sexta-feira, 6 de maio de 2016

A igreja em perigo-

Dr. José Carlos Ramos 
 Resultado de imagem para imagens de igrejas adventistas
Rosane manske 
O Alfa e o Ômega da apostasia predito por Ellen White

Em sua trajetória o povo de Deus tem enfrentado problemas de apostasia. Quanto ao povo de Deus nos últimos, a profecia previu que ele não estaria salvo desses percalços. Muto ao contrário! Apoc.12:17 afirma que nesse tempo, o dragão ficaria irado contra a mulher, a igreja, e pelejaria contra os "restantes da sua descendência", a comunidade final dos fiéis. Essa ira satânica se manifesta de duas formas distintas, mas convergentes, no interesse de se opor a Deus e sua obra: a intolerância religiosa, que logo se degenera em arbitrariedade, perseguição e morte; e a controvérsia teológica tendenciosa, geradora de heresias que deturpam o ensino, maculam a verdade, confundem os sinceros e desencaminham os incautos e despreparados. A perseguição remove da igreja apenas os de coração fingido e os hipócritas, e acaba por resultar em maior fervor e fidelidade por parte dos sinceros.
O inimigo é astuto, ele usa mentes brilhantes, mas irrequietas e como gosta de usar os que reúnem maior potencial, que acabam discordando do parecer da igreja em questões doutrinárias,  gerando uma oposição extrema de franca oposição.
Nosso objetivo é fazer uma abordagem da atual dissidência em torno da doutrina da trindade(e decorrentes distorções, especialmente quanto ao espírito santo) à luz daquilo que se tornou conhecido entre nós como "o alfa da apostasia", para ver se podemos determinar a natureza dessa dissidência e avaliarmos o risco que ela representa.
Houveram vários movimentos apóstatas, ocorridos entre nós adventistas, como tentativas diabólicas de frustrar o plano divino para igreja nestes últimos dias- o cumprimento da missão dada a ela conferida por Jesus cristo, que resultará na preparação de um povo para o maior acontecimento de todos os tempos:sua vinda a este planeta. Volveremos a seguir a nossa atenção para o alfa da apostasia, e então para o anunciado ômega, o movimento apóstata que deveria posteriormente tomar lugar, suficientemente terrível para levar a mensageira do senhor Ellen White, a tremer.
Nenhum dos movimentos apóstatas, que sofreu a igreja, se enquadraria na apostasia profetizada por Ellen White, denominada de "alfa". Algo mais atraente, sedutor, e ao mesmo tempo mais sutil e, portanto mais ameaçador, foi por ela indicado como sendo esse tipo de apostasia: o envolvimento do Dr.John Harvey Kellogg, então líder de nossa obra médica, com o panteísmo. E o pior de tudo: essa heresia se apresentava com ares de "nova luz". A bíblia afirma que o pecado faz separação entre Deus e o pecador (is 59:2); mas, para o panteísmo, essa separação não existe, porque Deus está dentro da própria pessoa. Jesus, então viria salvá-la do quê?
A apostasia encabeçada por Kellogg, não era mais uma entre outras. Ela englobava as demais, pois conspirava contra a fé cristã no seu todo. As teorias espiritualistas acerca da personalidade de Deus,
levadas à sua conclusão lógica, derrubam toda a ordem cristã.... .removem a necessidade da expiação e fazem do homem o seu próprio salvador. Essas teorias a respeito de Deus tornam sem efeito a sua palavra, e os que aceitam estão em grande perigo de ser, afinal, levados a considerar a Bíblia toda uma obra de ficção. Essa é uma apostasia que se voltara contra o Deus das instituições. O panteísmo, torna Deus, tanto bom como mau. O panteísmo é oposto ao pensamento trinitariano.
Em outras palavras, a redenção depende da própria pessoa, pois não passa de mera consecução humana.
Os médicos e pastores foram os mais contagiados com a heresia, com destaque para os primeiros.
Catorze características:
1- Heresia letal- Os que continuarem a manter essa teoria, cortarão sua ligação com Deus e perder a sua vida eterna.
2-Mistura do falso com o verdadeiro - Kellogg e demais proponentes da heresia panteísta se valeram da Bíblia e dos escritos de Ellen White, na tentativa de sustentar suas idéias....Ellen White, já havia declarado , que os textos são tirados do seu contexto, e usados para sustentar teorias errôneas. Através de todo livro citam-se passagens da escritura. Essas passagens são apresentadas de modo a fazerem o erro parecer verdade e também cita a distorção dos textos dela, fazendo com que e expressões e opiniões parecem está em harmonia, com a heresia deles.
5-Aparência de piedade
6-Conceito de Deus sobre à luz da razão humana
7-Pressão sobre os adventistas do sétimo dia- Os dissidentes que defendiam o panteísmo, no desempenho de disseminarem suas idéias, não se preocupavam em evangelizar aqueles que no mundo precisavam de salvação. A pressão era feita sobre os membros da igreja adventista, para que a heresia fosse aceita.
8- Uma agressão à personalidade de Deus.
9-Uma representação falsa de Deus e, portanto, uma desonra para Ele.
10-Espiritização de Deus
11-Fator de desagregação
12-Amor espiritual não santificado... Tendência ao amor livre....
13-Total dissonância com os ensinos de Cristo
14-Inspiração pelo Diabo. No desejado de todas as nações, a escritora enaltece a Jesus e o Espírito Santo..... Após um breve relato, sobre o "alfa da apostasia".... Estamos em condição de constatar se a presente especulação herética envolvendo a doutrina da trindade se ajustaria aquilo que Ellen White chamou de"Omega da apostasia"
 Resultado de imagem para imagens de igrejas adventistas

