domingo, 2 de agosto de 2015

Influência de pais piedosos



Influência de pais piedosos, 24 de Julho 

Tão-somente guarda-te a ti mesmo e guarda bem a tua alma, que te não esqueças daquelas coisas que os teus olhos têm visto, e se não apartem do teu coração todos os dias da tua vida, e as farás saber a teus filhos e aos filhos de teus filhos. Deuteronômio 4:9. 

A todos os pais que professam crer na breve volta de Cristo, é dada uma solene obra de preparo, para que eles e seus filhos possam estar prontos para receber o Senhor, na Sua vinda. Deus deseja ver os pais assumirem posição ao Seu lado, de todo o coração, a fim de que não se perverta a obra que lhes confiou, e que nossos filhos e a juventude compreenda claramente a vontade de Deus a seu respeito. Devem eles aprender a resistir ao mal e escolher a justiça, a volver costas ao pecado e tornar-se fiéis servos de Deus, preparados para Lhe prestar o mais elevado serviço de sua vida. Poucos pais há que reconheçam quão importante é dar aos filhos a influência de um bom exemplo. No entanto este é muito mais poderoso do que o preceito. Nenhum outro meio é tão eficaz em educá-los na devida direção. As crianças e os jovens precisam de um modelo verdadeiro no fazer o bem, se é que devam ter êxito em vencer o pecado e formar um caráter cristão. Esse modelo devem eles encontrar na vida dos pais. Se devem entrar na cidade de Deus, [217] e alegrar-se no galardão do vencedor, alguém lhes terá de mostrar o caminho. Vivendo perante os filhos uma vida coerente e piedosa, podem os pais tornar-lhes claro e evidente o trabalho que está a sua frente. É desejo de Deus que os pais sejam para os filhos a cristalização dos princípios expostos em Sua Palavra. ... Conservar os pés de seus filhos no caminho estreito exigirá esforços fiéis e constante oração, mas é possível educar as crianças e os jovens de modo a amarem e servirem a Deus. É possível inculcar-lhes os princípios de justiça, mandamento sobre mandamento, regra sobre regra, um pouco aqui, 438 Influência de pais piedosos, 24 de Julho 439 um pouco ali, até que os desejos e inclinações do coração estejam em harmonia com a mente e vontade de Deus. Quando os pais e mães reconhecem a responsabilidade que sobre eles recai, e correspondem aos apelos do Espírito de Deus em favor dessa obra negligenciada, ver-se-ão nos lares do povo transforma- ções que farão os anjos regozijarem-se. — The Review and Herald, 12 de Outubro de 1911.

Ellen White
Nos Lugares Celestiais Pag. 438

Postagens de Destaque