domingo, 28 de dezembro de 2014

Perseguição aos guardadores do sábado - Muitos Serão Condenados à Morte

Muitos Serão Condenados à Morte
A melhor coisa para nós é entrar em íntima ligação com Deus, e, se Ele quiser que sejamos mártires por amor à verdade, isto poderá ser o meio de conduzir muitos outros à verdade. Mensagens Escolhidas, vol. 3, pág. 420.
Muitos serão encarcerados, muitos fugirão das cidades e vilas para salvar a vida, e muitos serão mártires por amor a Cristo, colocando-se em defesa da verdade. Mensagens Escolhidas, vol. 3, pág. 397.
Há perante nós a perspectiva de uma luta contínua, com risco de prisão, perda de propriedade, e da própria vida, para defender a lei de Deus. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 319.
Requerer-se-á dos homens que rendam obediência a editos humanos em violação da lei divina. Os que forem fiéis a Deus serão ameaçados, denunciados, proscritos. Serão entregues "pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos" até mesmo à morte. Profetas e Reis, pág. 588.
Não havemos de ter a coragem e a fortaleza dos mártires de outrora enquanto não chegarmos à posição em que eles se acharam. ... Caso deva haver uma volta da perseguição, será dada graça para despertar toda energia da alma para mostrar verdadeiro heroísmo. Nossa Alta Vocação (Meditações Matinais, 1962), pág. 123.
Os discípulos não foram revestidos da coragem e fortaleza dos mártires, senão quando essa graça se tornou necessária. O Desejado de Todas as Nações, pág. 354.


Como Permanecer Firme Sob Perseguições
Notaremos que precisamos desprender-nos de todas as mãos, exceto a mão de Jesus Cristo. Amigos mostrar-se-ão aleivosos, e nos trairão. Parentes, enganados pelo inimigo, julgarão prestar serviço a Deus opondo-se a nós e envidando o máximo esforço para colocar-nos em situações difíceis, esperando que neguemos a nossa fé. Em meio, porém, das trevas e do perigo, podemos depositar nossa mão na mão de Cristo. Maranata (Meditações Matinais, 1977), pág. 195.
A única maneira pela qual os homens poderão permanecer firmes no conflito é estar arraigados e firmados em Cristo. Eles precisam receber a verdade como é em Jesus. E somente quando é apresentada desta maneira pode a verdade suprir as necessidades da alma. A pregação de Cristo crucificado, Cristo justiça nossa, é o que sacia a fome da alma. Quando firmamos o interesse das pessoas nesta grande verdade central, fé, esperança e coragem advêm ao coração. General Conference Bulletin, 28 de janeiro de 1893.
Por causa de sua fé, muitos serão privados de um lar e herança neste mundo; mas, se entregarem o coração a Cristo, recebendo a mensagem de Sua graça e confiando no seu Substituto e Fiador, o Filho de Deus, ainda poderão encher-se de alegria. The Signs of the Times, 2 de junho de 1898.


A Perseguição Espalha o Povo de Deus
Em vários lugares, ao ser incitada a hostilidade contra os que observam o sábado do Senhor, talvez se torne necessário que o povo de Deus se mude desses lugares para outros em que não sejam combatidos tão severamente.
Deus não requer que Seus filhos permaneçam onde, pela atitude de homens ímpios, sua influência perca o efeito e sua vida seja exposta ao perigo. Quando a liberdade e a vida correm perigo, não é meramente nosso privilégio, mas nosso claro dever ir a lugares em que as pessoas estejam dispostas a ouvir a Palavra da Vida e onde as oportunidades para pregar a Palavra sejam mais favoráveis. Manuscrito 26, 1904.
Logo chegará o tempo em que o povo de Deus, por causa da perseguição, será espalhado em muitos países. Os que receberam uma educação equilibrada sair-se-ão bem onde quer que estiverem. Manuscript Releases, vol. 5, pág. 280.


A Perseguição Conduz a Unidade Entre o Povo de Deus
Quando a tempestade da perseguição realmente desabar sobre nós, as verdadeiras ovelhas ouvirão a voz do verdadeiro Pastor. Abnegados esforços serão envidados para salvar os perdidos, e muitos que vaguearam longe do aprisco retornarão para seguir o grande Pastor. O povo de Deus se coligará e apresentará ao inimigo uma frente unida. Em vista do perigo comum, cessará a luta pela supremacia, e não haverá disputas sobre quem será considerado o maior. Testimonies, vol. 6, pág. 401.


A Crise Torna Mais Evidente a Interferência de Deus
De vez em quando o Senhor tem manifestado Sua maneira de agir. Ele está atento ao que se passa na Terra. E quando tem havido uma crise, tem-Se revelado e interposto para impedir a realização dos planos de Satanás. Muitas vezes tem permitido que questões concernentes a nações, a famílias e a indivíduos cheguem a uma crise para que a Sua interferência se torne evidente. Então Ele tem deixado que se conheça o fato de que há um Deus em Israel que ampara e defende Seu povo.
Quando a oposição à lei de Jeová quase for universal, quando Seu povo for oprimido e afligido pelos semelhantes, Deus intervirá. As fervorosas orações de Seu povo serão atendidas, pois Ele gosta que Seu povo O busque de todo o coração e confie nEle como Libertador. Review and Herald, 15 de junho de 1897.
Durante algum tempo será permitido que os opressores triunfem sobre os que conhecem os santos mandamentos de Deus. ... Até o fim Deus permite que Satanás revele seu caráter como mentiroso, acusador e assassino. Assim o triunfo final do Seu povo tornar-se-á mais acentuado, mais glorioso, mais cabal e completo. Mensagens Escolhidas, vol. 3, pág. 414.


A Aflição Purifica o Povo de Deus
Logo há de haver perturbações por todo o mundo. Cumpre que cada qual procure conhecer a Deus. Não temos tempo para esperar. ...
O amor de Deus à Sua igreja é infinito. Incessante é Seu cuidado de Sua herança. Ele não permite que aflição humana alguma sobrevenha à igreja senão unicamente a que é necessária para sua purificação, seu bem presente e eterno. Purificará Sua igreja assim como purificou o templo no princípio e no fim de Seu ministério na Terra. Tudo que Ele traz sobre a igreja em forma de provações e aflições, fá-lo para que Seu povo adquira mais profunda piedade e mais força para levar a todas as partes do mundo as vitórias da cruz. Testemunhos Seletos, vol. 3, págs. 391 e 392.
Aflições, cruzes, tentações, adversidades e nossas várias provações, são os agentes divinos para nos purificar, santificar e preparar-nos para o celeiro celeste. Testemunhos Seletos, vol. 1, pág. 313.


Ellen white
Eventos Finais Pags 150 - 154

Postagens de Destaque