Desde o tempo da crise suscitada pelas idéias panteístas de kellogg, o inimigo tem sido incansável no combate ao povo de Deus. Vez por outra, fazendo surgir movimentos heréticos. Mas, a exemplo do que acontecera com tais movimentos antes da crise de kellogg, as manifestações que ocorreram depois igualmente envolveram apenas instituições divinas, como a questão do santuário, o dom de profecia e a igreja, com exceção de um: Aquele que ocorre em nossos dias. Este, justamente como ocorreu com a heresia panteísta de kellogg, tem a ver igualmente com a natureza e personalidade divinas, e, portanto, não apenas se levanta contra as instituições de Deus,mas também contra o Deus das instituições.
Uma advertência importantíssima sobre o paralelo básico- uma advertência dada por Ellen White, justamente quando ela previu o surgimento do terrível ômega, é a advertência de que nós não entrássemos em controvérsia em relação à presença e a personalidade de Deus. Este tipo de apostasia fê-la tremer pelo nosso povo.
Infelizmente, esse tempo chegou, pois hoje se vive nos círculos adventistas uma verdadeira controvérsia sobre a personalidade divina, naturalmente envolvendo também a questão de sua presença. Para se constatar essa triste realidade, basta observar o que os dissidentes antitrinitárianos afirmam principalmente, mas não exclusivamente, sobre o Espírito Santo, tão pessoal e tão divino quanto o Pai
Mais paralelos
Estabelecido o paralelo básico da atual apostasia com a anterior (ambas envolvem a personalidade e presença de Deus), verifiquemos agora se aquelas catorze características do alfa, encontram uma correspondência na apostasia sobre a Trindade e o Espírito Santo, corrente em nossos dias, de forma a a que se solidifique a suspeita de que esta seja, de fato, o anunciado ômega.
1- Heresia letal- O alfa era uma heresia letal porque colocava em risco a salvação daquele que a assumia. Seria a atual apostasia antitrinitáriana menos letal, desmerecendo o Espírito Santo, levando em consideração que é somente através dele que podemos vencer o pecado? Que é apenas Ele que aplica ao pecador os efeitos salvíficos do calvário? Sem o Espírito Santo o sacrifício de Cristo de nenhum proveito teria sido.
Evidência contundente da atividade salvífica da terceira pessoa da Trindade é o fato de que não haverá mais disponibilidade de salvação para o impenitente depois que a porta da graça se fechar........
2-Mistura do falso com o verdadeiro - Não oferece apenas engano, basta ver o material deles.....
3-Alegação de ser uma grande verdade- Não é isso que os dissidentes antitrinitarianos alegam?
4- Aparente apoio a Bíblia e ao espírito de profecia - Os textos são tirados do seu contexto, e usados para sustentar teorias errôneas. Cita passagens da escritura de modo a fazerem o erro parecer verdade. O mesmo que Ellen White disse do alfa.
5- Aparência de piedade. (Querem passar para o mundo uma imagem que são mais puros e santos que os adventistas tradicionais )
6-conceito sobre Deus à luz da razão humana- Conceitos antitrinitárianos tendem a explicar a divindade à luz da razão.
7-Pressão sobre os adventistas do sétimo dia- Seria interessante fazer um levantamento das atividades missionárias cumpridas por grupos separatistas. Eles não estão preocupados com a salvação dos perdidos, exceto com as dos adventistas do sétimo dia que julgam perdidos por crerem na Trindade. Sem qualquer tipo de evangelização, dissidentes se limitam a cirandar igrejas, para ver se conseguem atrair algum membro para o lado deles.
8- Uma agressão a personalidade de Deus - Pela forma que interpretam o Espírito Santo, os dissidentes tornam Deus um incoerente....
9- Uma representação falsa de Deus e, portanto uma desonra para Ele. Ela reduz a terceira pessoa da Trindade em mera criatura......
10-Espiritização de Deus
11- Fator de desagregação - Tem a atual dissidência em torno da trindade e da pessoa e divindade do Espírito Santo contribuído para fortalecer a unidade da igreja?A resposta é um categórico"não"  Tem contribuído para discórdia e divisão.....
12-Amor espiritual não santificado....-o verdadeiro amor só é achado no coração onde Jesus reina.....
13-Total dissonância com os ensinos de cristo - Qual o conceito da divindade apresentada por Cristo? Expressou~se ele contrário a idéia de um deus triúno? O que Ele disse acerca da natureza do Espírito Santo?. E Jesus confirmou o conceito trinitário de Deus ao conferir à igreja a grande comissão evangélica, segundo o qual o batismo nas águas deveria ser ministrado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Mateus 28:19
