível fixar a mente nas verdades importantes, solenes, que dizem respeito a vosso interesse eterno. Pecais contra vossos pais devotando o tempo que lhes pertence a um tão mesquinho desígnio, e pecais contra Deus em assim empregar o tempo que devia ser passado em devoção a Ele. Testemunhos Seletos, vol. 1, págs. 237 e 238.
Filhos, tenho uma mensagem para vós. Estais agora decidindo vosso destino futuro, e o edifício de vosso caráter será daquela espécie que vos excluirá do Paraíso de Deus. ... Quão penoso é para Jesus, o Redentor do mundo, contemplar uma família cujos filhos não têm amor a Deus nem respeito a Sua Palavra, mas estão todos absorvidos na leitura de ficção. Tempo assim despendido rouba-vos o desejo de tornar-vos eficientes nos deveres do lar; desqualifica-vos para serdes chefe da família, e se continuado prender-vos-á mais e mais nos laços de Satanás. ... Alguns dos livros que ledes contêm excelentes princípios, mas os ledes apenas para absorver a história. Se pudésseis tirar dos livros que ledes aquilo que vos poderia ajudar na formação do vosso caráter, vossa leitura poderia fazer-vos algum bem. Mas quando tomais um livro e o folheais página por página, perguntai-vos a vós mesmos: Qual é meu objetivo nesta leitura? Estou procurando obter conhecimento substancial? Não podeis construir um caráter reto levando para o fundamento madeira, feno e palha. Carta 32, 1896.

Plantar as  Sementes da Verdade Bíblica
Entre um campo inculto e a mente não educada há semelhança notável. Na mente das crianças e jovens o inimigo semeia o joio e, a menos que os pais vigiem atentamente, ele crescerá, produzindo seu mau fruto. É necessário incessante cuidado ao cultivar-se o terreno do espírito, e ao lançar-se nele a preciosa semente da verdade bíblica. Às crianças deve se ensinar a rejeitar os contos levianos, empolgantes, e volver à leitura sensata, que levará o espírito a ter interesse na narração, história e argumentação da Bíblia. A leitura que lança luz sobre o Volume Sagrado, e desperta o desejo de estudá-lo, não é perigosa, mas proveitosa. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, págs. 136 e 137.
É impossível que os jovens possuam saudável disposição mental e corretos princípios religiosos, a menos que apreciem a leitura atenta da Palavra de Deus. Este livro contém a mais interessante história, indica o caminho da salvação por meio de Cristo, e é o seu guia para uma vida mais elevada e melhor. Testimonies, vol. 2, págs. 410 e 411.

Que o Espírito Santo lhe dê sabedoria para o discernimento!!
Que Deus livre a você das influências do mal!


Pr Valdeci Jr.

Postagens de Destaque