14-Inspiração pelo Diabo- O que se deveria dizer de um movimento:
.Que apregoa uma heresia letal?
.Que mistura o falso com o verdadeiro?
.Que alega ser uma grande verdade,quando oferece uma heresia?
.Que se vale deslealmente da bíblia e do espírito de profecia?
.Que ostenta aparência de piedade, ao mesmo tempo em que dissemina um engano?
.Que impõe a lógica humana como norma de interpretação e compreensão de algo tão transcendente como a natureza e personalidade de Deus?
.Que não se preocupa com a evangelização de um mundo perdido, mas tão somente com proselitismo entre os próprios adventistas para arrebatá-los para as suas fileiras?
.Que agride a personalidade de deus?
.Que lhe oferece uma representação falsa dele, e que lhe é , portanto uma desonra?
.Que é fator de desagregação e enfraquecimento do corpo de cristo?
.Que resulta na, com sua mensagem de espiritização de deus?
.Que é imbuído de amor espiritual não santificado?
.Que está em dissonância com o que cristo ensinou?
Que dizer de um movimento assim, senão que é resultante do influxo diabólico?Com efeito, o Alfa e o Ômega da apostasia provêm só de um lugar: A mente satânica.
Observamos como o panteísmo do alfa da apostasia desmereceu a Deus a ponto de torná-lo inferior a própria criatura e de fazê-lo residir no próprio satanás. A presente dissidência que nega a Trindade, com ênfase no demérito do Espírito Santo, não deixa por menos. Jairo P. A. De Carvalho, ao classificar o Espírito Santo de "isto". Rebaixa a terceira pessoa da divindade a um plano inferior ao da criatura. Não sendo suficiente, este senhor teve a vileza, a insensatez de afirmar, que o próprio satanás possui o Espírito Santo, a exemplo do panteísmo que afirma que Satanás tem um deus dentro de si.
Um outro dissidente, declarou sua vil convicção envolvendo a Trindade, ao declarar: "Se o Espírito Santo é uma pessoa, então Deus pai é um corno,  porque foi este Espírito que gerou seu Filho no útero de Maria."
Assim, os antitrinitárianos da dissidência adventista se prestam decididamente a leviandades como essas que acabamos de mencionar.
Considerando esses blasfemos despropósitos sobre o Santíssimo Deus revelado nas páginas sagradas, considerando as advertências de Ellen White.Sinto-me fortemente inclinado a crer que a referida dissidência é, com efeito,o anunciado ômega da apostasia.
A serva do Senhor tremeu ao tomar dele conhecimento, tremeu por nosso povo. e não poderia ser diferente, se levarmos em conta que o ômega se revela bem mais preocupante em pelo menos quatro aspectos:
1- Em sua propagação- Enquanto o alfa se limitou a uma região na América do Norte, e não avançou muito do círculo de obreiros, o atual movimento, através dos rápidos meios de comunicação , tem se alastrado por várias regiões do globo.
2-Em sua penetração- Enquanto o alfa atingiu parte da classe médica e ministerial de batle creek, a presente dissidência tem contagiado, principalmente, diferentes camadas da força leiga da igreja, numa amplitude tal que pode penetrar em cada lar adventista no mundo,......
3-Em seus resultados devastadores- A presente dissidência, bem mais que a alfa da apostasia, tem sido poderosa em semear, dúvidas e incertezas.
4-Na implicação dos conceitos alardeados- no alfa da apostasia, a natureza de Deus foi aviltada em seu todo, por uma filosofia que o reduziu a uma simples energia que permeia o mundo e que nele se integra, de tal modo a formar,com ele uma unidade; mas se o mundo é Deus e Deus é o mundo, então sua obra a ser nele cumprida é pura ilusão.
Na presente apostasia antitrinitáriana, embora Deus e o mundo mantenham-se distintos, a divindade é fragmentada e, dependendo do conceito adotado pelo dissidente, reduzida a uma ou a duas pessoas, e mais uma influência, o Espírito Santo, que deverá, a exemplo do que determina o panteísmo, permear a matéria.
Se no primeiro caso a obra de Deus no mundo era ilusão, agora ela é um sonho inatingível, pois sem o Espírito Santo como pessoa divina unindo as suas forças ao nosso esforço continuaremos neste mundo indefinidamente; simplesmente porque a obra divina em nós e fora de nós, jamais será concluída em nós. É isto que o inimigo mais deseja.
A obra de Deus continuará"vencendo e para vencer" ap.6:2, pois o seu Grande Comandante jamais perdeu uma batalha.
.A obra progredirá certamente, quer avancemos com ela(a igreja) quer não. Ela será vitoriosa.
Avançar ou não avançar com a igreja: é você quem decide!

A igreja em perigo- Dr. José Carlos Ramos

Postagens de Destaque